Sexo anal com a estudante de direito


Enviado por Viajante Conquistador em 21/04/2015
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste conto erótico

Categoria: Anal / Sexo Anal | Visitas: 22576
Avaliação: [Votar]
5 Comentários [Comentar]

Eu encontrei a Carol há uns quatro anos, numa happy hour em um bar em Santos, São Paulo. Na época eu tinha 32 anos e fazia muito sucesso com as mulheres. Eu malhava o tempo todo, não importava se eu estava em casa ou nos hotéis durante as minhas várias viagens. Isso me ajudava a manter minha saúde sempre em ótimo estado e contribuia para modelar meu peitoral, pernas e braços. Além disso eu jogava futebol no time da empresa.

O escritório central da nossa empresa de construção naval no Rio de Janeiro estava abrindo um novo escritório em Santos, São Paulo, e eu recebi a responsabilidade de garantir que os sistemas de computação estivessem instalados e funcionando corretamente. O representante de vendas local do nosso fornecedor de computadores cuidou para que o equipamento fosse entregue à tempo para a tarefa. O nome dele era Magno e ele era um cara muito bacana, aparentando ter uns 35 anos.

Durante a minha estadia em Santos o Magno me levou várias vezes para almoçar por conta de sua empresa. No dia que finalizamos de instalar e testar o novo sistema, ele quis comemorar e me convidou para jantarmos e bebermos um pouco. Depois do jantar ele me levou a um bar frequentado por pessoas mais jovens. A maioria não parecia ter mais que 25 anos e muitos deles eram estudantes das faculdades ao redor. O bar era muito exigente em relação à identificação e não permitia a entrada de pessoas menores de 21 anos de idade.

Eu e o Magno aproveitamos aquele monte de garotas mais jovens e conversamos e flertamos bastante. Como o DJ tocava todos os tipos de música e sou bem eclético, aproveitei pra dançar com várias garotas. Mas uma em particular começou a dar em cima de mim. O nome dela era Carol, uma estudante de direito. Ela tinha 23 anos, era moreninha com cabelos longos e lisos e muito linda e gostosinha.




Eu simplesmente adorava o jeito que os cabelos dela balançavam com o rítmo da música. Ela devia ter algo em torno de 1,65mt de altura e pesava uns 60kg. O corpinho dela era bem modelado e gostosinho, embora ela tivesse a cintura um pouco mais larga. Ainda assim ela era toda durinha e eu podia sentir a barriguinha chapada dela à medida que dançávamos. A bundinha dela era bem empinadinha e seus seios médios se destacavam em sua blusinha apertada.

Eu tentava de todas as formas convencê-la a voltar para o hotel comigo, mas ela sempre conseguia escapar.
- Não sei se devo!!! - ela dizia sorrindo durante todas as minhas tentativas.
Comecei a pensar que eu não ia conseguir mesmo agarrar a Carol e voltei minha atenção para uma garota chamada Marcela, que parecia estar muito interessada em mim também. Eu estava dançando com esta outra garota quando vi o Magno conversando com a Carol. Depois de dançar mais um pouquinho com a Marcela, eu pedi licença e fui ao banheiro.

- Agora é a minha vez! - disse a Carol sorrindo quando eu voltei do banheiro.
- Sua vez? De ir ao banheiro dos homens? - brinquei.
- Engraçadinho! - ela disse e foi em direção ao banheiro das mulheres.
- Eu estava trabalhando ela pra você! - disse o Magno.
- Sério? - perguntei curioso.
- Sim! Eu estava contando a ela que você é um grande amante e que já passou um bom tempo na França e na Itália e que você sabe realmente como fazer uma mulher se sentir bem. Também disse a ela que, se ela ficar com você, ela vai ter uma experiência única.

- Que exagero, meu amigo! - eu respondi, mesmo sabendo que meu amigo estava certo. Eu tinha passado um tempo na Itália e na França quando fiz parte da marinha e as mulheres desses dois países me ensinaram muito sobre o que é ser um bom amante.
- Eu acho que ela gosta de você, mas ainda está insegura. Eu disse a ela que sair com um cara mais velho é uma experiência muito interessante. - disse o Magno.
- Cara, falando assim você me faz sentir realmente velho! - eu disse rindo.

Nesse exato momento a Carol se aproximou novamente e me puxou para a pista para dançarmos uma música mais lenta. Eu a segurei bem coladinha em mim e tive a certeza que ela podia sentir meu pau duro pressionado contra as coxas dela.
- Você pensou mais um pouquinho? - eu perguntei com a boca colada no ouvido dela.
- Sim, mas ainda estou em dúvidas. Eu não o conheço e isso me deixa muito nervosa. - ela me disse.
- Você tem alguns amigos aqui, não? - eu perguntei.

- Sim, tenho sim! Duas amigas da faculdade estão comigo!
- Por que você não dá a elas o meu nome e o nome do hotel onde eu estou ficando? Isso vai te deixar mais segura, não? - eu disse insistente.
- É uma boa idéia, mas eu estou com o carro do meu pai e preciso devolvê-lo ainda hoje. Ele vai sair amanhã bem cedinho.

- Podemos fazer assim! - eu continuei - Eu te sigo até sua casa, você deixa o carro do seu pai e vai comigo para o meu hotel. Depois eu te deixo em sua casa novamente.
- Combinado! Vou dar seus dados para a minha amiga Marina e pedir a ela um alibi pra mim. Aí eu aviso meus pais que vou dormir na casa dela. - ela explicou e eu gostei muito do plano.

A música terminou e eu dei minha carteira de motorista para a Carol. Ela foi até sua amiga e as duas conversaram e anotaram os meus dados. A amiga dela me olhou várias vezes e sorriu, como se estivesse dando sua aprovação para o homem que a Carol estava escolhendo naquela noite.
Logo a Carol voltou, devolveu minha carteira e eu avisei ao Magno que estávamos saindo. Ele estava conversando com uma garota que era uma verdadeira potranca e, pelo jeito como eles estavam bebendo, percebi que pelo menos um boquete ele ia ganhar naquela noite. Combinamos de nos encontrar no dia seguinte e saí do bar com a Carol.

Peguei meu carro e segui a Carol até a casa dos pais dela. Eu sabia que ela queria mesmo voltar comigo porque ela dirigia de forma que eu não a perdesse de vista. Havia tantas curvas e desvios no caminho que ela poderia ter me despistado a qualquer hora que ela quisesse. Esperei enquanto ela entrou na casa para guardar as chaves do carro e deixar um aviso para seus pais.

Alguns minutos depois a Carol já estava no meu carro me dando as instruções para eu voltar para a rua principal. De lá fomos ao hotel e a levei ao meu quarto. Eu sempre fui um cara louco por sexo anal, mas essa noite isso não estava como prioridade na minha cabeça. A verdade era que a Carol tinha uma bundinha de dar água na boca, mas antes eu queria dar a ela o máximo de prazer possível.

A primeira coisa que fiz foi tirar a roupa dela, e o fiz em frente ao espelho do meu quarto. Eu a coloquei de frente para o espelho e fiquei em pé atrás dela. Primeiro eu comecei a tirar a blusa dela, beijando seu pescoço e passando a lingua em sua orelha, à medida que eu subia sua blusa, revelando o sutiãzinho lindo que ela estava usando. Ela tremia e gemia baixinho nos meus braços quando terminei de tirar sua blusinha.

Continuei olhando pra ela no espelho e pude ver que os seios dela eram realmente lindos e verdadeiros. Soltei o fecho do sutiã e deslizei as alças para fora de seus ombros. Em seguida as alças deslizaram suavemente pelos braços dela, deixando seu sutiã cair ao chão, ao lado de sua blusa.

As mãos da Carol instintivamente cobriram seus seios durinhos mas eu as retirei, enquanto continuava dando beijinhos na nuca dela. Ela virou o rosto pra mim, querendo ser beijada e eu enfiei minha lingua na boca dela. Ela respondeu fazendo o mesmo e nossas linguas brincavam uma com a outra. Enquanto isso eu apertava e massageava seus peitinhos. Senti os biquinhos dos seios dela ficarem durinhos nas palmas das minhas mãos e eu os apertei gentilmente. Ela gemia bem gostoso e sua boca estava molhadinha de tanto prazer.

Deixei minha mão descer dos seus seios para sua barriga lisinha e seu abdômen bem firme e definido. Em seguida comecei a soltar o cinto da calça que ela usava. Depois do cinto eu desabotoei sua calça jeans e abri o zippper.
Interrompi nossos beijos e fiquei de joelhos atrás dela. Tirei suas sandálias lentamente e logo puxei sua calça pra baixo, mostrando suas pernas bem torneadas pouco a pouco. Como sou um cara que gosta muito de pernas e bundas, fiquei uns bons segundos apreciando a visão deliciosa das coxas e da bundinha da Carol.

Tirei a calça jeans dela uma perna de cada vez, observando-a levantar a perna lentamente para me ajudar na tarefa. Joguei sua calça junto à sua blusa e seu sutiã e voltei para beijar a parte interna de suas coxas, passando minha lingua por sua pele e fazendo ela se arrepiar toda. Beijei suas coxas e subi um pouco, beijando e cheirando o cuzinho dela ainda protegido por sua calcinha. Então comecei a tirar sua calcinha lentamente.

A Carol levantou suas pernas uma de cada vez enquanto eu tirava sua calcinha e pude sentir o cheiro gostoso que vinha da boceta dela. Comecei a beijar suas nádegas e ela me surpreendeu, empurrando a bunda em direção ao meu rosto. De repente eu percebi que sexo anal poderia acontecer aquela noite, mas eu não queria apressar nada. Subi uma mão pela parte interna de suas coxas e verifiquei que a xoxotinha dela estava muito molhadinha.

Brinquei com a bocetinha dela, enfiando e tirando meus dedos. Então me levantei. Meu pau estava tão duro que parecia querer rasgar minha calça e já estava na hora de tirar minha roupa também. Depois de tirar toda a minha roupa eu abracei a Carol por trás novamente, roçando minha pica na bundinha dela. Ela estava adorando e rebolava lentamente, me provocando.

Virei ela de frente pra mim e me ajoelhei na frente dela, enquanto ela continuou em pé. Comecei a beijar e chupar sua bocetinha e as mãos dela seguraram firme a minha cabeça, como se estivesse com medo que eu parasse de chupá-la. Ela estava toda molhadinha e cheia de tesão. Chupei e lambi o clitóris dela, levando-a a um orgasmo delicioso.
- Ohhh!! Júliooooo!!! Me seguraaaa!!! Bem forteeee!!! - ela gemia segurando forte minha cabeça e esfregando sua bocetinha na minha boca.

Eu segurei e apertei as nádegas dela fortemente enquanto ela gozava na minha boca.
- Ahhhhhh!!!! Estou gozandooooooo!!!! Estou gozandooooo!!! - ela disse tremendo e se apoiando na minha cabeça. Então ela se apoiou nos meus ombros e, por algum momento, pensei que ela estava um pouco tonta. Lambi o clitóris dela mais um pouquinho até que ela empurrou minha cabeça.
- Meu deussss!!! Júlio!! O que foi isso???? Gozei rápido demais!! Deixa eu me deitar um pouquinho! - ela falou quase suplicando.

Peguei ela pela mão e a deitei na cama. Ela estava radiante e sorridente e abriu os braços pra mim, sinalizando que eu me deitasse em cima dela. Não perdi tempo e me posicionei entre suas pernas à medida que ela as abria levemente. Ajeitei a cabeça da minha pica na entradinha de sua bocetinha pequenina e soltei meu peso.
- Ahhhhhh!!! Que pica gostosaaaaa, Júliooooo!!! - ela gemeu baixinho quando meu pênis deslizou pra dentro de sua prexequinha apertadinha. Em seguida ela colocou os braços ao redor do meu pescoço e prendeu as pernas ao redor da minha cintura.

- Ohhhhhh!!! Mete, Júlio!!! Mete bem fundo na sua menininha!!! Mete!! - ela falava no meu ouvido enquanto eu fazia um vai-e-vem bem gostoso na xoxotinha dela. Eu não estava com pressa de gozar e queria dar muito prazer a ela.
- Goza no pau do seu macho, gozaaaaa!!! - falei e beijei a boca dela, de forma a abafar um pouco os seus gritos.
- Simmm!!! Meu macho gostosooo!! Me come!! Me come!! - ela disse e senti sua bocetinha palpitar ao redor da minha pica, querendo me sugar pra dentro dela. Não demorou cinco segundos e ela começou a se contorcer toda.

- Ohhhh!!! Meu deussss...Estou gozandooooo de novo!! - ela nem conseguiu falar direito e gozou como uma louca. E foi um orgasmo tão intenso que me deixou um pouco assustado. "Que menina insaciável", pensei.
Fiquei mais um pouco deitado em cima dela, metendo bem devagar enquanto nos beijávamos como dois namorados.
- Me come de quatro agora!!! - ela disse e já foi ficando de quatro, com a bunda bem empinadinha.

De quatro sempre foi a minha posição favorita, ainda mais se a garota tiver uma bundinha gostosinha como a da Carol. Enquanto eu metia em sua bocetinha pequena e escorregadia eu acariciava seu ânus, passando o dedo ao redor de sua entradinha completamente lacrada. Eu tinha quase certeza que ela nunca tinha experimentado sexo anal. Lubrifiquei meu dedo mindinho ao redor da xoxotinha dela e o enfiei em seu cuzinho, lentamente.
- Aiiiiii!!! Devagarrrr!!!! - ela disse ficando parada por uns segundos e depois voltou a rebolar na minha pica lentamente, com meu dedo enfiado no seu ânus.

- Tenho tanta vontade de fazer sexo anal, Júlio!! Mas ainda estou com medo! Seu pau é muito grande pra mim! - disse ela quase em sussurro.
- Vamos tentar, Carol! Tenho um gel muito bom aqui. Se a qualquer momento você ficar assustada, com medo ou sentir dor a gente pára! - eu disse a ela.
- Quero tentar!! Mas bem devagar, tá? - ela disse hesitante, depois de pensar por alguns segundos.

Tirei minha pica da bocetinha da Carol e me agachei atrás dela. Comecei a lamber sua boceta e depois o seu cuzinho, levando lubrificação. Pensei que ela ia tentar escapar quando minha lingua tocou o seu ânus. Mas ela ficou paradinha e parecia estar gostando do que eu estava fazendo, de forma que continuei a brincar com o rabinho dela.
- Ohhhh, Júlio! Você sabe mesmo como deixar uma garota muito excitada! - ela disse com a voz rouca e sensual.

- Vou pegar o gel! - eu disse a ela e fui em direção à uma de minhas bolsas. Voltei com o gel e o usei para lubrificar ainda mais o seu buraquinho apertadinho.
- Ohhhhhh!!! Que gostosooooooo!!! Pode enfiar bem fundoooo!! - ela disse quando enfiei meu dedo bem fundo no seu cuzinho, que já estava bem lubrificado e escorregadio. Logo enfiei dois dedos e senti o corpinho dela se arrepiar todo. Seu rabinho já estava bem dilatado e pronto pra receber minha pica.

Passei bastante gel na cabeça do meu pênis e em toda a sua extensão, deixando-o bem lambuzado. Depois pedi a ela que usasse suas mãos para abrir bem suas nádegas.
- Ohhhhhh!! Esperaaaa!!! Uiiiii!!! Meu deusssss!! - ela gritou quando a cabeça da minha pica passou pelo anelzinho apertado do seu cuzinho.
- Quer que eu pare? - perguntei.
- Não!!!! Só fica parado um pouquinho!! Sem se mexer, por favor! Deixa eu me acostumar primeiro! - ela sussurrou em pânico.

Fiquei parado, com apenas a cabeça do meu pau dentro do cuzinho dela. Ficamos assim por alguns minutos enquanto eu beijava a nuca dela e massageada suas costas e ombros. Finalmente senti que ela empurrava a bunda na minha pica, deixando entrar mais um pouco. O cuzinho dela estava tão apertadinho e isso me dava um prazer difícil de descrever. Aos poucos ela foi aceitando e logo metade do meu pau já estava em seu ânus. Eu queria enfiar tudo mas percebi que ela já estava no seu limite.

- Ahhhh!! Já entrou muito!!! Fica parado agora, por favor!!! - ela falou e começou a controlar nossa foda, se movendo pra frente e pra trás, deslizando o cuzinho apertadinho na minha pica dura e grossa. Eu ficava olhando pra bundinha linda dela à medida que meu pau saia e entrava em seu ânus e isso levou meu tesão às alturas.
- Carol!!!! Vou gozar, princesinha!!!! Você quer que eu tire?? - perguntei, me segurando pra não gozar antes dela responder.

- Não, amorrrrr!!! Goza dentro, gozaaaa!!! Quero sentir você gozando dentro do meu cuzinhoooo!!! Por favorrrr!!! - ela respondeu muito excitada.
Nem falei nada. Só deu tempo de segurar ela firme pela cintura e dar umas quatro ou cinco bombadas bem fortes e fundas.
- Ohhhhh!!!!! Que deliciaaaa!!! Que cuzinhoooooo gostosooo!!! - urrei como um animal e minha pica começou a jorrar esperma quentinho no fundo do rabinho dela.
- Ahhhhhh!! Que deliciaaaaaa!!! Que coisa gostosaaaaaa!! - ela disse sorrindo, toda satisfeita.

Depois que gozei o meu pau continuou ainda duro dentro dela e eu podia sentir o seu esfincter contraindo e relaxando em volta do meu pênis. Esperei vários minutos e então tirei minha pica do rabinho dela, vendo o contrair e expulsar meu esperma, que descia para a sua bocetinha e começava a escorrer pela parte interna de suas coxas. A Carol contraia involuntariamente o seu esfincter e mais e mais do meu sêmen saia do seu cuzinho bastante dilatado da surra de pica que eu tinha dado nele.

Que visão maravilhosa ver meu esperma sair daquela bundinha redondinha e gostosa. Fiquei acariciando as nádegas dela até que ela se virou na cama e ficou me olhando.
- Sei que você vai rir, Júlio!!! Mas estou sentindo uma vontade louca de fazer cocô!! - disse ela rindo.
- Isso é natural depois de fazer sexo anal, Carol! - eu disse rindo - Vamos tomar um banho e lavar seu bumbum.

Eu e a Carol tomamos um banho juntos e ajudei a tirar minha pôrra do cuzinho dela, usando a ducha. Depois nos enxugamos e voltamos pra cama. Ela me olhava com olhos apaixonados e completamente satisfeita com a experiência. Ficamos deitados, com a cabeça dela no meu peito, e trocamos vários minutos de carícias, até que meu pau estava duro como ferro novamente.
- Deixa eu chupar ele um pouquinho agora? - ela perguntou, percebendo a minha ereção.

- Ohhhhhh!! Que boquinha gostosa, guria!! - deixei escapar quando os lábios dela deslizaram pela extensão do meu pênis, me dando uma das melhores mamadas que já tive em toda a minha vida.
- Você está gostando, meu macho? - ela perguntou tirando o meu pau da boca e dando batidinhas com ele nos lábios.
- Muito, Carol! Sua boca é deliciosa! Mas vamos fazer diferente, vire-se assim! - falei e a ajudei a se posicionar em cima de mim, de forma que ela pudesse chupar meu pau e eu pudesse lamber sua xoxotinha.

Ficamos nessa posição de 69 até que não me aguentei mais e enchi a boquinha dela de pôrra. Ela engoliu tudo e continuou com minha pica em sua boca, sugando até sair a última gota. Aumentei o rítmo das minhas lambidas no clitóris dela e percebi o seu corpinho tremendo todo, levando ela a um novo orgasmo. Que delicia sentir os fluidos da bocetinha dela na minha boca enquanto ela gozava quietinha, sem fazer muito barulho.

- Você pode me levar em casa agora? Preciso ir! - ela sussurrou no meu ouvido depois de algum tempo.
- Bem, eu gostaria que você ficasse mais! Mas, se você precisa mesmo ir eu te levo! - respondi beijando a boca dela.
- Sim, vai ser melhor se eu chegar em casa mais cedo.
Nos levantamos, nos vestimos e eu a levei até a casa de seus pais. Prestei muita atenção aos nomes das ruas e curvas de forma que eu pudesse encontrar meu caminho de volta.

- Estou tão feliz por ter experimentado sexo anal, Júlio! - ela disse sorrindo durante a nossa conversa na volta - Mas acho que não vou fazer isso nunca mais.
- Por que não? Foi tão ruim assim?
- No momento não! Eu estava com tesão e tal. Mas agora, meu bumbum dói demais! Mal estou conseguindo ficar sentada.
- É assim mesmo, Carol! - eu disse tentando não rir da situação - Você vai se sentir assim por alguns dias, mas logo vai passar. Seu esfíncter foi esticado e ele foi feito para empurrar as coisas pra fora e não para deixar coisas entrarem.

Ela sorriu e disse que tinha entendido minha explicação. Conversamos mais um pouco e eu a deixei em casa, sem trocarmos telefones, e-mails ou qualquer outro contato. Achei estranho mas acabei aceitando, afinal eu nem sabia quando eu voltaria a Santos novamente. Mas essa transa casual com direito a sexo anal foi algo que ficou marcado na minha memória, afinal, sexo no primeiro encontro já é um presente, imagina se tiver sexo anal.

Você faria sexo com mulheres feias discretamente? Temos várias cadastradas no nosso site

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários

Nome: Dotado Safado
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 11/03/2016
Ótimo conto... Adoro mulher safada que gosta de ser bem fodida, mesmo que as vezes não tenha coragem pra falar mais morre de desejo,depois de algumas exp. passei a gostar demais de ficar cobiçando uma mulher safada, ou vela se exibindo, até mesmo ajuda-la a perder a timidez e mostrar todo desejo e vontade reprimida. quem sabe ajudando a conhecer esses desejos..e vontade.. whats 19 98922-4148
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Anônimo(a)
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 16/04/2016
Vc mulher solteira que mora em São Paulo (capital) com mais de 18 anos a fim de curtir um bom sexo entrem em contato. Mas por favor so me peocurem se morar em SP e estiver a fim de sexo na real.
Meu WhatsApp: 11 983590784
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: JOAO CAVEIRA
E-Mail: joaocaveira164@gmail.com
Data: 17/04/2016
DEWEJARIA COMER UMA MULHER GORDINHA BEMRABUDA SE FOR CASADA MELHOR AINDA

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: discreto
E-Mail: luuciflex@yahoo.com.br
Data: 20/08/2016
Belo homem de Brasília, 44 anos, 1,78 77 kg em forma, branco separado moro só meu apt, verdadeiro, discreto,seletivo, busca gatas casadas, solteiras e gatas Bi, para relação saudavel segura e intima total aonde tenha muito sexo. Sou especialista em oral demorado e Anal profundo carinhoso. Acessem somente mulheres reais com fotos whatsapp (61)99638-1012. preferencia Brasília
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Paulo Mineiro
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 27/04/2017
Sou um coroão dotado e adoro as mulheres novas de até 30 anos, que sejam safadas, taradas e putinhas. Mas só pra mulheres com fotos de perfil no sapp. Não quero perder tempo com homens oferecendo a esposa. 31.98899.2210
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

Novinha mostrou o cuzinho
Gatinha com sede de pica tira o short e a calcinha e faz um vídeo mostrando a bucetinha e o cuzinho todo depilado
Namorada perfeita
Morena novinha e deliciosa tira a calcinha e mostra sua bundinha redondinha e empinada. Em seguida ela mostra a pepeca lisinha
Novinha filmada usando o toilet
Garota vai ao banheiro e não sabe que está sendo filmada

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

A nova empregada [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
tDTprqySkicebBnv disse:
VHwJBRxDloTgnfE

A nova empregada [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
HyJupwWhmd disse:
OhgPJTcjiNo

Meu fetiche por homens bem dotados [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Carlos disse:
Oi Natália sou negro tenho a rola grande e grossa do jeito que você gosta , me mande um e-mail para que você possa ver as fotos da minha rola, sei que vai ficar molhadinha e com água na boca. Beijos e aguardo seu contato e de outras mulheres, podem ser casadas ou solteiras.

Não mexa nas calcinhas da mamãe - Parte 5 - Final [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Ariovaldo Gutierrez Ensina. disse:
Um otimo conto de incestos principalmente as chupadas na buceta da mana.e as belas esporradas do mano. Se possivel publicar as fotos dos dois irmaos pelados. E continuar editando este conto.5-6-7 etc.

Isso nunca podia ter acontecido - Parte 4 - Final [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Ariovaldo Gutierrez Ensina disse:
Conto muito bom- gostaria que o autor continuasse com esse conto 5 = 6= 7.. gostaria de saber a idade que o Junior tinha nesta epoca da publicação. e se possivel me informar o tamanho do pinto do Junior deve ser maravilhoso. não sou guei.

Meu filho comeu minha boceta [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Baddy love GGG disse:
Sou o que vc precisa tenho o que vc quer mulherada sou negro 1.80 alt venha ate a mim nao vao se arrepender 11.9.7.1.3.6.7.0.1.8

Trai meu marido na minha casa [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Miguel silva disse:
Tesão, vem né mim delícia....

A trepadinha mais rápida de toda a minha vida [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Jose disse:
Me liga sou de sp .meu telf 19984468291zapp.

A trepadinha mais rápida de toda a minha vida [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Jose disse:
Me liga sou de sp .meu telf 19984468291zapp.

Meu marido não sabe que eu o traí, mas ele foi o culpado [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Miguel disse:
Vou falar pra você em gata, posso te chamar assim delícia, não paro de pensar em você de percorrer seu corpo, de fazer você delirar na minha rola e na minha cara, dá uma chance de eu fazer você subir pelas paredes como ninguém vai, eu sei do que estou falando, delirei nesse conto mulher madura, estou com tanto tesão por ti , me envie msg por favor coração....

Incesto: minha experiência de vida com meu filho [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Francisco Silva disse:
Dona Rosana nossa que delicia de conto ! Gozei sem me tocar , esse garoto foi escolhido pelo destino em viver essa deliciosa experiência. Imagino a gostosura que é você. Abraços.

Dei a bocetinha para o mecânico [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Junior disse:
Muito excitante.
Outra hora escrevo a história da minha mulher, que acabou tendo que transar com o mecânico pra pagar o serviço de socorro.
Virou amante dele, pois disse que o cheiro da graxa excita ela.

Meu filho comeu minha boceta [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Eva disse:
Meu marido é meu primo, ou melhor nao somos casados de verdade mae é como se fossemos. Vivemos juntos ha` 30 anos. Nao temos filhos e aceitariamos de bom grado menina(0), sem familia ou em condiçoes similares.

Meu lindo cunhado gozou na minha calcinha [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Nadia disse:
nossaaaa, tive que tocar siririca te lendo mmmmmmmm q gozada gostosa que dei. Eu sou casada e tbm tenho um cunhado, marido da minha irmã mais velha, como temos piscina em casa, eu vivo olhando pra sunga dele, deve ser lindo aquilo tudo de fora em bem duro dentro da minha boca. Um dia acho que ele até tocou em mim por trás de baixo da água, estavamos brincando aquabol e ele e eu faziamos time. Um dia ele veio por trás para pegar a bola que estava em meus braços e aí eu senti, um coisa bem dura encostando na minha bunda, bem na entradinha e eu não me mexia, deixava acontecer, aquela coisa estava quente e grossa. Mas nada aconteceu além disso. Que pena, queria muito pegá no pinto dele e tirá o leite todo com a boca e engolir. Mas admito, toquei muitas siriricas pensando naquele dia, naquele momento, acho que eu devia ter recuado um pouco em cima do pinto dele, para ele sentir que queria o pinto dele dentro, todo dentro, bem no fundo. nadia.mcl@hotmail.com

Meu lindo cunhado gozou na minha calcinha [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Henrique disse:
Nossaaa, q tesão o seu desabafo.... fiquei de pau duro e tbm bati uma imaginando a situação. Sou casado sim e fiz a mesma coisa com a minha cunhadinha, a Juliana de 14 anos que veio viver com a gente durante 2 anos, eu vivia pegando os sutiãs e as calcinhas dela usadas para cheirar, lamber e gozar dentro delas e depois devolver pra cesta bem gozadas, gozei dentro da cama dela, no travesseiro e assim foi durante esse tempo todo. Um dia consegui colocar um filmador discreto no banheiro dela e consegui filmar ela tomando banho, até vi ela tocando siririca no chuveiro, essa bucetinha peluda dela e esses peitinhos dela com os mamilos sempre durinhos mmmmmmmmmm foram muitas punhetas por conta dela. Um dia ela me olhou e me sorriu e ao mesmo tempo estava segurando a roupa seca do varal e na mão, ela tinha uma das suas calcinhas, ela olhou para a calcinha dela e me olhou e sorriu. Acho que ela descobriu, sobre tudo? Se ficou sabendo, então ela gostou pois não falou nada, esqueci de falar que acho que ela é lésbica, nunca vi ela com um garoto, só garotas. precisovc4@hotmail.com

Um acidente de moto foi o culpado por eu dar para o meu filho [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
MulatoG.G.G disse:
Ola sou negro 23cm e quero conhecer mulheres
Sempre que der pra curtir meu zap 11.9.7.1.3.6.7.0.1.8

Minha prima grávida [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Caio disse:
Bom dia, sou especialista de Marketing para empresas, acessei seu site

e gostaria de de fazer uma proposta de extremo baixo custo para alavancar seu posicionamento no Google
e a aumentar os acessos no seu site da sua empresa.

-Cadastro o site da sua empresa em 2.500 sites por apenas 49,00 (quarenta e nove)

-O investimento é único de 49.00 pode ser pago após a conclusão do serviço
e rebebimento do relatório e não há nenhum custo adicional.

Para contratar o serviço é só enviar um OK.

No aguardo

Abraços
SEO Marketing

Uma princesa para um pedreiro [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Lucio disse:
Adorei seu conto pois a minha tara é comer cu e foi muita atenção nesse quesito.

luciosilva967@gmail.com 21995735347

Meu lindo cunhado gozou na minha calcinha [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Régis disse:
Adoraria dá prazer a casadas 77991996363

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia