Meu professor no supletivo


Enviado por Casadinha em 03/02/2020
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Categoria: Traições | Visitas: 5245
Avaliação: [Votar]
2 Comentários [Comentar]

Bem, vou contar para vocês algo que aconteceu comigo há cerca de 10 anos e que, só agora, eu tive coragem de contar para alguém. É claro que, depois desse episódio, eu traí meu marido com mais uns quatro ou cinco homens. Mas não me orgulho disso, e morro de medo de ele descobrir, pois eu ainda o amo muito e não penso em me separar dele de forma alguma.

Meu nome é Sandra, tenho 38 anos, sou bem branquinha, tenho uma bundinha muito chamativa, toda carnudinha, arrebitada, muito bem feita. Sempre provoco tesão nos homens, antes e agora. Eles não resistem e me olham mesmo, dos pés à cabeça. E eu adoro ser comida com os olhos.

Na época, eu estudava no período da tarde, num colégio que ficava no centro de Fortaleza. Lá, conheci um professor, o Marcelo. No início, ele não me despertou tanta atenção. Porém, com o tempo, eu comecei a ser cortejada por ele. Antes, eu já notava que ele olhava muito para mim e, principalmente, para a minha bunda.

Num certo dia, eu estava na lanchonete em frente ao colégio lanchando, e ele chegou.



- Oi, posso me sentar com você? - ele me perguntou.
- Sim, claro! Fique à vontade! - respondi e ele já foi logo puxando a cadeira.

A conversa começou de imediato. Ele me perguntou como eu estava, coisas assim. E não demorou muito para o Prof. Marcelo querer saber se eu era casada.
- Sim, sou casada sim! - respondi.
- Hummm! Você é muito nova para estar casada, Sandra! - ele falou. - E você é muito bonita também! - ele concluiu.

Nessa hora fiquei um pouco sem jeito, pois fazia muito tempo que eu não ouvia coisas assim de um homem. E o Prof. Marcelo só me chamegando, cortejando, dizendo que se eu fosse solteira, e ele também, iria namorar comigo.
- Então você é casado, né? - falei sorrindo. - E fica aqui querendo namorar uma mulher também casada! Que feio! - concluí e caímos na risada.

- Você pode me passar seu telefone, Sandra? Eu gostaria muito de falar com você mais vezes! - ele falou, aproveitando que eu estava bem à vontade.
- Não posso, professor! É muito perigoso! Se meu marido ficar sabendo ele até me proíbe de vir estudar! - respondi e ele não teve mais chance de argumentar, pois tocou a campainha para entrarmos.

Corri para pagar o meu lanche, mas meu professor se antecipou.
- Não, deixa que eu pago! - ele falou e pagou o lanche dele e o meu também. Em seguida fomos para a classe.
- Quero muito falar com você depois, Sandra! Te acho muito simpática! - o Prof. Marcelo falou quando nos separamos. Sorri concordando.

No dia seguinte, no último tempo, ele foi dar aula na minha classe e, no decorrer da aula, notei que ele olhava para mim constantemente. E, nesse dia, ele tinha uns trabalhos para devolver aos alunos. Assim, no final da aula, ele foi entregando e liberando os alunos, me deixando para o final. Não falei nada, fiquei só na expectativa, tentando entender aquilo.

Quando todos os alunos haviam saído, o Prof. Marcelo se aproximou de mim.
- Sandra, não paro de pensar em você... nem por um segundo! - ele sussurrou, pertinho do meu ouvido. Antes que eu pudesse reagir, ele me deu um beijo no meu pescoço, quando eu ainda me encontrava sentada na carteira. Um arrepio percorreu o meu corpo inteiro.

Demorou uns três segundos para eu conseguir reagir.
- Professor de deussssss! O que é isso? - falei e me levantei rapidamente, tentando me afastar dele.
- É só um beijo, meu amor... esse seu perfume me deixa louco, Sandra! - ele disse e me abraçou por trás, novamente beijando meu pescoço.

- Nãoooooooooo... alguém pode ver a gente! - falei e tentei sair, e ele me segurando em seus braços.
- Vou fechar a porta! - ele me soltou por um instante e, indo até a porta, a fechou rapidamente. Não posso negar que eu estava em pânico, pois uma situação como aquela nunca tinha acontecido comigo antes.

- Vem cá, vem...! - o Prof. Marcelo me abraçou de novo, por trás, me apertando em seus braços.
- Professor... meu deussss!... a gente não pode fazer isso... alguém vai entrar aqui...! - eu continuei falando, muito apavorada.

- Não vai entrar ninguém não, Sandra... vem vá, vem... fica um pouquinho comigo! - ele sussurrava no meu ouvido. - Você é muito gostosa, sabia? - a voz dele estava cheia de tesão, e eu podia sentir o pau dele bem duro esfregando na minha bunda. Que loucura! Eu estava de calça legging preta, bem justa no corpo, e o volume da pica dele encaixava direitinho entre as minhas nádegas.

Tenho que confessar que aquilo me dava uma excitação louca, mas eu estava muito nervosa, preocupada com a possibilidade de que alguém nos visse. Eu dizia isso pra ele o tempo todo, e ele só me apertando por trás e beijando meu pescoço e minha nuca.
- Espera! - ele falou de repente e apagou a luz da sala. - Agora não tem mais perigo! - ele veio de novo me abraçando e me roubando um beijo na boca.

Bem, nessas alturas, eu já estava muito excitada e nervosa, pois, sentir aquele pau duro na minha bunda, me deixou louca de tesão, e eu mexia a minha bunda, pressionando no seu pau, pois eu estava sentindo o maior tesão, naquele pau duro e grosso. Minha buceta estava muito melada, palpitando de desejo.

Naquele frenesi, o meu coração batendo forte, não me contive e peguei no seu pau por cima da calça. Pelo volume pude sentir que era uma vara bem maior que a do meu marido.
- Professorrrr... nossaaaaa... meu deussssss... a gente não pode fazer isso... sou casadaaaaaaa!! - gemi ao apertar a rola do Prof. Marcelo.

Ele estava me deixando louca com seu atrevimento. Enquanto eu tentava raciocinar melhor, ele beijava meu pescoço, pegava nos meu seios e tentava enfiar a mão na frente da minha calça. Não demorou e ele conseguiu prender os dedos no cós e começou a abaixá-la. Eu estava tão fora de mim que eu mesma o ajudei, descendo minha leg até meus pés, ficando apenas de calcinha.

- Delícia... você é muito gostosa, Sandra! - o Prof. Marcelo gemeu no meu ouvido quando seus dedos sentiram o tecido da minha calcinha. Com certeza ele percebeu que o fundinho estava todo molhadinho. E a culpa era toda dele. Rapidamente ele abriu o zíper de sua calça e retirou seu pau para fora. Assim que o mastro foi liberado, ele deu uns três pinotes e eu o agarrei com a mão. Nessa hora eu senti o quanto o pênis dele era grande e grosso.

"Putz! Não vou aguentar esse pau não!", pensei. Confesso que na hora fiquei toda arrepiada ao perceber a grossura daquela tora. No entanto, eu estava decidida. Naquele momento eu queria que ele me comesse logo. E o Prof. Marcelo ia realmente fazer isso. Com um leve empurrão ele me colocou de costas para ele e me apoiando na mesa.

Então ele afastou minha calcinha de lado e tentou abrir mais as minhas pernas. Mas, como eu estava com minha leg abaixada nos meus pés, a tarefa não foi nada fácil. A solução foi liberar uma das minhas pernas. Mas a calça ficou na outra perna, para o caso de eu precisar me vestir de forma apressada.
- Isso, delícia... abre bem essas pernas... ahhhhhh... agora empina essa bunda, vai... isso... assim mesmo! - o Prof. Marcelo falou e se posicionou atrás de mim.

Senti ele encaixar o pau bem na racha da minha bunda. Até pensei que ele queria era comer o meu cú, pois a cabeça da rola ficou bem em cima do meu anelzinho. Sexo anal sempre foi a minha preferência, por isso fiquei só esperando ele passar cuspe na entradinha do meu cú e enfiar. Mas ele queria era na buceta mesmo, e ela já estava pronta para ser penetrada, muito molhada, bem lambuzada com o meu melzinho.

- Ahhhhhhhhhhhhhhhh...! - soltei um gemido longo quando a cabeça do pênis do meu professor encontrou a entrada da minha xoxota e entrou de uma só vez. A penetração foi macia e escorregadia, devido à minha lubrificação. Mesmo assim me arrepiei toda, pois o pau dele esticou bastante as minhas paredes vaginais. Então, antes que eu pudesse respirar, ele puxou a pica pra fora e engatou ela em mim novamente.

Meu deus! O Prof. Marcelo mostrou serviço. Me agarrando forte por trás, ele ficou enfiando forte. Ele tirava o pau quase todo, e depois, numa fincada profunda, me penetrada de uma só vez. E ele ficou me comendo assim, com força e rápido, por mais de dois minutos, me tirando gemidos altos, os quais eu tentava conter, com medo de alguém nos ouvir alí naquela safadeza.

- Tú é gostosa demais, Sandra... que buceta gostosa... ahhhhhh... delíciaaaaa...! - ele falava sem parar. De repente ele agarrou nos meus cabelos com uma das mãos e com a outra, ele tapou a minha boca para abafar um pouco os meus gemidos. Depois ele me comeu com muita força e tesão, me fazendo gozar como jamais eu tinha conseguido com o meu marido ou meus namorados anteriores.

Eu nunca tinha passado por uma situação dessas, meter dentro de uma sala de aula. Meu gozo veio muito intenso, me deixando de pernas bambas. E foi nessa hora que o Prof. Marcelo começou a gozar também. Ele encheu minha boceta de porra, me apertando contra ele, com o seu pau pulsando e vomitando esperma quente bem na portinha no meu útero. Foi uma loucura!

- Você é uma delícia, Sandra... ohhhhhhhhh... que mulher mais gostosaaaa!! - ele sussurrou no meu ouvido e depois procurou minha boca com a sua. Foi um beijo molhado e cheio de satisfação.
- Sim, mas agora preciso ir... meu deussss... pode chegar gente aqui! - falei e ele me soltou. Seu pau saiu de dentro de mim ainda duro e todo melado.

Rapidamente ajeitei minha calcinha, vesti a minha legging e peguei minha mochila. Antes de eu sair, meu professor me puxou pelo braço.
- Eu quero comer o seu cuzinho amanhã, Sandra! - ele falou, para o meu espanto. Não falei nada, apenas destranquei a porta da sala de aula e saí apressada. No corredor um dos vigias me cumprimentou. Tenho certeza que, pela minha cara, ele percebeu que eu estava dando meu priquito.

Fui correndo para o ponto de ônibus, sentindo a porra do Prof. Marcelo descer para o fundo da minha calcinha. Peguei o ônibus e fui para casa, pensando na loucura que eu havia feito, pois eu nunca havia traído meu esposo. Mas aquilo que aconteceu foi mais um impulso que não pude resistir. E foi nessa hora que veio o arrependimento.

Chegando em casa eu percebi que o meu marido já havia chegado também. Só foi o tempo de nos cumprimentarmos e corri para o banheiro. Tomei um banho caprichado, lavei minha calcinha para sumir com as evidências e fiquei o resto da noite pensativa. Meu esposo chegou a me perguntar o porquê de eu estar tão quieta, e eu disse que eu estava só com dor de cabeça e cansada, mas ele não desconfiou de nada. Dormi pensando no Prof. Marcelo comendo a minha bunda.

No outro dia eu já acordei pensando no meu professor, no perigo que passamos lá naquela sala, na nossa trepadinha rápida, e como eu gozei gostoso no pau dele, e também como ele gozou dentro de mim. Fui trabalhar com o meu esposo e voltei para casa às 11 horas. Almocei e fui me arrumar para a escola. Tomei um banho bem caprichado, passei creme em todo o meu corpo, e vesti uma calcinha de renda, tipo fio dental, já com a intenção de receber a promessa que havia feito para aquele dia.

Fui para a escola e, chegando lá, já dei de cara com o Prof. Marcelo.
- Oi, Sandra... vem cá, vem...! - ele falou e me puxou pelo braço, discretamente. Em seguida ele me convidou para ir até o estacionamento, onde se encontrava seu carro. Rapidamente ele abriu a porta do passageiro e eu entrei, e ele entrou pela porta do motorista. Ficamos conversando dentro do carro para não levantar suspeitas.

- Delícia... você não sabe o tanto que pensei em você! - meu professor falou e nos beijamos. Então, com jeitinho, ele me convenceu a apenas dar minha presença lá na sala e irmos para um motel, onde poderíamos ficar mais tranquilos.
- Nossaaaa... estou morrendo de vontade! Mas tenho medo... se o meu marido souber ele pode me matar! - falei, muito preocupada e apreensiva.

De verdade eu queria dar a minha bunda para o Prof. Marcelo, mas eu estava apavorada, pois eu era casada e ele também. Mas, depois que ele insistiu e me seduziu mais um pouquinho eu acabei concordando. Fui na sala, assinei a lista de presença e voltei correndo para encontrá-lo em seu carro já a alguns metros distante da escola.

- Olha, tem que ser em um motel bem perto da minha casa, tá? - expliquei assim que nos afastávamos. - Aí eu não preciso pegar ônibus pra voltar... e você também não chega tarde na sua casa, tá? - falei e o Prof. Marcelo concordou. Fomos para um motel que ficava na perimetral e, no trajeto, ele notou que eu estava preocupada e muito calada.

- Sandra... eu... você parece... você está arrependida de ter vindo? - meu professor me perguntou.
- Não, estou não... é que... sei lá... nunca fiz isso antes!
- Não precisa se preocupar, meu amor! Não vou fazer nada que você não quiser, está bem? - ele disse e me deu um sorriso, o qual eu correspondi. Até então ele não sabia que eu gostava muito de sexo anal.

Entramos no motel e, já no quarto, ele foi logo me beijando e tirando toda a minha roupa. Em seguida ele dedicou vários minutos chupando meus seios, e me deixando com muito tesão, super excitada.
- Ahhhhhhhhhhh... delícia de língua... chupa ela todinha, vai... chupa, seu tarado...!! - gemi igual uma cadela no cio quando o Prof. Marcelo se dedicou a chupar minha buceta e lamber o meu cuzinho.

Ele passava a pontinha da língua bem na argolinha do meu cú, me levando à loucura. Com certeza ele ia querer comer o meu rabo, e eu estava com medo de ele querer fazer isso à força, já que ele tinha me falado que era tarado pela minha bunda. Fizemos um 69 super delicioso, no qual eu chupei a pica dele com muita vontade, e fiquei imaginando se aquele pedação de carne dura caberia no meu ânus.

Mas eu só descobriria isso se eu tentasse, não é mesmo? Por isso deitei ele de costas e fui por cima. Sentei no seu pau e, com a mão, eu mesma direcionei a pica direto para o meu cuzinho.
- Aiiii... fica parado... não mexe... ahhhhh... deixa que eu coloco...! - gemi entre os dentes quando a cabeça do pau passou pelo meu esfíncter, me esticando toda.

Fui baixando lentamente, até sentir sua pélvis bater na minha bunda. Parei um pouquinho, para me acostumar com a grossura do seu pau e passar a dor. Depois comecei a me mexer, subindo e descendo, deixando ele louco. De repente senti que seu pau ficou mais duro, mais grosso, soltando uns espasmos. Meu desss! Ele estava gozando no meu cú.

- Ohhhhhhhhhhh... Sandraaaaaaa... que cuzinho gostoso... isso... rebola safadaaaaa... ahhhhhhhhhh... que delíciaaaaaa... apertadinhooo...! - o Prof. Marcelo gozava e me segurava firme pela cintura, mexendo meu corpo em cima do pau dele. Não resisti e também gozei, como uma louca, gemendo alto e sem controle. E ele, exatamente como eu queria, também encheu meu cuzinho de porra quente.

E foi tanta porra, que quando ele retirou seu cacete da minha bunda, o esperma escorreu por entre minhas pernas. Em seguida ficamos deitados lado a lado, nos beijando e trocando carícias.
- Sandra, você é muito gostosa, querida... que bunda mais gostosa... fazia tempos que eu não comia um cú tão quentinho! - ele me abraçou e falou. - Não quero te deixar nunca.

- Eu adorei dar o meu cuzinho pra você, seu safadinho! - falei com cara de manhosa. Em seguida me dirigi ao banheiro para me lavar e ele foi atrás. Tomamos banho e quando percebi seu pau já estava duro novamente. Nos enxugamos e fomos para a cama, e, pasmem vocês, eu estava apaixonada por aquele homem, apaixonado pelo meu professor, que tinha comido minha buceta na sala de aula e agora tinha acabado de foder o meu cuzinho.

Novamente o Prof. Marcelo se deitou de costas com o pau riste, duro e empinado, e eu, vendo aquilo, claro, não resisti. Caí de boca em cima daquele cacetão gostoso, e comecei a chupar. Mamei muito na piroca dele, chupando, lambendo, e dando beijinhos por todo o tronco e também na glande. Deixei o pau dele bem babado mesmo.
- Vem aqui agora... assim... isso... de quatro... empina bem essa bunda! - ele pediu e me ajudou e ficar de quatro na cama.

Fiquei de cachorrinha, empinadinha, só esperando a penetração. Meu professor veio por trás, molhou meu cú com saliva e enfiou o seu cacete no meu ânus, dessa vez com força, me bombando rápido, me fazendo gozar como uma louca.
- Isso... ahhhhhhh... safadaooooo... filho da putaaaa... fode... fode... empurra forte no meu rabo... isso... rasga meu cú todinho... rasga ele, vai... ahhhh...!! - eu falava e ele socava bem forte mesmo.

De repente ele soltou o corpo dele em cima do meu, me empurrando para a frente e fazendo eu ficar de bruços. Senti seu pau inchar.
- Ahhhhhhhhhhhhhh... delícia de cú... vou foder esse rabo... todinho... Sandra... que delíciaaaaa... vou gozar dentro desse... cuzinho... gostoso...! - ele gemeu no meu ouvido e gozou como um cavalo, inundando minha bunda de porra quente, pela segunda vez.

Fiquei toda trêmula e esmorecida com aquela foda tão gostosa. Que delícia! Nos amamos a tarde toda, até que percebi que já era bem tarde. Fiquei preocupada e o chamei para irmos embora. Entramos no carro e já passava das seis e meia da noite. Então ele me deixou perto de casa e o resto, fui a pé.

Chegando em casa, meu marido me esperava, já todo desconfiado, me fazendo um monte de perguntas. Jantamos e fomos para o quarto. Lá ele continuou com as perguntas e eu só negando. Finalmente ele desistiu e me mostrou seu pau, muito duro.
- Quero te comer agora... vem cá, vem... passei o dia todo com vontade de fazer sexo... e quero no seu cú... agora! - meu esposo falou e já foi me agarrando. Em segundos o pau dele estava atochado no meu cuzinho, até o talo.

- Hummmmmmmmm... que delícia, meu amor!... esse cuzinho está mais frouxinho hoje... meu pau entrou tão fácil... deu esse cú para outro, foi, sua safada? - ele ficava falando no meu ouvido. É claro que ele estava fantasiando, já que ele tinha essas idéias loucas quando a gente estava transando. Mal sabia ele que meu cuzinho estava mesmo mais frouxo, depois de ter levado um "ralo" com o pauzão grosso do meu professor.

Você faria sexo com mulheres feias discretamente? Temos várias cadastradas no nosso site

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários

Nome: Régis Sousa Andrade
E-Mail: regisdoqueijo33@gmail.com
Data: 26/04/2020
Caso alguma casada queira sexo só chamar 77.99199.6363 Vit da conquista
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Raimundo Marques
E-Mail: raimundorm7720439@gmail.com
Data: 18/05/2020
Alguma mulher ou casal de Parauapebas querendo sexo me chama no email raimundorm7720439@gmail.com sou ativo
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

Novinha deliciosa dançando
Gatinha linda começa dançando de shortinho e depois tira a blusa e a calcinha, ficando completamente peladinha
Foram flagrados no banheiro da escola
Casal de novinhos estava tão concentrado na foda que não viram a câmera. Só depois de gozar é que a meninha percebeu
Fodendo a safadinha no banheiro da festa
Novinha putinha queria mesmo uma pica bem grossa na xoxotinha. Depois de beijar o cara eles foram para o banheiro meter

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

Traindo meu marido no hotel [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
André Lima disse:
Parabéns pelo seu site, você já pensou em divulgá-lo com o PromoveBox? Veja no Google como esta ferramenta pode alavancar suas visitas.

Eu, a Marcela e a pica do seu Donato [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Vitor Hugo disse:
Que delícia esse conto se eu encontrasse um sítio assim para mim cuidar eu queria com todo prazer se algum casal ou mulheres de Fortaleza quiserem me conttratar eu estou a disposição sou comedor de esposas tenho 40 anos boa aparência bem dotado carinhoso e muito sigiloso meu WhatsApp 85.99613.8496

Eu, a Marcela e a pica do seu Donato [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Vitor Hugo disse:
Que delícia esse conto se eu encontrasse um sítio assim para mim cuidar eu queria com todo prazer se algum casal ou mulheres de Fortaleza quiserem me conttratar eu estou a disposição sou comedor de esposas tenho 40 anos boa aparência bem dotado carinhoso e muito sigiloso meu WhatsApp 85.99613.8496

Eu, a Marcela e a pica do seu Donato [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Vitor Hugo disse:
Que delícia esse conto se eu encontrasse um sítio assim para mim cuidar eu queria com todo prazer se algum casal ou mulheres de Fortaleza quiserem me conttratar eu estou a disposição sou comedor de esposas tenho 40 anos boa aparência bem dotado carinhoso e muito sigiloso meu WhatsApp 85.99613.8496

Traindo meu marido no hotel [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
PedroLucas Correa disse:
Bot Buscador de contatos individuais e grupos ativos para você divulgar por WhatsApp Marketing.

Baixe Agora: bit.ly/buscagrupos

Boas Vendas

Estou dando para um velho babão e meu marido não sabe - Parte 1 [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Caetano disse:
Já comi umas casadas e adoro mulheres exibicionista e acabei batendo uma punheta lendo seu conto. Se fosse aqui já tinha te comido na rua encostada num muro qualquer sua cachorrinha safada.

Acordei com a língua do meu cãozinho Fuffy na minha buceta [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Carlos Adriano disse:
Me add aí no grupo de incesto e no grupo de zoo eu adoro 64 984570486

Fiquei gostando de ser cadelinha [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Touro tarado disse:
Gosto muito de buceta de vacas. Quero conhecer quem tenha uma e deixe eu me ter nela. Também pd ser egua

Traí meu marido [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Anônimo(a) disse:
Fabiana vc realmente e gostosa e seu cusinho arrobado e gosroso

Casadinha feliz [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Anônimo(a) disse:
Olaaa cansadinha gostosa amei seu comentário fiquei c vontade de conv c vc meu é meu intergalactea@gmail.com aguardo seu contato bjs

Casadinha feliz [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
coisalouca disse:
adorei muito.to todo babado..me excita muito seu conto e viajo na sua historia.é como se eu estivesse no local.
tezao,muito tezão!!!!vamos conversar???aguardo seu contato..bjs

A mulher do meu melhor amigo [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Zeca disse:
Adoraria dizer uma mulher casada dar minha mulher pra outro fuder

Meu fetiche por homens bem dotados [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Andre disse:
Olá...foi uma leitura deliciosa este seu conto, tão real que me via no lugar do Ailton, este cara de sorte que teve a felicidade de ter uma mulher gostosa e fogosa como você. Adoraria e muito receber o seu contato, conforme disse ao final do conto. Você soube como encher de tesão seus leitores, parabéns.

Beijos e ansioso no aguardo de seu contato.

Traí meu marido com meu sogro - Parte 2 [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Sydra Marin disse:
Meu homem me largou uma semana atrás depois que eu o acusei de ver outra pessoa e insultá-lo. Eu quero ele de volta na minha vida, mas ele se recusa a ter qualquer contato comigo. Eu estava tão confusa e não sei o que fazer, então eu busco ajuda na Internet e vi um testemunho de como um lançador de feitiços ajuda as pessoas a recuperar seu homem, então eu entro em contato com o lançador de feitiços e explico meu problema para ele e ele lançou um feitiço para mim e me garantiu 24 horas que meu homem retornaria para mim e para minha maior surpresa no terceiro dia em que meu homem bateu à minha porta e pediu perdão. Estou tão feliz que meu amor está de volta e não apenas isso, estamos prestes a nos casar. Mais uma vez obrigado, doutor Azaka. Você é um grande e talentoso lançador de feitiços. Email: Azakaspelltemple4@gmail.com whatsapp em +1(315)316-1521

Traí meu marido com meu sogro - Parte 2 [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Sydra Marin disse:
Meu homem me largou uma semana atrás depois que eu o acusei de ver outra pessoa e insultá-lo. Eu quero ele de volta na minha vida, mas ele se recusa a ter qualquer contato comigo. Eu estava tão confusa e não sei o que fazer, então eu busco ajuda na Internet e vi um testemunho de como um lançador de feitiços ajuda as pessoas a recuperar seu homem, então eu entro em contato com o lançador de feitiços e explico meu problema para ele e ele lançou um feitiço para mim e me garantiu 24 horas que meu homem retornaria para mim e para minha maior surpresa no terceiro dia em que meu homem bateu à minha porta e pediu perdão. Estou tão feliz que meu amor está de volta e não apenas isso, estamos prestes a nos casar. Mais uma vez obrigado, doutor Azaka. Você é um grande e talentoso lançador de feitiços. Email: Azakaspelltemple4@gmail.com whatsapp em +1(315)316-1521

Traí meu marido com meu sogro - Parte 2 [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Sydra Marin disse:
Meu homem me largou uma semana atrás depois que eu o acusei de ver outra pessoa e insultá-lo. Eu quero ele de volta na minha vida, mas ele se recusa a ter qualquer contato comigo. Eu estava tão confusa e não sei o que fazer, então eu busco ajuda na Internet e vi um testemunho de como um lançador de feitiços ajuda as pessoas a recuperar seu homem, então eu entro em contato com o lançador de feitiços e explico meu problema para ele e ele lançou um feitiço para mim e me garantiu 24 horas que meu homem retornaria para mim e para minha maior surpresa no terceiro dia em que meu homem bateu à minha porta e pediu perdão. Estou tão feliz que meu amor está de volta e não apenas isso, estamos prestes a nos casar. Mais uma vez obrigado, doutor Azaka. Você é um grande e talentoso lançador de feitiços. Email: Azakaspelltemple4@gmail.com whatsapp em +1(315)316-1521

Meu fetiche por homens bem dotados [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Moacyr Guimarães Farias disse:
Mim add meu Emil tenho picagg e grossa moacyr.farias94@gmail.com add lar amor

Peguei minha cunhadinha chapada e comi muito [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
MULATO G.G.G disse:
Sou negro tenho 23cm 1.80alt gosto mto de putaria 11.9.7.1.3.6.7.0.1.8

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia