Como eu perdi minha virgindade no pau do nosso jardineiro bêbado

Enviado por Menina Curiosa em 26/07/2020
Encontros Casuais | Compre produtos eróticos sem sair de casa

Categoria: Jovens X Mais Velhos | Visitas: 20906
Avaliação: [Votar]
8 Comentários [Comentar]

Este relato contém fragmentos de sexo não consentido. Se você não gosta desse tipo de leitura, recomendamos que ignore este conto e curta nossas outras centenas de relatos e contos eróticos.

Oi, leitores e leitoras! Meu nome é Laryssa e atualmente tenho 21 anos. Sou magrinha mas tenho uma bunda bem grandinha, e meus seios são bem redondinhos e de tamanho médio. Sou morena clara, lábios pequenos e carnudinhos. Meus cabelos são pretos e bem longos, quase alcançando meu bumbum.

O que vou contar a vocês aconteceu há uns dois anos, quando eu ainda tinha 19 anos. Minha mãe é médica e nessa época ela fazia plantão no período da noite em um hospital aqui na minha cidade mesmo. Meu pai trabalhava como representante comercial e viajava muito. Por isso, eu passava a maior parte do meu tempo com minhas amigas ou sozinha em casa.

Minhas outras companhias eram a empregada que trabalhava durante o dia e o Seu José, um jardineiro que meu pai tinha contratado para cuidar da limpeza do quintal e jardim da nossa casa. Esse jardineiro morava em uma cidadezinha próxima e vinha trabalhar em nossa casa todos os sábados. Ele era uma pessoa muito boa, de seus 40 e tantos anos, moreno, brincalhão e cheio de piadas engraçadas. Eu me divertia muito conversando com ele.




Uma tarde, uma de minhas três melhores amigas, a Carol, me ligou e me perguntou se eu gostaria de ir com elas em um festinha que o pessoal da escola ia fazer no salão de festas do condomínio onde um deles morava. Falei que eu ia pedir permissão para a minha mãe. Nessa hora minha amiga começou a rir.
- Vai tomar nesse seu cú, Laryssa... Tú já tem 19 anos, sua puta! Ainda precisa pedir permissão pra sua mãe? - ela falou, dando uma gargalhada.

- Preciso sim, Carol... esquece que moro na casa dos meus pais? Não tenho casa própria, não, filha... tenho sim que pedir permissão a eles... além disso, meus pais não são liberais iguais os seus não... e puta é você, sua fresca sem vergonha! - respondi e caímos na risada as duas.

Como meus pais estavam eu casa, fui até eles e comentei sobre a festinha. Eles ficaram jogando a bola um para o outro, me passando raiva e vergonha na frente da empregada. Por fim eles concordaram mas pediram para eu estar em casa no máximo até as 9:00hs da noite, já que, no dia que a festa ia acontecer, eu estaria em casa sozinha novamente. Na mesma hora liguei para a Carol e confirmei minha presença.

No sábado combinado, a festinha começou por volta das 18:00hs, em um ambiente bem confortável, com músicas dançantes, tudo maravilhoso. Eu e minhas amigas ficamos juntas em um mesa só para nós três, e começamos a falar sobre muitas coisas, enquanto a mais animadinha, a Carol, tirou da bolsa dela uma garrafa de licor. Olhei para ela assustada, pois até então eu só tinha visto ela bebendo cerveja.

Nunca fui uma menina de gostar de beber, e muito menos de fumar. Esse negócio de maconha e outras substâncias me dão medo até hoje. Assim, todas elas começaram a beber, misturando licor com refrigerante e suco. E continuamos a conversar e nos divertir, e elas sempre insistindo para eu beber também, nem que fosse só um gole.

- Deixa de ser boba, Laryssa... bebe, menina... a gente veio pra se divertir! - a Júlia me falou.
- Isso mesmo... ela fica querendo dar uma de santinha... deixa de fazer graça, Laryssa... bebe logo... você já tem idade pra isso...! - a Carol ficou me provocando.

- Pois eu falo pra vocês que essa daí é tão sonsa que nunca viu um pau de verdade em toda a vida dela! - minha amiga Raíssa falou. Nessa hora eu quis morrer.
- Seu rabo, Raíssa! - respondi rindo também. - Acontece que eu não são tão safada quanto certas amigas que eu tenho... e que estão agora mesmo aqui na minha frente! - concluí e elas cairam na gargalhada.

- Pode chamar a gente de safadas, putas, assanhadas... o que você quiser!... Vamos, fala a verdade, Laryssa!... Você já viu um pau de perto, ou nem mesmo isso? - a Júlia continuou me provocando. Deus do céu! Senti o meu rosto ferver, e acho que fiquei vermelha como um tomate. Fiquei sem resposta e não soube bem o que falar, a não ser xingar minhas amigas de todos os nomes que lembrei na hora.

- Meninas, vamos deixar ela em paz... ela vai abrir essas pernas dela quando a periquita dela não aguentar mais de vontade... e vocês duas?... vão me dizer que não foi assim com vocês? - a Carol disse.
- Sim, comigo foi assim mesmo! - a Júlia falou. - Mas eu abri as minhas pernas foi com 14 anos... e já faz dois anos que não paro mais de dar minha buceta!

Meu deusss! Eu queria morrer com aquela conversa.
- Grande coisa, Júlia... aposto que seu namoradinho deve ter o pintinho pequeno... magrinho igual ele! - a Carol disse, tirando sarro da cara da Júlia.
- Vai achando, filha! Ele pode ser magro e ter o pinto fino... mas o negócio é bem longo, viu? - minha amiga Júlia respondeu.

- Ah, é? E qual o tamanho então? - a Raíssa perguntou, curiosa.
- 19cm... me sinto no paraíso com o pau dele! - a Júlia disse e fez caras e bocas.
- Não tenho inveja! - a Carol falou. - Meu namorado tem 17cm... mas pensem numa rola grossa e cabeçuda!

- Nossa! Vão dar o cú vocês todas! - fingi estar chateada. - Você não sabem falar de outra coisa a não ser dos seus namorados feios não, é? - finalizei. Nessa hora elas caíram na gargalhada, rindo da minha cara. E eu alí, super vermelha e sem graça. Nossa mesa com certeza era a mais escandalosa, com as minhas amigas bebendo e se divertindo ao máximo. E com isso o tempo foi passando.

Um pouco depois das 8:00hs da noite chegaram os meninos, os namorados das minhas amigas. Entre beijos, abraços e apertões, cada uma delas foi se preparando para sair da mesa.
- Amiga, vou dar uma voltinha, tá?... você me espera? - a Júlia me perguntou.

- Eu também vou! - a Carol falou, quase ao mesmo tempo que a Raíssa, enquanto seus namorados as abraçavam por trás.
- Tenho outra opção? - falei, fazendo cara de triste. - Melhor do que ficar em casa sozinha, né? - finalizei e os três casaizinhos saíram alegres, se pegando, me deixando com a maior cara de tacho, sozinha na mesa.

Fiquei lá disfarçando, bebendo refrigerante e comendo salgadinhos. Uns 30 minutos depois minhas amigas voltaram para a mesa, sem seus namorados, ajeitando suas roupas e cabelos.
- Aném, Laryssa! Não acredito! Tantos meninos tarados aqui e você não conseguiu chamar a atenção de nenhum deles? Tú é fraca, heim, amiga? - a Júlia voltou a pegar no meu pé.

- Ah, eles não chamam minha atenção não... são muito bobinhos! Quero coisa diferente, homens mais velhos, mais experientes! - falei, querendo parecer um pouco mais madura que elas.
- Mas é puta mesmo! Então você gosta é de homens mais velhos, né, safada? - a Carol riu de mim.

- Com certeza ela está querendo um segundo pai... Um velho bem safado pra comer até o cuzinho dela! - a Raíssa falou e novamente fiquei vermelha, de vergonha e de raiva delas. E as três se desmancharam em risadas novamente. E assim a festinha seguiu, cheia de brincadeiras e provocações, até que percebi que já estava dando 9:00hs da noite.

- Meninas, já está no meu horário... preciso ir! - falei.
- Vai dar esse seu rabo, Laryssa! Vai dar 9:00hs e você quer ir embora... ainda dá tempo de transar pelo menos umas três vezes! - a Carol disse rindo.
- Vai dar o rabo você, sua puta! Falei pros meus pais que eu voltaria às 9:00hs... se eu chegar mais tarde eles não deixam mais eu sair sozinha assim! - expliquei.

Depois de muita reclamação a Júlia chamou o namorado dela e os dois foram me deixar na minha casa, e falaram que de lá eles iam para a casa dele, para transar bem gostoso. Meu deus! Eu queria morrer ouvindo aquilo. Eu estava me sentindo uma ET, vendo os dois se pegando dentro do carro. A Júlia era muito novinha ainda, e já estava dando daquele jeito.

Entrei na minha casa e a empregada já tinha ido embora, assim como o Seu José, já que ele morava em outra cidade, não muito distante da nossa. Minha mãe também já tinha saído para o plantão dela e o meu pai, como já era de costume, ia passar mais um final de semana longe de casa. Liguei para a minha mãe e avisei a ela que eu já estava em casa. "Mais uma noite sozinha!", pensei, um pouco triste.

Fui para o meu quarto e comecei a tirar a minha roupa. Não era normal que eu, na minha idade, 19 anos, não tivesse ainda provado uma pica, uma rola de verdade. E eu tinha curiosidade de fazer isso, e muita vontade também. Muitas vezes eu tocava siririca pensando nos meninos. E por várias vezes pensei em enfiar meus dedos ou outras coisas dentro do meu buraquinho, mas no final eu mudava de idéia e acabava me tocando apenas no meu clitóris mesmo.

Tomei um banho demorado, vesti uma camisolinha, parecida com um vestidinho, de alcinhas, que ia mais ou menos até a metade das minhas coxas, e por baixo apenas uma calcinha de dormir mesmo, dessas bem folgadinhas. E então me deitei. Na minha cabeça martelavam cada uma das frases das minhas amigas. "Elas são putas sim, das mais safadas, mas elas parecem tão felizes!", pensei, extremamente chateada.

Fiquei mais de uma hora deitada, pensando, sem conseguir pegar no sono. Então resolvi assistir um filme. Depois do filme eu fui até a cozinha e tomei um pouco de suco. Nessa hora ouvi um barulho no portão de entrada. Fiquei super assustada, achando que fosse um ladrão ou algo assim. O susto foi tão grande que quase fiz xixi na calcinha. Corri até a sala e olhei discretamente pela janela, para ver o que estava acontecendo, já com o telefone na mão, para ligar para a minha mãe.

Então o portão se abriu e vi um homem entrando. Ele se mantinha em pé com muita dificuldade, cambaleando e, depois de fechar o portão, ele contornou a casa, andando lentamente, se apoiando nas paredes. Corri para a janela da cozinha e o vi se sentar em uma das cadeiras próximas à churrasqueira do meu pai, bem ao lado da piscina. Nessa hora a luz ajudou e eu reconheci o homem. Era o Seu José, e ele aparentava estar muito bêbado.

Mas por que ele estava de volta na minha casa? Por que será que ele não tinha viajado para a sua cidadezinha? Fiquei observando pela janela da cozinhas as várias tentativas que o Seu José fez para se manter sentado na cadeira, até que ele perdeu o equilíbrio e caiu para um dos lados, caindo na grama. E foi um tombo daqueles.

Abri a porta da cozinha e corri até ele, para ver o que estava acontecendo e também verificar se ele estava machucado. Me ajoelhei e o observei deitado de lado, sussurrando coisas que eu não entendi, com os olhos fechados e a boca entreaberta.
- Seu José... Seu José...! - repeti o nome dele, e sacudi seu braço tentando acordá-lo. Mas minhas tentativas foram em vão.

O Seu José estava tão bêbado que não conseguiu segurar o sono e começou a roncar alí mesmo, deitado na grama, na minha frente. Mexi e remexi o corpo dele, chamando o nome dele, tentando acordá-lo, mas ele não respondia nem abria os seus olhos. Tudo que eu ouvia era o seu ronco, se entregue a um sono tranquilo. E é claro que eu também sentia o forte cheiro de álcool que os homens bêbados costumam apresentar.

Me sentei na cadeira ao lado dele e fiquei alí, observando ele dormir e chamando o nome dele de vez em quando, mas ele não acordava de jeito nenhum. Então, depois de alguns minutos, o fato de o Seu José estar alí deitado, bêbado, aos meus pés, passou a um segundo plano, e voltei a me lembrar das brincadeiras maldosas que minhas amigas tinham feito comigo na festinha.

"Eu sou jovem e bonita", comecei a viajar nos meus pensamentos, "Como posso mudar minha situação? Não quero e nem posso continuar assim!". Então, de repente, uma pequena e tímida luz se acendeu dentro de mim, e voltei a olhar para o Seu José deitado alí na grama, roncando e dormindo tranquilamente. Não sei porquê, mas o meu olhar foi direto para o botão de sua calça.

"O que?!? Você está louca?!?", meus pensamentos me alertaram. Mas eu estava tão curiosa, e essa curiosamente foi aumentando, junto com um forte arrepio, que percorreu todo o meu corpo. "Eu só vou ver o pau dele! Só vou pegar um pouquinho!", lutei com a minha mente, "Ele está dormindo! Ele não vai perceber nada! Olha como ele está bêbado! Nunca que ele vai se lembrar disso!".

Fiquei um tempão alí sentada, tentando me conter, olhando para o Seu José deitado de lado na grama, virado para mim. Nossa! A ansiedade tomou conta de mim. Eu estava muito curiosa, mas com muito medo. Já devia ser mais de 1:00hs da manhã. Olhei ao redor, verifiquei os muros, me levantei, andei um pouco pelo quintal, tentando de todas as formas me assegurar de que ninguém estava me observando.

Então voltei e me sentei de novo na frente do Seu José, que parecia estar roncando mais alto ainda. E então minha curiosidade falou mais alto. Fiquei de joelhos ao lado dele e, com minhas mãos e pernas tremendo muito, aproximei o meu rosto, olhando o volume que o pau dele fazia em sua calça. Nossa! Eu precisava ver, eu precisava desesperadamente ver uma rola, de verdade, ou eu ia ficar louca.

Então, lentamente, fui levando minha mão até o pau do Seu José. Alisei e apertei suavemente a rola dele, por cima de sua calça. Estava mole, mas mesmo assim parecia ser bem grande. Além disso, para quem nunca tinha visto um pênis de verdade antes, eu estava me sentindo no paraíso.

Continua em "Como eu perdi minha virgindade no pau do nosso jardineiro bêbado - Parte 2"

Você faria sexo com mulheres feias discretamente? Temos várias cadastradas no nosso site

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários

Nome: Tesudo interior sp
E-Mail: taradofetiche@outlook.com
Data: 06/08/2020
A autora da confissão parece ter muito furor uterino. Deve ficar com o fundo da calcinha molhadinho fácil
taradofetiche@outlook.com
tarado fetiche arroba out look ponto com
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Rei
E-Mail: reinalsiquer@gmail.com
Data: 07/08/2020
Cadê o resto da história????
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Anônimo(a)
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 23/08/2020
Gostei destes contos
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: João
E-Mail: jocaosoares@hotmail.com
Data: 16/10/2020
Como encontro a segunda parte do seu conto
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Clau
E-Mail: claumelzinha@yahoo.com
Data: 29/10/2020
Delícia isso eu tive bastante experiência com 7 anos meu vizinho ja de idade mais de 50 me chamava eu ia na sala dele sempre a tardinga pq a esposa dele ia a missa.eu sentava no sofá e ele ficava enfiando o dedo na minha xoxota ele gostava muito e depois me dava doces.me conquistou e me viciou. Outro estava arrumando a calçada da escola tinha um cantinho o pedreiro me chamou levantou minha saia e ficou me chupando. Uma menina na escola neste mesmo cantinho ficou me chupando.Eu inocente aceitava tudo.viciei rsrsrs até hoje
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Márcio
E-Mail: comedordcasadasdf@gmail.com
Data: 20/02/2021
Comedor quer casadas liberadas, solteiras safadas, gordinhas assanhadas
Comedor quer casadas liberadas, solteiras safadas, gordinhas assanhadas
Sou homem, a procura de casadas liberadas, solteiras safadinhas, viúvas sedentas e gordinhas assanhadas, casais que curtam A3.

Só aguardando vocês gatas
Marcio
F: 061994606415 Whatsapp comedordcasadasdf@gmail.com
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: João
E-Mail: jocaosoares@hotmail.com
Data: 17/03/2021
Cadê a segunda parte do conto menina vc não colocou no site?
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: João
E-Mail: jocaosoares@hotmail.com
Data: 17/03/2021
Gostaria muito de ver a última parte da sua história ,eu sou um senhor mais gosto muito de ler contos eróticos de menininhas novinhas
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

Comendo a namorada
Sem minha namorada perceber eu coloquei uma câmera escondida e filmei ela gemendo bem gostoso na minha rola até gozar
Namorada perfeita
Morena novinha e deliciosa tira a calcinha e mostra sua bundinha redondinha e empinada. Em seguida ela mostra a pepeca lisinha
Namorada dormindo
Enquanto minha namorada dormia eu filmei a bunda dela para mostrar aos meus amigos. Vocês concordam que ela é gostosinha?

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

Muito excitada e com meu irmão dormindo do meu lado. Não resisti e dei pra ele
Samantha disse:
Get The Worlds Greatest Magic Sand Free Beach Mat!

Watch sand, dirt & dust disappear right before your eyes!

Act Now And Receive A Special Discount For Our Magic Sand Free Beach Mat!

Get Yours Here: magicmat.shop

Many Thanks,

Samantha
Muito excitada e com meu irmo dormindo do meu lado. No resisti e dei pra ele - Contos Erticos, Estrias de Sexo e Relatos Sensuais

Uma princesa para um pedreiro
Edson disse:
Amei seu conto linda

Minha esposa provocando o negão na praia
Luis Carlos disse:
Adorei sou negão sou doido pra te uma experiência dessas que tesao

Traindo meu marido no hotel
TOTALCONSULTAS disse:
Ola ! Estoriasdesexo

Consultas Cadastrais de CPF/CNPJ Online, sob medida para sua empresa. Sem clausulas de fidelidade

***** SISTEMA PRE-PAGO e SISTEMA PACOTES/PLANOS-POS PAGOS ******
*
*** MAIOR PORTFOLIO DE CONSULTAS CADASTRAIS DO MERCADO. ****** Pacotes a partir de R$59,90.

***** Pacote exclusivo de Retricoes Financeiras R$119,90. Todas as pendencias detalhadas, com valor por consulta abaixo de R$10,00.

***
O Pacote contempla: 10 (dez) consultas de Restrições Completas de CPF ou CNPJ, com Protestos a Nivel Nacional; 12 consultas de pendencias/negativacao destalhadas. Consultas com ou sem Score de Credito.
*
Ideal para todas as empresas que realizam consultas de restricoes, dividas, débitos, negativacoes, pendencias financeiras a nivel nacional.
.

**** O QUE E A CONSULTA ? ******
*
Consulta atraves do numero do CPF/CNPJ, as Pendencias financeiras e os Protestos a nivel Nacional (todas UFs), podendo ou Nao ser adicionado o Score de Credito.

O sistema também apresenta:

- Sintese cadastral
- Registro de débitos
- Dividas vencidas
- Cheques sem fundos (CCF)
- Cheques - Todas ocorrencias.
- Restricoes comerciais dos segmentos do comercio, industria, servicos e bancos.
- Detalhamento das pendencias e protestos a nivel nacional por UF Regionalizados.
- Sintese cadastral
- Alerta de Documentos Roubados
- Status do CPF/CNPJ na Receita Federal
*

******** Conheca todos os Planos/Pacotes *******
*
- Consultas de Faturamento Anual de Empresas.


$$$$ REDUZA OS CUSTOS DE SUA EMPRESA .

***** ACESSE O SITE ! WWW.TOTALCONSULTAS.COM.BR *****

***** Contrate e Resolva tudo pelos Canais Digitais *****


Atenciosamente

Rafaela Arrida.

.totalconsultas.com.br

*

codigo = PLe3xLP7

Meu lindo cunhado gozou na minha calcinha
Francisco leite disse:
Nossa me fez lembrar quando fazia isso com as calcinhas da sogra, e da cunhada também, gozei muito assim, até hoje quando tenho oportunidade gozo.

Deixei esfregar e não aguentei
cxzvOkrZUy disse:
cODKYnikIsMx

Deixei esfregar e não aguentei
gbKSiWfNtXv disse:
wtziVabO

Traindo meu marido no hotel
TOTAL ECOFLEX disse:
Ola ! Estoriasdesexo


Apresentamos os Carrinhos de Plastico Ecoflex .

Ecoflex: plastico reciclavel e ecologicamente correto.

**** Ofereca o melhor para seu cliente ***** A partir de R$478,00.

*** IDEAL para SUPERMERCADOS, EMPORIOS, CONDOMINIOS, HOSPITAIS, FARMACIAS, PETS, EMPORIOS e LOJAS.

- Presente nas prinicipais redes do pais. Pao de Acucar, Cobasi, Pets, Carrefour, Mundo Verde, drogarias, supermercados, entre outras redes de lojas.

****

- Livre de Ferrugens e Perda de Brilho
- Maior resistencia a choques com outros carrinhos, prateleiras e elevadores.
- Manutencao Simples. Basta lavar com agua e sabao.
- Nao apresentam trincas, ranhuras, desbotamento de cores.
- Rolagem sem ruidos.
- Otima resistencia aos raios UV e agentes atmosfericos.
- Ecologicamente correto e 100% reciclaveis.

*** MODELO VERTICAL - TOTAL 25 - COM 2 CESTOS REMOVIVEIS DE 12,5L . ***** Necessario para todas as lojas e perfeito para lojas com pouco espaco e corredores estreitos.

**** DIVERSAS CORES ****
*
Capacidades: 25L, 60L, 90L, 120L, 150L-Abastecedor, Compacto 60L e Cestos de 12,5L

*** VENDAS - VENDAS - VENDAS - VENDAS ****
email: carrinhosecoflex@gmail.com

***** Conheca todos os modelos do facebook e instagram. ******
*
*
Instagram/Facebook: Total Ecoflex
*
*
**** Solicite uma apresentacao em PDF. ******

ATENCAO ! ***** SOMENTE RESPONDEREMOS, POR SEGURANCA, PELOS CANAIS ACIMA. Utilize o codigo abaixo no assunto para identificar-se..

CODIGO = DLc2vQX0

-
atenciosamente


Total Ecoflex - Distribuidor/Revenda Autorizada


Benjamin Brito


Flagrei minha esposa dando para o meu irmão
Matheus disse:
Oi amigo, não passei por um evento parecido, entretanto durante anos estimulei minha mulher a provocar meu irmão mais novo, no começo era apenas um jogo, uma brincadeira picante, entretanto com o passar dos anos e nossa brincadeira acabou virando uma fantasia nossa que queríamos realizar, neste ponto fomos armando situações até que ela conseguiu trepar com ele, no começo eu fingia para ela que não sabia até que um dia decidi (por conta própria, sem combinar com a Bete que iria participar), fingi que dei um flagrante neles, na hora meu irmão se assustou, mas como eu entrei no quarto já tirando a poupa e a Bete esperta como é se ligou e acabou topando acabamos comendo ela juntos. Em resumo hoje em dia meu irmão nos visita e passamos horas trepando, as vezes fico só apreciando ela sendo comida por ele, no final juntei as duas pessoas que mais amo na cama. Minha cunhada nem desconfia, meu irmão não quer colocar no nosso rola, mas eu e a Bete estamos bem apenas com ele comendo ela as vezes junto comigo as vezes viajo e deixo ela bem acompanhada.

De tanta curiosidade pelo sexo anal, entreguei meu cuzinho
Andre disse:
Olá eu sou um coroa muito esperiente adoro levar uma mulher Al praser eu também adoro faser uma boa massagem bem relachante tudo bem gostoso fasso uma mulher goza só com uma boa massagem você que uma mulher tem alguma fantasia que gostaria de realizar eu vou realizar todas que você quiser eu moro em Brasília meu ZAP e 999179198 Andre

Gozo gostoso na pica do meu irmão roludo
Dedé disse:
Eu queria uma irmã dessa pra gozar gostoso

Infiel desde novinha - Parte 1
Tesudo ddd 15 disse:
Você é uma mulher safadinha que gosta de ver filmes, contos eróticos e fotos pornográficas na net? Está cansada de ficar com os dedos na xaninha? Venha gozar comigo. Tenho corpo e rosto bonitos, excelente nível, cheiroso, carinhoso, saberei te proporcionar prazer e testar seus limites na cama para você ficar com o fundo da calcinha meladinha, gozar gostoso e voltar toda arrombada e com o cheiro de meu pinto espalhado pelo corpo todo.
homemfetichetarado@gmail.com
Estou no interior paulista, código ddd 15
homem fetiche tarado arroba g mail ponto com

Infiel desde novinha - Parte 1
Mariana Aparecida disse:
Eu sou louca por sexo mas meu marido não gosta muito

O padrasto só quis as pregas da filhinha da mamãe
Ryamorim disse:
Ola, me chamo Ryam, gostaria de conhecer uma mulher entre 18 e 50 anos que goste ou pratiquem incesto, só respondo o Zap, ligacoes nao sao atendidas, ja vive experiencias com enteada, e busco alguem que queira algo serio e viviencia essa experiencia futuramente com filhos, enteada ou outro genero.

15.99690.5519

Meu padrasto come minha buceta todos os dias
Ryamorim disse:
Ola, me chamo Ryam, gostaria de conhecer uma mulher entre 18 e 50 anos que goste ou pratiquem incesto, só respondo o Zap, ligacoes nao sao atendidas, ja vive experiencias com enteada, e busco alguem que queira algo serio e viviencia essa experiencia futuramente com filhos, enteada ou outro genero.

15.99690.5519

Sozinho com minha cunhada e com minha sobrinha
Ryamorim disse:
Ola, me chamo Ryam, gostaria de conhecer uma mulher entre 18 e 50 anos que goste ou pratiquem incesto, só respondo o Zap, ligacoes nao sao atendidas, ja vive experiencias com enteada, e busco alguem que queira algo serio e viviencia essa experiencia futuramente com filhos, enteada ou outro genero.

15.99690.5519

A calcinha da minha enteada (com fotos)
Ryamorim disse:
Ola, me chamo Ryam, gostaria de conhecer uma mulher entre 18 e 50 anos que goste ou pratiquem incesto, só respondo o Zap, ligacoes nao sao atendidas, ja vive experiencias com enteada, e busco alguem que queira algo serio e viviencia essa experiencia futuramente com filhos, enteada ou outro genero.

15.99690.5519

Eu e minha mãe na fazenda do meu avô - Parte 5
Ryamorim disse:
Ola, me chamo Ryam, gostaria de conhecer uma mulher entre 18 e 50 anos que goste ou pratiquem incesto, só respondo o Zap, ligacoes nao sao atendidas, ja vive experiencias com enteada, e busco alguem que queira algo serio e viviencia essa experiencia futuramente com filhos, enteada ou outro genero.

15.99690.5519

Meu pai... o desfecho de tudo
Ryamorim disse:
Ola, me chamo Ryam, gostaria de conhecer uma mulher entre 18 e 50 anos que goste ou pratiquem incesto, só respondo o Zap, ligacoes nao sao atendidas, ja vive experiencias com enteada, e busco alguem que queira algo serio e viviencia essa experiencia futuramente com filhos, enteada ou outro genero.

15.99690.5519

Descobri que minha mãe era uma massagista sensual
Ryamorim disse:
Ola, me chamo Ryam, gostaria de conhecer uma mulher entre 18 e 50 anos que goste ou pratiquem incesto, só respondo o Zap, ligacoes nao sao atendidas, ja vive experiencias com enteada, e busco alguem que queira algo serio e viviencia essa experiencia futuramente com filhos, enteada ou outro genero.

15.99690.5519

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia