Meu primeiro suggar daddy tirou a virgindade do meu cuzinho


Enviado por Sugar Baby SP em 14/01/2020
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Categoria: Jovens X Mais Velhos | Visitas: 4150
Avaliação: [Votar]
0 Comentários [Comentar]

Depois que eu terminei a faculdade eu consegui arrumar um trabalho na minha área. No entanto, apesar de ser o pontapé inicial para a realização dos meus sonhos, o salário ainda estava bem abaixo do que eu esperava. Mas eu sabia que o início era assim mesmo, afinal, eu era recém-formada.

Também devo dizer que eu morava em São Paulo, na capital, uma das cidades mais caras do Brasil. O que isso quer dizer? Todo o meu dinheiro ia para o aluguel e para pagar o financiamento que eu tinha feito para bancar a faculdade. Mal sobrava para me alimentar. E minha família, toda do interior, não conseguia me ajudar em muita coisa também.

Para complicar minha vida, meu apartamento era muito pequeno para eu dividi-lo com outra pessoa. E eu não conhecia outra menina ou rapaz em situação tão complicada quanto a minha para querer dividir um espaço tão pequeno.

Comecei a pensar então que a melhor coisa seria começar a frequentar bares e restaurantes mais chiques para ver se eu conseguia agarrar um namorado rico, já que fazer programa estava fora de cogitação.




Conversei com uma amiga sobre tal ideia e ela me disse que talvez fosse melhor eu experimentar um aplicativo de namoro que, com certeza, me conectaria com um homem rico procurando por uma amante novinha, bonita e gostosa.

- Você já ouviu falar em sugar daddy, Patrícia? - minha amiga me perguntou.
- Claro, né, Kelly! - respondi - Mas isso é prostituição não?

- Não é não, sua boba! É muito diferente de ficar rodando a bolsa nas esquinas ou perto dos motéis. É assim... você tem encontros com homens mais velhos, e muitas vezes casados, e eles te dão uma ajuda, te compram as coisas, roupas, motos, coisas assim! - ela me explicou.

Achei engraçado a forma que a Kelly me explicou isso. Ela fez tipo aspas com os dedos ao falar que esse tipo de homem ajuda a gente e também dá presentes.
- É o mesmo que sair normalmente, Patrícia... a diferença é que um homem sugar daddy que realmente gosta de você, demonstra esse amor financeiramente, entendeu? - ela continuou.

Na hora fiquei com vontade de perguntar se ela tinha esse tipo de homem, ou seja, um sugar daddy que a ajudava. Depois me lembrei que ela estava namorando sério com um amigo que tínhamos em comum e preferi não ficar sabendo de mais esse segredo. Então ela pegou o meu celular e instalou o app pra mim.
- Toma, agora é por sua conta! - ela me entregou meu celular e eu falei que criaria um perfil mais tarde.

Sempre me considerei uma menina bonita e muito atraente, a julgar pela enorme quantidade de rapazes que deram em cima de mim minha vida toda. Assim, imaginei que eu não teria muita dificuldade em encontrar algum admirador no aplicativo que ela indicou. Eu nunca tinha saído com um homem mais velho antes, mas minha mente sempre foi aberta. Se eu tivesse que dar para um coroa, eu o faria sim, principalmente se ele fosse bonitão e com a carteira recheada.

Uns dois dias depois eu criei o meu perfil e fiz várias selfies, até conseguir a foto perfeita. Enviei a foto, fiz um pequeno texto falando sobre mim e fiquei aguardando. No prazo de poucas horas vários homens já tinham entrado em contato comigo. Nossa! Me senti super desejada. Fiquei tão animada que cheguei a ficar com tesão, talvez pela situação e também por imaginar o mundo novo que estava se abrindo aos meus olhos.

Entre os homens que fizeram contato, o mais gato foi um homem de negócios da Espanha, chamado Lorenzo, que vinha a São Paulo com muita frequência. Respondi à mensagem dele em questão de minutos, pois eu estava super interessada. Logo estávamos conversando no messenger e depois por ligações telefônicas. A voz dele e seu sotaque me deixaram fascinadas. Sem mentira alguma, só o som da voz dele fez o fundo da minha calcinha ficar molhadinho.

Conversamos uns três dias mais e finalmente concordei em visitá-lo em seu apartamento, que ficava em um dos prédios mais luxuosos de São Paulo. Ele morava na cobertura. Quando cheguei, um porteiro, todo bem vestido e educado, ligou para o Lorenzo e anunciou que eu já estava lá embaixo.

Me senti como se eu estivesse em um filme romântico. Tudo era tão surreal, e não tenho vergonha de admitir que eu estava super excitada com todo aquele cenário, com uma vontade louca de transar ali naquele ambiente. E olha que eu nem tinha encontrado o Lorenzo ainda.

Depois que o porteiro me anunciou e fui autorizada a subir, entrei no elevador e fui parar na cobertura. Assim que entrei no apartamento o Lorenzo já estava me esperando, em pé. Assim que ficamos cara a cara, nós dois suspiramos aliviados. Eu porque ele era exatamente o mesmo na foto e acho que ele, pelo mesmo motivo. O Lorenzo era alto e com o corpo bem cuidado. Ele tinha os cabelos bem cheios e uma barba e bigode meio grisalhos, mas bem cuidados também.

Sem contar a barba e bigode um pouco grisalhos, poderia se dizer que ele tinha uns 40 anos. Mas ele tinha na verdade 50 anos, exatamente o dobro da minha idade.

Eu estava usando um vestido branco bem coladinho, e ele deu uma olhada completa no meu corpo, de cima abaixo, discretamente, é claro. Eu sabia que na verdade ele estava era checando o tamanho e formato dos meus seios, que são pequenos mas bem durinhos e empinados. Mesmo sob o meu sutiã, meus peitos puderam ser bem apreciados. Percebi também os olhos dele avaliando o meu quadril, cintura e coxas.

Ele estava usando uma camisa de algodão bem folgada e calça jeans, e completamente descalço. E esse jeito casual do Lorenzo me deixou mais atiçada ainda. Nos sentamos no sofá, um de frente para o outro e conversamos um pouco. Ele me serviu uma taça de vinho e contei um pouco da minha vida pra ele, a faculdade, meu emprego, como era difícil me sustentar sozinha em uma cidade como São Paulo, etc. E ele balançava a cabeça concordando.

Depois de uma pequena pausa, ele me olhou atentamente.
- Então, Patrícia... se a gente combinar... e eu acho que combinaremos... eu tenho uma proposta pra você! - ele disse calmamente.
- Sério? Estou curiosa! - respondi com um enorme sorriso no rosto.

- Veja, esse prédio é meu, de uma das minhas empresas. Vou te alugar um apartamento muito bacana... confortável... com dois quartos e uma sala enorme... todo mobiliado! Uns três andares abaixo do meu! - ele falou, e eu segurando meu fôlego. - E o aluguel vai ser...! - ele concluiu levantando sua mão e fazendo um "0" usando seu polegar e seu indicador.

Quando o Lorenzo falou isso, os meus olhos devem ter dobrado de tamanho, porque ele meu olhou e começou a rir.
- A única exigência, Patrícia, é que, quando eu estiver aqui em São Paulo, o que acontece um ou duas vezes por mês, você deverá vir para o meu apartamento e me fazer companhia! - ele falou, me analisando cuidadosamente.

- Nossa! Adorei isso! De verdade! - respondi alegremente. Tentei de tudo para controlar meus impulsos e também a fascinação que eu estava sentindo por aquele homem dono de uma cobertura enorme e luxuosa e que ele só usava uma ou duas vezes por mês.

Então o Lorenzo se aproximou mais de mim e pousou gentilmente sua mão no meu rosto, massageando levemente minha bochecha.
- Veja, Patrícia... como eu posso dizer isso... eu tenho uma paixão em particular... e espero que você não ache isso estranho demais! - ele disse e eu, novamente, segurei o meu fôlego, pois eu sabia que viria uma bomba dessa vez.

- Sou comedor de cú! - ele disparou e eu arregalei meus olhos. Minha reação foi rir, já que eu não esperava que ele usasse tais palavras. Mas entendi que, por ser espanhol, ele não sabia dizer isso de uma forma mais discreta em português. De qualquer forma ele ficou esperando a minha reação. Não foi uma bomba como tinha prevista, mas foi algo incomum de se ouvir. Fiquei excitada, para ser honesta.

- Você já fez sexo anal antes? - ele me perguntou em seguida, já que eu continuei sem falar nada.
- Não... nunca... mas sou muito curiosa em relação a isso! - respondi e ele me deu um sorriso.
- Fica em pé e tira esse vestido! - ele pediu.

Fiz o que ele pediu. Fiquei em pé na frente e, lentamente, abri o zíper do meu vestido e o deixei cair ao meus pés. Fiquei apenas com a minha calcinha e o meu sutiã, ambos de cor branca e com detalhes em renda.
- Agora dá um voltinha pra eu te ver melhor! - ele pediu e eu me virei bem devagar, sem qualquer hesitação.

Eu sempre gostei do meu bumbum, e o Lorenzo, com certeza, também gostou, pois assim que virei minha bunda para ele, ele segurou firme em uma das minhas nádegas e deu uma apertadinha, sentindo o contorno e as polpinhas do meu traseiro. Em seguida ele se levantou, me colocou de frente para ele e me abraçou carinhosamente. Em segundos nossas bocas estavam coladas em um beijo super apaixonado.

Ficamos vários minutos nos beijando e nos acariciando, e o Lorenzo sempre passando as mãos na minha bunda e massageando as bandas do meu bumbum. Que sensação deliciosa! Depois ele se sentou novamente no sofá.
- Deita aqui nas minhas pernas! - ele pediu gentilmente e eu, depois de tirar minhas sandálias, atendi prontamente o seu pedido.

Me deitei de bruços em suas pernas e senti suas mãos percorrendo as minhas pernas, apertando, alisando, acariciando, indo em direção à minha bunda.
- Ohhhhhhhhhh...! - deixei escapar um gemido rouco quando ele pousou uma das mãos bem em cima das minhas nádegas e as apertou de forma bem sensual. Minha buceta respondeu aos estímulos dele, piscando e ficando muito umedecida.

- Me fala, Patrícia... você alguma vez já levou umas palmadas de um homem com quem você saiu? - ele me perguntou.
- Sim... já sim! - respondi, depois de uma pequena pausa para recuperar o meu fôlego.
- Posso? - o Lorenzo me perguntou, dando um beijinho suave na minha lombar.

- Sim, senhor! - respondi com um suspiro. Eu já tinha mesmo levado umas palmadas de uns dois ou três homens antes, e eu tinha adorado a experiência.
- Aiiiiiiiiiiiiiii...! - gemi, em um mistura de dor e prazer quando o Lorenzo deu o primeiro tapa em uma das bandas do meu traseiro. Foi um tapa tão bem colocado que vi até estrelas. Ele não hesitou em nenhum momento. E, a cada tapa, sua força aumentava.

Acho que levei umas 10 palmadas bem fortes em cada uma das minhas nádegas. E isso me deixou complemente sem fôlego, mas muito excitada. Acho que se ele continuasse batendo e sussurrando coisas pra mim, com certeza eu teria um orgasmo ali mesmo. Então ele, calmamente, usou um de seus dedos para prender o fundo da minha calcinha e puxar ela para o lado, revelando meu cuzinho e minha xaninha, os quais eu tinha depilado completamente antes de ir até lá.

- Que cú mais lindo, menina! - ele sussurrou e, com um movimento decidido, me segurou pela cintura, como se eu não pesasse nada, e me colocou de joelhos no sofá, ao lado dele. O que senti em seguida me deixou de boca aberta. O Lorenzo veio, distribuiu beijinhos por todo o meu bumbum, abriu ele com ambas as mãos e enfiou a língua, lambendo e passando a pontinha da língua ao redor do meu oríficio anal.

Gemi deliciosamente. Aquela foi realmente uma nova experiência para mim. E que experiência agradável. Nenhum outro homem tinha lambido o meu cuzinho antes. Vibrei de prazer e rebolei minha bunda na boca dele, percebendo que ele estava distribuindo cuspe na entradinha do meu ânus. Em seguida senti um dedo massagear as preguinhas do meu cú, fazendo pressão, de leve, e depois entrando suavemente no meu rabinho virgem.

A reação do meu corpo foi trancar e impedir aquela invasão anal. Mas o Lorenzo tinha experiência com isso. Tudo que ele fez foi ficar com o dedo parado, quietinho, esperando meu corpo se acostumar com seu dedo intruso. Em poucos segundos o desconforto passou e ele continou a deslizar seu dedo para dentro e para fora de mim, e eu só contraindo o meu cuzinho e apertando o dedo dele.

- Qual é a sensação? Me fala! - ele me perguntou gentilmente.
- Deliciosa! - respondi. Então ele colocou mais um dedo dentro do meu ânus, com muito cuidado para não me machucar. Senti a entradinha do meu cú esticar ainda mais para acomodar o novo intrometido. O Lorenzo movia seus dedos para dentro e para fora, me fodendo, comendo o meu cú com seus dedos atrevidos. Minha buceta começou a piscar de uma maneira descontrolada. Eu precisava foder, eu tinha que dar pra ele, gozar no pau daquele homem cheiroso e safado.

- Vamos para a cama, vem! - ele disse e, me segurando pela mão, me levou até o quarto principal de seu apartamento. Sorri por dentro. Apenas esse quarto já era maior que todo o meu apartamento. Que lindo! O quarto do Lorenzo tinha uma cama enorme mesmo, forrada com lençóis brancos. Na verdade, o quarto todo era branco, incluindo paredes, os móveis e tapetes.

Nos beijamos novamente, em pé, e eu, ainda de calcinha e sutiã, fiquei de joelhos na frente dele. Com muita sensualidade eu abri sua calça e descobri que ele não estava usando cueca. Seu pau, já muito duro e enorme, saltou para fora, bem na altura dos meus olhos. Abocanhei a cabeça da rola dele e chupei bem gostoso. Era um dos pênis mais cheirosos que eu já tinha experimentado. E estava limpinho, com os pelos bem aparados.

Eu sempre gostei de chupar pau, de pagar boquete. E o Lorenzo estava apreciando o meu esforço em lhe dar prazer. Eu dava beijinhos na cabeça do pênis dele e depois descia lambendo, até o saco. Depois eu subia de novo e engolia toda a cabeça novamente. Ele não estava mais aguentando. Gemendo de prazer, o Lorenzo me segurou pelos cabelos e, imobilizando a minha cabeça, fodeu a minha boca como se estivesse metendo em uma xoxota bem gulosa.

- Gulp, gulp, gulp! - minha boca fazia esse barulho e eu estava adorando a forma como ele me dominava. Me senti à mercê daquele coroa charmoso e experiente. Me senti vulnerável e desprotegida. Mas me senti mais viva do que nunca.
- Ahhhhhhhhhhhhhhh... delícia de boquinha... quentinha... molhada... ahhhhhhhhhh... que boca gostosa, Patrícia! - ele falava entre gemidos.

Quando percebi que ele não me segurava mais tão forte, recuei a cabeça um pouco e novamente lambi e chupei o saco dele, levando-o a um prazer extremo. Depois abocanhei o pau de novo e chupei muito. Tentei e consegui enfiar a pica dele bem fundo na minha garganta, pois sei que todo homem adora garganta profunda. Ele apertou minha cabeça de novo, bem forte, fazendo meu tesão ir às alturas.

Eu já estava no ponto para passar para o próximo nível, e o Lorenzo também. Então ele se deitou na cama de barriga para cima, com a cabeça apoiada em um travesseiro. Eu caí de boca no pau dele de novo, e chupei bem gostoso mesmo. Senti que a pica dele estava ficando mais grossa, com uma ereção super potente. Nessa hora começou a cair a ficha. Ele ia enfiar aquele pênis enorme no meu cú, no meu cuzinho virgem. Esse pensamento me deixou mais excitada e também um pouco nervosa.

Quando percebi que sua ereção estava super firme, subi em cima do Lorenzo e guiei a cabeça de seu pênis na entradinha da minha buceta. Fui soltando o meu peso e engoli o pau dele todinho, centímetro por centímetro. Que delícia aquela vara quente e grossa na minha xoxota toda molhadinha e gulosa. O Lorenzo me olhou cheio de tesão, fazendo um "O" com a boca. Pude ver nos olhos dele o quanto a minha buceta estava lhe dando prazer.

Rebolei o meu quadril, subindo e descendo na pica dele, cavalgando lentamente, depois mais rápido, e depois lento novamente. Logo ele levantou sua pélvis de encontro à minha, e ficamos coladinhos um no outro. Quando eu descia a buceta no pau dele, ele empurrava sua pélvis para cima, enfiando o pênis em mim, engatando até o talo. Estávamos em sincronia perfeita.

Então o Lorenzo fez uma manobra tão maravilhosa que ficou marcada na minha memória. Ele me segurou em seus braços e, movimentando seu corpo, me deitou na cama de barriga para cima, sem sequer tirar o pau de dentro da minha buceta. Que maestria. Como ele conseguiu fazer aquilo? Para um homem mais velho, ele era realmente muito forte.

- Ohhhhhhhh... que pau gostoso... fode ela... fode... fode essa pepeca... ahhhhhhhhhhhhh... mete nela todinha, vai... vai... ainnnnnn... ainnnnn... delícia, delícia... soca tudo nela... soca esse pau todinho nela...! - eu gemia e falava, e ele metendo bem cadenciado, me levando à loucura.

De repente ele tirou a pica de dentro de mim e caiu de boca na minha xaninha. Sua língua fez um delicioso ballet ao redor da entradinha gulosa da minha xota e também no meu clitóris. Percebi um orgasmo se aproximando e fechei minhas pernas ao redor da cabeça do Lorenzo. Achei até mesmo que eu ia esmagar a cabeça dele com as minhas coxas, de tão forte que gozei.

- Isso, delíciazinha... menina linda... goza para o papai, goza...! - ele falou suavemente no meu ouvido, enquanto o meu corpo dava as últimas tremidinhas e nossas bocas se encontravam para mais um beijo longo e apaixonado. Minha respiração foi ficando mais calma e tranquila. Logo o Lorenzo me abraçou de conchinha e ficamos quietinhos os dois, ouvindo a música romântica que ele tinha colocado.

- Patrícia, chegou a hora! - ele sussurrou no meu ouvido.
- Hora? Hora de quê? - perguntei com um sorriso, me fazendo de desentendida.
- Hora de meter bem gostoso nesse seu cuzinho! - ele devolveu o sorriso, me olhando atentamente.

- Faz com carinho, faz... você vai ser o primeiro homem a enfiar nele! - pedi e trocamos mais um beijo na boca.
- Vou fazer com muito carinho com você, minha delícia! - o Lorenzo disse e foi até uma mesinha. Lá ele pegou um tubo de lubrificante e já veio passando em seu pênis. Em seguida ele me deitou de barriga para cima e pediu para eu levantar e segurar minha pernas, na posição de frango assado.

Senti o geladinho do lubrificante na portinha do meu cú. Enquanto lambuzava seu pau mais um pouco, o Lorenzo ia deixando meu rabinho bem melado também, tanto por fora quanto por dentro, na entradinha. Finalmente ele veio e encaixou a cabeça do pênis no anelzinho do meu ânus e fez um pouco de pressão.
- Ainnnnnnnnnnnnnn... meu deusssssss... dóiiiiiiiii... muitooooooo... ainnnnnnnnnnnnnn...! - gemi e acho que saiu um pouquinho de lágrimas nos meus olhos.

Quando a cabeça do pau entrou em mim, senti uma dor horrível, que subiu pelas minhas pernas e foi parar bem no meu último fio de cabelo. Minha reação inicial foi dar uma pernada no Lorenzo, empurrá-lo para longe de mim e ir embora daquele apartamento imediatamente. No entanto, essa dor desapareceu como num piscar de olhos. Que coisa interessante. Comecei a sentir um prazer enorme ao perceber que o pênis dele estava entrando ainda mais, me tocando lá no fundo, me deixando completamente cheia por dentro.

Eu nunca tinha experimentado nada assim em toda a minha vida. À medida que meu cú ia sendo preenchido, minha buceta palpitava e se contraía, em volta de nada, como se ela estivesse sendo penetrada também. O Lorenzo começou a socar bem devagar no início, e depois foi aumentando o ritmo, entrando e saindo do meu cú, apertado, gostoso, deslizando, me abrindo, me puxando e depois me soltando.

Procurei ficar o mais relaxada possível, focando nas sensações que eu estava sentindo. Parecia que eu estava flutuando em uma espécie de delírio sexual. Muitos outros caras tentaram comer o meu cuzinho antes, mas eu nunca tive coragem de liberá-lo. "Meu deussss! Se eu soubesse que era tão gostoso, eu já teria dado esse cú há muito tempo", pensei comigo, sorrindo por dentro.

- Ohhhhhhhhhhhh... isso... isssooooo... deussssss... que delíciaaaaa... fode... fode meu cú, seu cachorro... cachorro safado... safado... tarado... comedor de cú... ahhhhhhhhhhh... seu tarado por cú... ainnnnnnnn... soca nele, soca... fode esse cuzinho...!! - eu gemia descontrolada. E o Lorenzo entrando e saindo do meu rabo com força, enfiando até o fundo, indo até onde a cabeça de seu pau alcançava.

De repente ele retirou o pau todinho para fora. Até imaginei que ele ia gozar em cima de mim. Na verdade ele queria era trocar de posição. Ficamos de ladinho, ele atrás de mim, me abraçando, e logo seu pau deslizou para dentro do meu cú novamente. Dessa vez ele beijava e mordia a minha nuca, enquanto me castigava com vontade, como todo macho safado gosta de fazer quando pega uma menina gostosa e fogosa como eu.

Percebi, nessa hora, que a coisa mais gostosa no sexo anal é que ele me converte em uma menina submissa, como se eu fosse uma boneca de pano, totalmente entregue ao homem, para ele fazer o que bem entender comigo. Algumas mulheres podem pensar diferente, mas eu sou assim. Eu estava enfeitiçada pelo charme do Lorenzo e deixaria ele meter no meu cuzinho a noite inteira se ele quisesse.

- Vem cá... isso... agora fica assim... de bruços... isso, menina! - ele falou e me colocou em uma nova posição. Fiquei deitada de bruços, com a bunda pra cima, à disposição dele. Bem rápido o pau do Lorenzo afundou no meu cú novamente, me arrancando um gritinho abafado. Nossa! Dar meu rabinho nessa posição foi algo que mexeu comigo. Parecia uma massagem, só que concentrada somente na minha bunda.

- Sua deliciosa... ahhhh... sua bunda é muito gostosa, Patrícia... vou comer muito esse cuzinho...! - ele sussurrava no meu ouvido. Virei o meu rosto e nos beijamos, um beijo de língua, cheio de tesão e safadeza. Agora foi a vez dos meus lábios serem massageados pelos lábios do Lorenzo.

- Fode ele, fode... fode o meu cú todinho, seu safado... você é comedor de cú, é?... você gosta de comer cú, não gosta?... então fode o cuzinho da sua menina, fode! - falei isso e que me arrependi. O Lorenzo pareceu se transformar em um leão. Com um movimento ele me puxou pela cintura e me tirou da posição de bruços para a posição de cachorrinho, de quatro.

Senti o pau dele entrar e sair do meu cuzinho em um ritmo gostoso e cadenciado, forte, firme, me prendendo pelo meu ânus, que apertava e massageava o pênis dele. Eu sempre gostei de dar de quatro, e dar o meu rabo nessa posição era a mesma coisa. A diferença é que agora o pau estava entrando uns dois centímetros acima do buraquinho que eu estava acostumada.

- Ahhhhhhhhhhhh... deusssssssss... vou... acho... ohhhhhhhhhhhh... que... uhhhhhhhhhh... vou... estou... ahhhhhh... gozando...! - senti uma surpresa ao perceber que eu estava prestes a gozar. Eu nunca tinha imaginado que uma mulher pudesse gozar dando o cú. Que incrível. Não precisei nem mesmo tocar o meu clitóris. Um tsunami me atingiu em cheio, fazendo meu ânus se contrair sem qualquer controle.

Acho que isso fez com que o Lorenzo perdesse o seu controle também. Com um gemido abafado ele começou a gozar, e gozou muito mesmo, enchendo o meu cuzinho com seu esperma super quente. Sentir meu ânus se encher de leitinho pela primeira vez foi algo que nunca vou esquecer também e, enquanto terminávamos de gozar, me deitei novamente de bruços e o Lorenzo ficou deitado em cima de mim, mexendo o pênis ainda duro dentro do meu buraquinho esfolado e todo melado de pôrra.

Nós dois passamos a noite juntos e aproveitamos bastante para foder gostoso e nos conhecer um pouco mais. Tomei no cú até dizer chega. Fazia tempos que eu não sentia tanto tesão. No final eu tive a melhor noite da minha vida, e fui embora com a chave do meu novo apartamento e também de um de seus carros. Tudo isso por causa do meu cuzinho, o cuzinho pelo qual o Lorenzo se apaixonou e que foi dele durante muito tempo.

Estou novamente procurando um sugar daddy bem rico, gostoso, safado e que goste de uma menina bonita, bem cuidada e fogosa. Tenho uma amiga sugar baby que posso levar junto. Deixem seus comentários. Vou adorar ler o que vocês acharam do meu conto 100% real. Ah, para não complicar as pessoas envolvidas, os nomes são fictícios, tá? Os locais são reais e os detalhes eu coloquei exatamente como os recuperei da minha memória.

Você faria sexo com mulheres feias discretamente? Temos várias cadastradas no nosso site

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

Comendo o cú da amiga da namorada
Minha namorada caiu na besteira de me apresentar a sua amiga gostosa. Não deu outra. Levei a safada para o motel e comi o cú dela
Loirinha delícia desfilando na praia
Vejam que bundinha mais gostosa, balançando de um lado para o outro. Na hora já imaginei a bucetinha dela no meu pau
Novinha filmada usando o toilet
Garota vai ao banheiro e não sabe que está sendo filmada

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

Traindo meu marido no hotel [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
André Lima disse:
Parabéns pelo seu site, você já pensou em divulgá-lo com o PromoveBox? Veja no Google como esta ferramenta pode alavancar suas visitas.

Eu, a Marcela e a pica do seu Donato [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Vitor Hugo disse:
Que delícia esse conto se eu encontrasse um sítio assim para mim cuidar eu queria com todo prazer se algum casal ou mulheres de Fortaleza quiserem me conttratar eu estou a disposição sou comedor de esposas tenho 40 anos boa aparência bem dotado carinhoso e muito sigiloso meu WhatsApp 85.99613.8496

Eu, a Marcela e a pica do seu Donato [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Vitor Hugo disse:
Que delícia esse conto se eu encontrasse um sítio assim para mim cuidar eu queria com todo prazer se algum casal ou mulheres de Fortaleza quiserem me conttratar eu estou a disposição sou comedor de esposas tenho 40 anos boa aparência bem dotado carinhoso e muito sigiloso meu WhatsApp 85.99613.8496

Eu, a Marcela e a pica do seu Donato [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Vitor Hugo disse:
Que delícia esse conto se eu encontrasse um sítio assim para mim cuidar eu queria com todo prazer se algum casal ou mulheres de Fortaleza quiserem me conttratar eu estou a disposição sou comedor de esposas tenho 40 anos boa aparência bem dotado carinhoso e muito sigiloso meu WhatsApp 85.99613.8496

Traindo meu marido no hotel [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
PedroLucas Correa disse:
Bot Buscador de contatos individuais e grupos ativos para você divulgar por WhatsApp Marketing.

Baixe Agora: bit.ly/buscagrupos

Boas Vendas

Estou dando para um velho babão e meu marido não sabe - Parte 1 [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Caetano disse:
Já comi umas casadas e adoro mulheres exibicionista e acabei batendo uma punheta lendo seu conto. Se fosse aqui já tinha te comido na rua encostada num muro qualquer sua cachorrinha safada.

Acordei com a língua do meu cãozinho Fuffy na minha buceta [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Carlos Adriano disse:
Me add aí no grupo de incesto e no grupo de zoo eu adoro 64 984570486

Fiquei gostando de ser cadelinha [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Touro tarado disse:
Gosto muito de buceta de vacas. Quero conhecer quem tenha uma e deixe eu me ter nela. Também pd ser egua

Traí meu marido [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Anônimo(a) disse:
Fabiana vc realmente e gostosa e seu cusinho arrobado e gosroso

Casadinha feliz [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Anônimo(a) disse:
Olaaa cansadinha gostosa amei seu comentário fiquei c vontade de conv c vc meu é meu intergalactea@gmail.com aguardo seu contato bjs

Casadinha feliz [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
coisalouca disse:
adorei muito.to todo babado..me excita muito seu conto e viajo na sua historia.é como se eu estivesse no local.
tezao,muito tezão!!!!vamos conversar???aguardo seu contato..bjs

A mulher do meu melhor amigo [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Zeca disse:
Adoraria dizer uma mulher casada dar minha mulher pra outro fuder

Meu fetiche por homens bem dotados [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Andre disse:
Olá...foi uma leitura deliciosa este seu conto, tão real que me via no lugar do Ailton, este cara de sorte que teve a felicidade de ter uma mulher gostosa e fogosa como você. Adoraria e muito receber o seu contato, conforme disse ao final do conto. Você soube como encher de tesão seus leitores, parabéns.

Beijos e ansioso no aguardo de seu contato.

Traí meu marido com meu sogro - Parte 2 [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Sydra Marin disse:
Meu homem me largou uma semana atrás depois que eu o acusei de ver outra pessoa e insultá-lo. Eu quero ele de volta na minha vida, mas ele se recusa a ter qualquer contato comigo. Eu estava tão confusa e não sei o que fazer, então eu busco ajuda na Internet e vi um testemunho de como um lançador de feitiços ajuda as pessoas a recuperar seu homem, então eu entro em contato com o lançador de feitiços e explico meu problema para ele e ele lançou um feitiço para mim e me garantiu 24 horas que meu homem retornaria para mim e para minha maior surpresa no terceiro dia em que meu homem bateu à minha porta e pediu perdão. Estou tão feliz que meu amor está de volta e não apenas isso, estamos prestes a nos casar. Mais uma vez obrigado, doutor Azaka. Você é um grande e talentoso lançador de feitiços. Email: Azakaspelltemple4@gmail.com whatsapp em +1(315)316-1521

Traí meu marido com meu sogro - Parte 2 [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Sydra Marin disse:
Meu homem me largou uma semana atrás depois que eu o acusei de ver outra pessoa e insultá-lo. Eu quero ele de volta na minha vida, mas ele se recusa a ter qualquer contato comigo. Eu estava tão confusa e não sei o que fazer, então eu busco ajuda na Internet e vi um testemunho de como um lançador de feitiços ajuda as pessoas a recuperar seu homem, então eu entro em contato com o lançador de feitiços e explico meu problema para ele e ele lançou um feitiço para mim e me garantiu 24 horas que meu homem retornaria para mim e para minha maior surpresa no terceiro dia em que meu homem bateu à minha porta e pediu perdão. Estou tão feliz que meu amor está de volta e não apenas isso, estamos prestes a nos casar. Mais uma vez obrigado, doutor Azaka. Você é um grande e talentoso lançador de feitiços. Email: Azakaspelltemple4@gmail.com whatsapp em +1(315)316-1521

Traí meu marido com meu sogro - Parte 2 [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Sydra Marin disse:
Meu homem me largou uma semana atrás depois que eu o acusei de ver outra pessoa e insultá-lo. Eu quero ele de volta na minha vida, mas ele se recusa a ter qualquer contato comigo. Eu estava tão confusa e não sei o que fazer, então eu busco ajuda na Internet e vi um testemunho de como um lançador de feitiços ajuda as pessoas a recuperar seu homem, então eu entro em contato com o lançador de feitiços e explico meu problema para ele e ele lançou um feitiço para mim e me garantiu 24 horas que meu homem retornaria para mim e para minha maior surpresa no terceiro dia em que meu homem bateu à minha porta e pediu perdão. Estou tão feliz que meu amor está de volta e não apenas isso, estamos prestes a nos casar. Mais uma vez obrigado, doutor Azaka. Você é um grande e talentoso lançador de feitiços. Email: Azakaspelltemple4@gmail.com whatsapp em +1(315)316-1521

Meu fetiche por homens bem dotados [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Moacyr Guimarães Farias disse:
Mim add meu Emil tenho picagg e grossa moacyr.farias94@gmail.com add lar amor

Peguei minha cunhadinha chapada e comi muito [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
MULATO G.G.G disse:
Sou negro tenho 23cm 1.80alt gosto mto de putaria 11.9.7.1.3.6.7.0.1.8

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia