Enviado por Mayara Casada em 20/03/2016
Encontros Casuais | Compre produtos eróticos sem sair de casa

Categoria: Incesto | Visitas: 90424
Avaliação: [Votar]
29 Comentários [Comentar]

Depois que contei pro meu pai tudo que eu havia feito e o que eu ainda queria fazer com o meu namorado, ele mesmo providenciou pra mim preservativos e contraceptivos e começou a me dar conselhos e tal. E foi também com meu pai que aprendi tudo sobre preliminares.

Algumas vezes saíamos de carro pra minha mãe não desconfiar e íamos pra um lugar deserto, bem afastado, e ficávamos horas conversando dentro do carro, onde ele me falava tudo: como era gostoso chupar uma buceta e sentir a mulher gozar e melar sua boca e cara com o mel do seu prazer.

Ele também falava como era gostoso lamber um cuzinho, enfiar a língua lá dentro, chupar os peitos, sentir a mulher com sua boca macia chupar sua pica até o gozo sair e ela engolir tudo. Eu ficava toda arrepiada ouvindo ele contar essas coisas.

Pedi para o meu pai falar sobre sexo anal e ele me contou como era gostoso comer o cuzinho de uma mulher, sentir a pica invadindo um rabinho bem apertadinho. Nossaaaaaa!! Ele me contava essas e tantas outras coisas que eu acabava com a calcinha molhada só em ouvir ele dizer.




Como meu pai já tinha me visto nua, eu não tinha nenhuma vergonha mais de baixar a calcinha e deixá-lo ver minha bucetinha virgem babando, cheia de desejo por uma pica. Eu já estava doidinha pra dar, mas eu sentia que ainda não era a hora.

Apesar do fogo e do desejo, ainda levei um tempinho pra perder meu cabaço. Eu queria antes aproveitar e experimentar tudo o que meu pai havia me ensinado. E logo comecei a colocar estes ensinamentos em prática com o meu namoradinho.

Um dia eu consegui ficar sozinha alguns minutos com meu namorado na casa dele. Depois de pegar no seu pau e sentir o quanto ele estava duro e pulsante, fiz o que há muito eu queria: toquei uma punheta pra ele e ele gozou na minha mão. Era um líquido esbranquiçado meio viscoso mas ainda muito ralo.

Meu deussss!! Que delícia ver meu namorado gozar e sua pica despejar porra na minha mão. Ele gemeu tão gostoso que parecia que ia morrer. Depois virei a mão e deixei aquilo cair no chão. Em seguida lambi um pouquinho da palma da mão pra sentir o gosto. Não era muito diferente do meu melzinho.

Em outra oportunidade eu chupei sua pica até ele gozar em minha boca. Ele gozou tanto que quase engasguei. Achei delicioso, e ele também, pois ele segurou firme minha cabeça pra eu não me afastar. Não tive nojo como minhas amigas da escola descreviam. Ao contrário, sorvi com gosto aquela iguaria até sua pica amolecer e deixei ela limpinha.

Alguns dias depos foi a vez dele me beijar, chupar deliciosamente meus pequenos seios e me levar à loucura. Depois ele se abaixou e pela primeira vez ele viu minha bucetinha, pois eu mesma levantei minha saia, puxei minha calcinha de lado e deixei livre acesso pra ele ver, cheirar e depois cair de boca e saciar sua sede.

Aí, que língua gostosa, quentinha, macia, sedosa, e que me dava o máximo de prazer. E como a língua do meu namorado me fazia gozar gostoso. Eu me lembrava dos ensinamentos do meu pai e tirava o máximo de prazer que aquela língua podia me dar.

E, quando eu chegava em casa, na primeira oportunidade eu relatava tudo pro meu pai, que se alegrava com a minha alegria. Depois de alguns meses de muita sacanagem com meu namorado resolvi que era chegada a hora de dar minha buceta pra ele. Já era hora de perder meu cabacinho.

Meu pai ficou contente em saber que eu tinha esperado o momento certo, que eu já estava consciente do que eu queria e tinha certeza de que não me arrependeria dessa decisão. Eu só não queria que esse momento tão especial fosse com pressa, queria fazer daquele momento uma eternidade. Mas como?

Se eu demorasse na rua minha mãe já queria saber onde eu estava, com quem, e o que eu estava fazendo. Eu tinha que envolver meu pai e meu cúmplice nessa aventura. Depois de conversar com ele, veio a solução: meu pai pediu pra eu marcar num sábado que ele nos levaria pro sítio e lá eu poderia dar pro meu namorado sem nenhum problema.

Combinei com meu namorado, dei-lhe o endereço e pedi que ele fosse de moto, pois eu não queria que ele se sentisse constrangido de ir no mesmo carro que eu e meu pai sabendo que iria me comer. Não contei pra ele que meu pai sabia de tudo.

No sábado marcado, depois do café da manhã, diante da minha mãe, meu pai me disse:
- Filha, eu vou pro sítio! Tô precisando de um favor seu... você não quer ir comigo? A casa de lá tá uma bagunça, precisando de uma arrumação, e sua mãe não vai lá, não gosta de mato.

- Não gosto mesmo, meu bem... na verdade detesto! - respondeu ela mal humorada.
- Claro, pai... vou sim! - respondi. - Vou só pôr outra roupa!
- Aproveita e leva mais uma muda de roupa, filha! Lá tem muito mosquito... você vai voltar toda "picada" de lá!

Quando meu pai falou isso eu sorri por dentro e minha buceta deu umas piscadinhas. Eu entendi bem qual picada ele se referia. Partimos para o sitio pra eu ser comida pelo meu namorado e minha mãe ficou em casa sem sequer desconfiar que a filha que ela tanto queria preservar e tinha chamado de puta, estava indo pro sítio pra ser puta de verdade, pra gemer gostoso e gozar na pica do namorado, e com a ajudinha do próprio pai.

Chegamos e achei mesmo que a casa estivesse uma bagunça, que eu teria que arrumar tudo primeiro, mas estava um brinco, e a cama de casal da suíte com lençóis novos, digna de um verdadeiro motel. Meu pai tinha preparado tudo pra minha primeira vez.

Fiquei surpresa e com os olhos em lágrimas. Meu coração estava disparado. Abracei meu pai e o beijei, agradecida por aquele presente digno de uma princesa, que era como eu estava me sentindo naquele momento.

Depois daquele abraço lhe dei um selinho nos lábios.
- Pai, você é incrível! Muito obrigada mesmo! - falei e ele me abraçou mais uma vez.
Conversamos mais alguns minutos e meu pai me deixou e foi cuidar dos seus afazeres, se afastando da casa.

Uma meia hora depois chegou meu namorado, e quis saber se eu estava sozinha.
- Sim, meu pai foi cuidar dos afazeres do sítio! - falei. - Entra... ele só volta no final da tarde... a casa é toda nossa.

Entramos e já fomos direto paro o quarto, nos abraçamos e nos beijamos loucamente. Eu usava um vestidinho desses bem soltinho e uma calcinha pequena, que deixava minha bucetinha bem marcada. Meu namorado parecia que também era virgem, e parecia nunca ter comido uma buceta, pois suas mãos percorriam todo meu corpo apressadamente, mas me deixando doida de tesão.

Logo ele foi por trás de mim e quando ele se encostou em minha bundinha é que meu tesão foi à mil. Aquela pica dura encostada na minha bundinha e no meu rego deixou minha buceta toda melada, fazendo minha calcinha ficar encharcada.

Ele, se mostrando muito safado, foi tirando meu vestido e me deixando apenas de calcinha. Em seguida ele chupou com vontade meus peitinhos, enquanto seu mão esfregava minha bucetinha sob a calcinha encharcada.
- Ohhhhhhhhhh... meu amorrrrrr... issooooo... faz maissssss... faz bem gostosoooooo!!! - eu gemia deliciosamente.

Logo ele me forçou para baixo, e entendi o que ele queria. Me coloquei de joelhos e ele, me segurando pelos cabelos, esfregava meu rosto na sua pica bem dura, ainda dentro das calças. Nossaaaaa!! Isso me fez sentir ainda mais tesão. Eu me sentia uma fêmea de verdade sendo dominada por aquele homem que seria meu.

Depois ele me mandou abrir sua calça e chupar sua pica. Não perdi tempo. Desabotoei e baixei sua calça, deixando-o apenas de cueca. Era visível sua excitação, pois seu membro duro delineava a cueca, e na ponta uma manchinha molhada.

Fiquei admirando aquela ferramenta que dentro de poucos minutos estaria rompendo meu cabacinho, alargando as paredes e o canal da minha bucetinha e gozando lá dentro. Baixei a cueca dele devagar e vi saltar seu pênis pra fora diante do meu rosto.

Aquilo babava muito, e balançava como se fosse de borracha. Mas era de carne, aquele pedaço de carne quentinha, cheirosa, pulsante. Não tive dúvidas. Segurei e levei à boca, e pela segunda vez eu iria chupar a pica do meu namorado.

E, como não tínhamos nenhuma pressa agora, eu queria sentir seu gozo em minha boca novamente, degustar seu creme leitoso e engolir tudo como eu queria. Ele segurava minha cabeça empurrando sua pica na minha garganta, me fazendo engasgar, e em seguida retirava pra ver minha cara de putinha safada.

Lambi e chupei aquele cacete como se fosse um sorvete e mamei por muito tempo. Fui punhetando gostoso aquela carne dura e massageando seu saco, apertando de leve suas bolas e ele ia fazendo movimentos de foder minha boca, até que seu pau cresceu mais ainda e jorrou seu esperma morninho em minha boca e eu acabei engolindo tudo.

Depois foi sua vez de tirar meu vestido, se livrar do restante de suas roupas e me fazer deitar na cama e ir logo arrancando minha calcinha. Ao tirar minha calcinha e visualizar minha buceta pequeninha e raspadinha, meu namorado soltou um suspiro de desejo.

- Vemmmmmm... me chupaaaaaaaa... chupa ela... ela quer sua boca... vem... chupa... bem gostosoooo, tá? - falei pra ele, me arreganhando toda, bem assanhadinha.
Ele veio e caiu de boca na minha buceta, degustando meu melzinho, me levando à loucura, me fazendo ver estrelas.

Aiii, meu Deus! Como eu gozei naquela língua deliciosa, que parecia querer me invadir. Ele me chupava arrancando gemidos e grunhidos, mas eu fui mesmo à loucura quando ele me colocou de quatro e começou a chupar e lamber deliciosamente meu cuzinho, e me fazer gozar mais uma vez, até sua pica ficar em pé de novo, pronta pra me foder.

Eu já implorava por pica, meu corpo tremia e eu queria sexo. Toda arrepiadinha eu sentia minha buceta piscar, pronta pra ser penetrada sem dó. Depois das tradicionais e inevitáveis preliminares, que deixam a gente no ponto exato, era chegada a hora que eu mais aguardava.

Eu estava melada, e a pica dele babando. O chamei pra cima de mim e ele se deitou sobre mim, todo cuidadoso. Enquanto ele me beijava eu segurei sua pica, abri minhas pernas ao máximo e direcionei seu pau na entrada, na portinha da minha buceta.

Depois cruzei minhas pernas em seu quadril, e ele foi soltando o peso, enquanto eu sentia sua pica entrando bem lentamente.
- Aaaaaiiii! Amor... Aaaaiiii! Tá entrando! Tá entrando!...Vem, meu amor, me fode gostoso, arrebenta meu cabaço... sou sua fêmea, sou sua puta, me come gossssstoso.

Sua pica foi entrando cada vez mais fundo.
- Nooooosssa! Meu deussssss!!! Que pica gostosa, que cacete delicioso! Hummmmmmmm! Hummmmmmm!... mete tudo, mete o mais fundo que puder!!! - eu falava e gemia, abraçando ele bem forte mesmo.

Eu senti uma dorzinha e uma ardência lá dentro da buceta, come se estivesse me rasgando. Era sua pica rompendo meu hímen, estourando meu cabacinho.
- Vai, meu macho... ahhhhhhh... hummmmmmm... agora mete tudo!! Mete com força que agora já sou mulher... quero gozar gostoso na sua pica, amor... ohhhhhhhhhhhhhhh!!!

Só parei de pedir mais pica quando senti suas bolas coladas na minha bunda.
- Ohhhhhhhh... que delíciaaaaaaaa... pode anunciar ao mundo que você já me comeu, meu safadinhoooooo... pode falar que tirou meu cabaço, que gozei na sua pica... pode contar pra todo mundoooooooooo!!!

Quando falei estas palavras ele acelerou, socou fundo, socou com força, urrou e despejou seus jatos de porra dentro de mim. Ao sentir seu esperma quentinho na minha buceta eu comecei a gozar também:
- Ai! Ai! Ai! to gozando! Tô goooozaaaaaaaando! Mais forte! Mais forte! Aaaaaaaah! Aaaaaah! Aaaaaaahhhhhhh!!!!!!!!!!

Enquanto nos recuperávamos da nossa gozadinha juntos, ele dizia que eu era gostosinha, uma delícia e que queria me comer todos os dias. Eu apenas gemia e o beijava. Seu pau ainda continuava duro e engatado na minha bucetinha toda cheia de porra.
- Continua metendo, amor... não para de foder!! - pedi e ele continuou bombando bem devagar, até que seu pau começou a amolescer.

Depois que sua pica amolesceu um pouco, ele saiu de cima de mim e se deitou do meu lado. Olhei para o pau dele e vi um pouquinho de sangue na cabeça da pica. Na hora peguei minha calcinha e limpei o pau dele. Aproveitei e fui ao banheiro rapidinho, pra lavar minha buceta.

Voltei correndo para o quarto e me deitei ao lado do meu namorado. Eu queria meter mais, queria aproveitar aquele momento só nosso, sem a chata da minha mãe enchendo meu saco. Nos beijamos carinhosamente e descansei um pouco nos braços dele. Logo o pau dele começou a crescer de novo e já fui ficando assanhada, querendo meter mais.

Ele se ajeitou de barriga pra cima e me mandou sentar naquela pica deliciosa. Eu sentia aquela tora me deixar toda alargada, e minha bucetinha estava toda preenchida. Eu sentia um pouquinho de dor, mas era muito gostoso. Logo eu subia e descia com maestria naquela vara, cavalgava como uma verdadeira amazona enquanto ele apertava minha bunda e meus seios.

Eu já tinha gozado mais uma vez, mas ele ainda não. Que virilidade! Que pegada tinha aquele quase menino! Saí de cima dele e ele então me colocou de quatro novamente.
- Ahhhhhhhhhhhhh... devagarrrrrrr... por favorrrrrr!! - gemi quando ele enterrou sua pica de novo na minha buceta, me arrancando um grito.

Em seguida ele me segurou pelo quadril e bombou forte, enterrou sua pica o mais fundo que pôde. Nossaaaa!!! Minhas pernas estavam bambas, eu estava toda doída, insana, mas não queria parar. Então ele me segurou forte e tremeu, ficando quase paralisado.

Senti seu pau engrossar e ficar pulsando dentro de mim, enchendo de porra minha bucetinha já arrombada. Ele ficou ali deitado sobre mim com seu cacete ainda enterrado.

Aquilo era demais. Gozei junto com ele, nós dois urrando, gemendo. Era uma sensação indescritível, foder, perder o cabaço e gozar pela primeira vez na pica de um homem.

Eu estava extasiada, exausta, satisfeita de me tornar mulher aos quinze, com a cumplicidade do meu pai. Depois de gozar bastante, meu namoradinho soltou seu peso em minhas costas. Me deitei com ele sobre mim e com seu cacete ainda enterrado na minha buceta.

Ficamos naquela cama por uma meia hora descansando daquela maratona de sexo, e, quando seu cacete já adormecido saiu de dentro de mim, pude ver a quantidade de porra misturada com o sangue do meu cabacinho, que escorria da minha buceta molhando e manchando o lençol novinho que meu pai colocou na cama.

Fomos então até o banheiro, e ele me deu um banho demorado, e eu fiz o mesmo com ele. Em seguida voltamos para o quarto, nos enxugamos e dormimos um pouco, abraçadinhos. Acho que dormi umas duas horas. Quando acordei, fui até a cozinha, preparei um lanche e levei pra ele na cama.

- Amor, já que estamos sozinhos aqui... eu queria o serviço completo... você ainda aguenta? - falei depois que comemos o lanche.
- Serviço completo?!? - meu namorado perguntou.

- Sim, amor... quero experimentar por trás, no cú... você já comeu a bundinha de uma menina antes? - perguntei, mesmo sabendo que não, já que eu achava mesmo que ele tinha perdido a virgindade comigo também.
Ele falou que sim, e que ia adorar comer meu cuzinho. Nossaaaaa!! Na hora o pau dele já estava empinado, apontando para o teto.

Eu sabia que aquilo ia doer, pois assim como minha buceta era virgem, meu cuzinho rosado e apertadinho também nunca tinha encarado uma pica. Mas eu desejava muito.
- Então vem, amor! Come meu cuzinho!!! Bem devagar... com carinho, tá? - pedi e dei um beijo carinhoso na boca dele.

Em seguida me coloquei de quatro sobre a cama com o rosto em um travesseiro, e ele, com a pica já bem dura, pincelou na minha buceta já molhada e aproveitando, começou a enfiar forte o seu pau na minha bucetinha ainda dolorida.

Comecei a gemer e ele molhou seu dedo indicador de cuspe e o enfiou aos poucos no meu cu, me fodendo devagar. Fui relaxando e ele tirou e molhou de novo no caldinho da minha buceta e, desta vez, enfiou dois dedos. Aquilo ardia mas eu aguentei firme. Meu cuzinho a essa altura estava piscando, guloso, com vontade de ser penetrado.

Ele tirou os dedos do meu cu, tirou o pau da minha buceta e encostou a cabeça da rola na portinha do meu ânus. Falei para ele ir enfiando com calma. Ele deu uma forçadinha, e senti entrando a cabeça e alargando meu esfíncter e minhas pregas sendo rompidas.

- Aiiiiiiiiiiii... meu deussssssss... dói demaissssss, amorrrrr... devagarrrrr... por favorrrr... devagarrrr... devagarrrr... - gritei de dor e arregalei os olhos. Alguns centímetros mais e me senti sendo arrombada pelo pau do meu namorado.

Ele deu um tempo até meu cuzinho acostumar com sua pica lá dentro. Enquanto isso eu continuava reclamando e gemendo baixinho. Após alguns instantes eu já contraía meu cuzinho, mastigando aquele pau gostoso, e logo ele começou os movimentos de entra e sai. Ele enfiava até o talo e tirava tudo pra fora e metia de novo.

Ahhhhhhhh, que delícia!!! Agora entrava tudo sem nenhuma dificuldade. E eu pedia como uma desesperada para ele enfiar com mais força, com mais vontade. Ele puxou meu cabelo enquanto socava fundo no meu rabinho, e eu me masturbava e pedia pra ele me xingar como fez minha mãe.

Eu queria realmente naquele momento me sentir uma puta. Ele atendeu meu pedido e me chamou de vagabunda, puta, vadia, socou e socou no meu rabo por mais de cinco minutos antes de encher meu cuzinho com seu líquido quente e me fazer gozar junto com ele. Nunca imaginei que gozar levando pica no cu era tão gostoso.

Depois de mais um descanso tomamos outro banho juntos e por volta das três horas da tarde meu namorado foi embora. Arrumei o quarto e tirei o lençol pra lavar. Eu estava toda assada e dolorida, sentia minha bucetinha inchada e meu rabinho todo ardido de tanto meter, mas estava feliz e realizada.

Fui pra cozinha e preparei um almoço gostoso e fui atrás do meu pai pra almoçar comigo. Ao encontrá-lo eu estava andando com as pernas meio abertas. Me sentia assada, minha buceta e meu cuzinho em brasa, mas contente. Na verdade eu estava até sorrindo, e minha cara de felicidade demostrava que tudo estava consumado.

Abri os braços e corri pra ele, que suado, me abraçou.
- Tá feliz, filha? - meu pai perguntou.
- Estou, pai! Muito feliz mesmo! - respondi toda alegre.
- Tá tudo bem mesmo? Não está machucada? - ele insistiu.

- Pai, minha bucetinha e meu cuzinho estão em brasa, ardendo e doloridos... mas tô feliz. Obrigada, pai... te amo muito! - respondi e dei um selinho nos lábios dele.

- Depois de uns dois dias essa dorzinha passa, filha! Só toma cuidado em casa pra sua mãe não desconfiar de nada! Como explicar pra ela que você está andando com as pernas abertas? - ele falou e rimos muito.

Alguns dias depois, quando minha mãe não estava, meu pai me perguntou como eu me sentiria se ele pudesse me ver perdendo meu cabacinho, se ele pudesse ter assistido minha primeira transa com meu namorado.

- Ah, pai! Talvez eu ficasse com vergonha de saber que você estava ali, e não conseguiria fazer nem metade do que fizemos... mas como eu tinha certeza que você só voltaria à tarde, fiquei à vontade. Mas por que? O senhor tinha vontade de me ver perder meu cabacinho? O senhor nunca me disse nada!

- Filha, você notou que eu preparei o quarto pra você?
- Reparei, claro!!!
- Então, eu coloquei uma câmera lá pra filmar vocês enquanto transavam! Sei que é invasão de privacidade, por isso ainda não assisti, e só vou fazer isso se você me autorizar e quiser assistir comigo. Se você disser não, eu apago agora.

Fiquei pensativa, mas achei injusto, depois dele ter me ajudado e ser meu cúmplice nessa aventura e compartilhar tudo com ele, lhe negar isso. Dias depois eu dei a resposta. E assistimos juntinhos a minha primeira surra de pica. Ele mal acreditou quando viu a filhinha dele levando pau no cuzinho. É claro que depois disso rolou muitas outras coisas. Um dia eu volto para contar mais.

Conto de Mayara Nascimento.

Você faria sexo com mulheres feias discretamente? Temos várias cadastradas no nosso site

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários

Nome: fernando cottard
E-Mail: fcottard4@gmail.com
Data: 21/03/2016
asdorei este foi o melhor conto que já li e gostaria de fazer 0 mesmo com uma garota que acha Mayara de tranzar comigo me manda msg whatsapp 041 82 99910 8182 ou 041 82 99982 66000 beijo
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: navim
E-Mail: navimzelandia@gmail.com
Data: 22/03/2016
adorei muito bom.gatas afim de bate papo on line deixem o zap


Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: silo
E-Mail: sou homem
Data: 23/03/2016
Gostei do conto nota 10...
37 9 9962-7749 meu zap
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Aldemir Gerts
E-Mail: aldemirgerts23@gmail.com
Data: 23/03/2016
são lindas as histórias adorei meu zapin e (94)-992345940 gostaria que postace fotos dos seus pés sou apaixonado por pés
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: negrosafado
E-Mail: moreno_manauara@yahoo.com.br
Data: 25/03/2016
Negrosafado procura casada casada com corno para ser seu amante e fudedor fixo....quer me conhecer ??? Chama no zap....92 92022211....... Negrosafado
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Paulo (Vale do Aço)
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 25/03/2016
Homem coroa dotado mesmo, pra mulheres que queiram sexo virtual ou real. 31 98899 2210
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: josiasferreiradacruz
E-Mail: xexeufc@hotmail.comhum
Data: 08/04/2016
humfiquei louco de tezao gozei bastante vcs saos otimos por favor mande contos de mulher casada sou tarado em mulheres assim kkkkk minha nota e milllllllllll
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: anonimo
E-Mail: a.nonimo
Data: 09/04/2016
Essa tal de Camile cheio de 171 quer um trouxe só pra chupar ela tá pensando oque sua egoísta vai trancar com um cavalo que com certeza vai te chupar sua égua fica aí tirando onda com os homens se toca figura
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Anônimo(a)
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 16/04/2016
Vc mulher solteira que mora em São Paulo (capital) com mais de 18 anos a fim de curtir um bom sexo entrem em contato. Mas por favor so me peocurem se morar em SP e estiver a fim de sexo na real.
Meu WhatsApp: 11 983590784
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Luciano
E-Mail: Jerraalmeida@Gmail.com
Data: 20/04/2016
Adorei seu conto muito safadinha você delícia
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Luciano
E-Mail: Jerraalmeida@Gmail.com
Data: 20/04/2016
Adorei seu conto muito safadinha você delícia
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Mauro
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 22/04/2016
Maravilhoso, mas adoraria se o pai fosse premiado com uma transa bem gostosa com.a filha!
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: JOAQUIM ALMEIDA SOARES
E-Mail: ALMEIDA SOARES
Data: 12/05/2016
ADOREI SEU CONTO GOSTA MUITO DE PUDER FALAR CONTIGO NO FACE SERMOS AMIGOS FIQUEI COM UM TESÃO DANADO POR TI BATI PUNHETA FOI BOM ENTRA EM CONTACTO COMIGO ATÉ LÁ BEIJINHOS DESTE AMIGO

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Claiton
E-Mail: claiton.donascimento@gmail.com
Data: 10/06/2016
Que delícia de conto, tbm como minha enteada, gatinhas venham no whats 41-95330617 tenho 46 anos
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Fabio
E-Mail: homemqueimadas38@outlook.com
Data: 23/09/2016
Que delícia de conto. Sou casado, 41 anos, e adoro uma mulher bem vadia, safada.. aquelas que quiserem contato me adiciona no whatsapp (83) 9-9311-4996
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Priscila
E-Mail: Priscilamonica22@Gmail. Com
Data: 16/11/2016
11941924427
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: marco
E-Mail: olhosverdes014@gmail.com
Data: 16/05/2017
Oi
qdelicia de conto, adorei, sou louco por contos...vc me deixou com muita tesao..

Marco
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: paizinho
E-Mail: cl80025@gmail.com
Data: 02/07/2017
Adorei seu conto tenho 3 fihas novinhas lindas venham conhecelas
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: gima
E-Mail: gilmarviana877@gmail.com
Data: 15/08/2017
Me chama no meu e-mail daí de passo o Whats Mayara gilmarviana877@gmail.com
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Eletrecista 69
E-Mail: altairsende69@outlook.com
Data: 19/08/2017
Gostei do seu conto muito bom me chama no ZAP11959267741vem meter gata
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Eletrecista 69
E-Mail: altairsende69@outlook.com
Data: 19/08/2017
Eu querp conhecer menina que queira sexo sem compromisso meu pau tem 15cm meu numero e onze nove cinco nove dois seis sete sete quatro um este e meu zap sou eletrecista oj sw precisar me chama
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: Paulo
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 22/08/2017
Moças que gostem de incesto, ou ja praticaram me adicionem, busco alguem para dar continuidade a minha historia e quem sabe a sua também... chama no whats:
015.99691.8035
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia

Nome: dotamg
E-Mail: eder8l92@gmail.com
Data: 19/09/2017
Meu email é eder8l92@gmail.com
Meu numero da oi é 0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4
Se tiver alguma mulher safada ai me chame nos contatos
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário
Chat de Sexo | Sex Shop Goiânia


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

Novinha deliciosa dançando
Gatinha linda começa dançando de shortinho e depois tira a blusa e a calcinha, ficando completamente peladinha
Loirinha delícia desfilando na praia
Vejam que bundinha mais gostosa, balançando de um lado para o outro. Na hora já imaginei a bucetinha dela no meu pau
Comendo a namorada
Sem minha namorada perceber eu coloquei uma câmera escondida e filmei ela gemendo bem gostoso na minha rola até gozar

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

Marido bêbado dormindo e outro homem comeu sua mulher
Guto disse:
gostei Muito! adoro mulher casada e salada!

De tanta curiosidade pelo sexo anal, entreguei meu cuzinho
romulo disse:
muito legal seu conteudo parabens pelo seu site :)

Meu Tigre
FERNANDA disse:
Amo zoofilia meninas chamem no watss pra trocarmos conhecimento 11943995454

Um transexual comeu o meu cú e adorei a experiência
Renato disse:
Adorei essa história.

Estou perdidamente apaixonada pelo meu cachorro Ringo - Parte 1
Jadson disse:
Nossa Isabela q delícia seu conto fico imaginando quanta pressão vc, aguentou delícia, adoraria ver uma sena destas.

Aprendi a dar o cuzinho com 16 anos na rola do meu tio
Bia disse:
Estes contos com tio dão muito tesão

Contei a verdade e meu marido me deixou levar pica
Bia disse:
Eu transo virtual há 2 meses conheci ele no chat e nas conversas ele sente tesao mandando eu sair pegar Uber abrir as pernas pra deixar o motorista com tesão ,pergunta se dei muito a buceta durante o dia Eu falo q sim se ela está inchadinha molhadinha ele quer que eu foda gostoso manda olhar as rolas na net e Depois contar qual gostei se conversei com os caras quer que mostre na praia pros coroas insuando enfiando o biquíni na xoxota quer muito que deixe um coroa sarado bonito me chupar e wue eu chupe tbem gostoso contar pra ele e mandar fotos.Uma loucura as fantasias dele. Provoco também mando ele arrumar uma bucetuda gostosa como eu , bem tezuda grande que saiba fuder bem gostoso mesmo ,chupar ela gostoso meter gostoso chupar o grelo dela O melzinho dela chupar os seios dela comer o cuzinho dela e pra ela chupar ele sugar gostoso sua pica. falo q deixo que é uma ordem minha ele sempre fuder gostoso e Depois me contar tudo e quero fotos. Ele acaba gozando. Adoro

A amiga da minha irmã [Conto erótico de lésbicas]
Quero peitudas disse:
Estou louca pra falar com meninas peitudas. Tem alguma aí? E-mail: lana.figueira.1992@gmail.com

Sexo lésbico com a minha prima [Conto erótico de lésbicas]
Quero peitudas disse:
Estou louca pra falar com meninas peitudas. Tem alguma aí? E-mail: lana.figueira.1992@gmail.com

Sexo lésbico com a minha prima [Conto erótico de lésbicas]
Quero peituda disse:
Estou louca de tesão pra falar com meninas que sejam peitudas. Tem alguma aí? E-mail: lana.figueira.1992@gmail.com

Adoro tomar no cú desde mocinha
ROGÉRIO MOREIRA disse:
Adorei seu conto me deixou de pau duro e excitado adoro comer um belo cuzinho gostoso e uma bucetinha deliciosa, não me importa se for solteira ou casada , casais como o cú e a bucetinha da sua esposa posso comer o cú dele também entre em contato comigo para podermos conversar e enviarmos mensagens entre nós rgfotos1@hotmail.com

Fui comida pelo pai da minha amiga
ÂNGELA disse:
Hum q delicia de conto

Na casa do meu tio
ÂNGELA disse:
Amei o conto.Minha xoxota ficou pulsando de tesao.

Meu padrasto come minha buceta todos os dias
Paulo disse:
Sou um coroão de Minas e adoro as putinhas novinhas ou casadas. Adoro seio, buceta e cúzinho na língua e na picona de 23 cmts.
Paulo 3 1 9 8 8 9 9 2 21 0

Surpreendida e enrabada
Paulo disse:
Sou coroão de Minas Gerais e adoro chupar um seio, sugar uma buceta até encher minha boca e lamber o cúzinho pra ficar taradinha. Adoro tb entalar uma putinha com o mingau de minha pica de 23 cmts. Qdo a gata está tarada começo a penetrar bem gostoso.
Paulo 3 1 9 8 8 9 9 2 2 1 0

Flagrei meu primo batendo punheta - Parte 2
Emanuelle Reis disse:
Adoro ver punheta fico aqui na net visualizo muito, da muito tezao doida pra chupar sugar a rola mamar. Mando recadinho q Delicia

Eu, a mais puta de todas - Parte 1
Emanuelle Reis disse:
Verdade ou a mulher tem inveja ou preconceito pq entre 4 paredes tem q se soltar ser feliz nas atitudes e palavras liberando tesão mergulhando em fantasias fetiches.hoje mesmo num chat o cara falou que sou a mais puta das putas que ele conversou e foi só no chat virtual sem cam.
Um arraso gostei do que ouvi. Eles adoram palavrões coisas picantes ainda que em imaginação. Mulherada se soltem sejam Felizes poxa!

Minha primeira vez com meu marido e outro homem
Anônima disse:
Ao vivo pra mim não rola mas ultimamente faço amor virtual ouço muitas coisinhas do homem tipo vc ama rola vc e puta chupadora de rola na net quer todas as rolas em vc sua vadia quer una rola na buceta uma no cu e outra na boca eu falo sim quero preciso ele fala vc é minha escrava vai fazer assim pra nós todo dia eu concordo e prometo chupar todos e aí nos gozamos juntos. Muito bom adoro assim

Eu e meu irmão
CLAU disse:
O bom de meter com irmão além de ser um prazer excepcional os dois tem q guardar segredos para sempre e matar a vontade sempre q der.Deve ser muito bom a sós em casa trancados se lambuzando de tesão.

Acordei com a língua do meu cãozinho Fuffy na minha buceta
Clau disse:
Nossa . Já imaginei meu cachorro lambendo aqui minha buceta. O meu gato vive aqui me cheirando nas pernas tbem. Descobri porque lendo Zoo

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia