Estórias de Sexo - Contos Eróticos e Experiências Sexuais

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Você é ou quer ser acompanhante ou garota de Programa? Cadastre-se gratuitamente

Meu vizinho me transformou em putinha aos 18 anos


Enviado por Novinha Safada em 29/05/2018
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste conto

Categoria: Jovens X Mais Velhos | Visitas: 10923
Avaliação: [Votar]
6 Comentários [Comentar]

Oi, leitores do site Estórias de Sexo. Gosto muito de ler contos eróticos e entro aqui com muita frequência. Meu nome é Gizele e tenho, atualmente, 23 anos. Vou contar para vocês algo que aconteceu quando eu tinha apenas 18 aninhos, e que me marcou para sempre.

Sou maranhense, de São Luís, mas moro em Brasília já faz alguns anos. Meu pais se mudaram para cá quando eu ainda tinha 15 anos. Sou uma menina magra, mas não muito. Tenho uma bundinha bem bonita e os seios bem atraentes. Pelo menos é o que dizem. Meus cabelos são castanho claro, meus olhos são castanhos também e tenho uma boca pequena com lábios bem grossos.

Desde pequena eu já chamava a atenção dos homens, mas foi com 16 e 17 anos que percebi que os olhares masculinos realmente cairam sobre minha pessoa. Meu deussss! Onde eu passava os homens quase ficavam loucos, mesmo quando estavam acompanhados de suas esposas ou namoradas. Eu ficava muito orgulhosa, mesmo ouvindo as cantadas mais indecentes. E, durante as minhas siriricas, eu me lembrava de tudo o que eu ouvia na rua e gozava como uma desesperada.

Morávamos em um prédio daqueles que têm vários apartamentos por bloco. Um dia eu estava saindo para o colégio e fui até o elevador. Apertei o botão de descer e fiquei esperando. Quando a porta se abriu eu vi um homem de uns 40 anos, muito bonito, com um corpo bem cuidado e muito atrativo. Na hora senti umas "cosquinhas" na barriga e minha buceta começou a palpitar, como se quisesse falar. Fazia tempos que eu não sentia aquilo.


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana

- Bom dia, mocinha... como você está? - ele me cumprimentou, muito educado.
- Bom dia... estou bem... obrigada! - respondi e entrei no elevador.



- Qual o seu nome?
- Gizele... e o seu? - perguntei e ele me falou que se chamava Marcos. Em seguida ele me perguntou minha idade, onde eu estudava e coisas assim.

Foi a típica conversa de elevador. Mas, nossaaaaa! Como aquele homem estava cheiroso. E sua voz era encantadora. O fundo da minha calcinha estava molhadinho. Torci para que aquele elevador desse algum problema e parasse alí mesmo, só pra eu ficar mais tempo perto dele. Mas, enfim, quando chegamos ao térreo ele se despediu de mim com um "até logo" e se foi.

Passei vários dias pensando nele, mas nossos horários não batiam de jeito nenhum, até que um dia nos encontramos novamente, e a conversa foi super agradável. Então memorizei mais ou menos a hora que ele saia e nossos encontros no elevador coincidiram mais, ao ponto de nos tornarmos amigos. Aos poucos ele foi me falando coisas sobre ele, que estava morando há pouco tempo na cidade, que não conhecia ninguém ainda e que estava muito feliz em me ter como amiga.

Os dias foram passando e fui criando mais intimidade com o Marcos, ao ponto de trocarmos números de nossos celulares. A partir daí ele me enviava mensagens de "bom dia" e "boa noite" todos os dias. E ficava me chamando de "pekena", o que fazia sentido, já que ele era super alto. Nossaaaaa! Eu adorava ler as coisas que ele me enviava. Eu já tinha até perdido a conta de quantas vezes eu tinha me masturbado pensando nele me comendo.


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana


Em um domingo, quase um mês depois de ter conhecido o Marcos, meu celular tocou, por volta das 11:00hs da manhã. Atendi e era ele. Nos cumprimentamos carinhosamente, como sempre.
- Pekena, estou preparando um almoço especial... e pensei em você... o que você acha de vir aqui comer comigo?



- Hummmmmm... não sei... preciso ver... a família está toda reunida aqui hoje, Marcos!... me dá uns dez minutos que vou ver e te retorno! - respondi. Na verdade eu estava louca pra ir, mas só queria criar um pouco de suspense. Um tempinho depois eu mandei mensagem confirmando. No fundo eu sabia que ia rolar algo mais que o almoço, por isso tomei um banho bem caprichado, me depilei, passei loção corporal e vesti um shorts e uma blusinha bem sexy, com as alcinhas do sutiã aparecendo.

- Mãe, pai, vou na casa da Dany e da lá a gente vai dar uma volta, tá? - avisei meus pais e eles concordaram. Em seguida peguei o elevador e subi para o andar do Marcos, que ficava dois andares acima do meu. Bati na porta e ele logo abriu.
- Nossaaaaaaa!! Mas que moça mais linda na minha porta!... é uma pena que hoje não vou comprar nada! - ele brincou.


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana


Percebi que os olhos dele percorreram o meu corpo de cima abaixo, como se estivesse hipnotizado.
- Já que não vai comprar nada... vou embora! - falei sorrindo.
- Só vai embora depois que provar a comida que fiz pra você, pekena!... a propósito, você está linda, Gizele!... entra, por favor!

- Obrigada! - respondi rindo e entrei. Me sentei no sofá da sala e percebi que a TV exibia uns vídeos de música. E, não sei se foi coincidência, estava passando justamente o tipo de música que mais gosto, que são os rocks clássicos. Fiquei super feliz com aquele detalhe.
- Quer beber alguma coisa? - ele me perguntou.

- Sim... tem cerveja?
- Claro... vou pegar! - o Marcos respondeu e foi até a cozinha. Não demorou e ele voltou com duas cervejas pequenas. Então ele me entregou uma e se sentou ao meu lado. Começamos a conversar e rir bastante. A verdade é que eu estava me sentindo muito bem alí com ele. O Marcos era um homem muito divertido para a sua idade. Ele me fazia rir tanto que eu quase fazia xixi na calcinha.

Percebi, no entanto, que durante o tempo todo, ele não parava de me despir com os olhos. Era como se ele me quisesse peladinha alí ao lado dele. Disfarcei o máximo que pude e continuamos a conversar e beber. Depois de umas três ou quatro cervejas, ele finalmente se atreveu a dar o primeiro passo.
- Marcosssssss... eu... eu...! - tentei falar mas não consegui, pois a boca dele já estava colada na minha.

Foi um beijo super carinhoso, completo, com língua e tudo. E eu correspondi na hora, sem qualquer hesitação. A boca dele era muito gostosa, e sua forma de beijar causaria inveja a todos os outros meninos que já tinham me beijado antes. Me senti nas nuvens e ele, ao perceber que eu estava aceitando suas investidas, começou a passar sua mão em minhas costas, e logo chegou até a minha bunda.

- Ohhhhhhhhhhh...!! - deixei escapar um gemido quando sua mão forte apertou minha bunda, me provocando uma deliciosa sensação. Senti sua mão entrar na minha blusa e subir em direção à minha nuca, massageando minhas costas. Meu deusssss!! Minha buceta ficou muito molhadinha.
- Vem cá, vem! - O Marcos se levantou e, sem medir palavras, me segurou pela mão e me levou até o seu quarto.

Entramos no quarto e ele já foi desabotoando sua camisa.
- Uauuuuuuu...! - exclamei quando vi o peitoral dele, todo cabeludo. Nossaaaaa!! Fiquei encantada. Ele percebeu e me deu um lindo sorriso, terminando de tirar sua camisa, sempre me olhando. Em seguida ele tirou sua calça e ficou apenas de cueca, e eu pude ver o enorme volume de seu pau. Na hora engoli em seco, imaginando se eu ia aguentar aquilo tudo.

O Marcos então se sentou ao meu lado na cama e nossas bocas se encontraram novamente, em um beijo longo e molhado, no qual eu juntava muito cuspe na minha boca e passava para a boca dele, e ele parecia estar adorando aquela provocação. Logo sua boca passou para o meu pescoço e orelhas. Hummmmmm!! Que sensação mais gostosa. Ele sabia mesmo como deixar uma menina com vontade de dar.

Até este dia eu era completamente virgem em todos os meus buraquinhos, e tinha visto como transar somente em filmes e vídeos pornôs. Um calor louco foi subindo pelo meu corpo e não resisti. Escorreguei até o meio das pernas do Marcos e Uauuuuuuuu! O volume de seu pau estava ainda maior. Puxei sua cueca para baixo e a picona saltou para fora, longa, grossa e cheia de veias. Meu deusssssss!! "Ele vai me matar com isso!", pensei.

Comecei a dar beijinhos na cabeça do pau dele, que estava muito cheiroso e limpinho. Passei a língua de cima abaixo, lambendo, passando os lábios bem delicadamente, igualzinho eu tinha visto nos vídeos pornôs. Era a primeira vez que eu estava chupando um pênis, e eu caprichar muito, para o Marcos jamais esquecer. Finalmente abri minha boca o máximo que pude e engoli um bom pedaço daquela carne dura e quente. Nessa hora ele não aguentou e me segurou firme pelos cabelos.

- Ahhhhhhhhhhhhh... pequenaaaaaa... que boquinha mais gostosaaaaaa...!! - ele gemeu e, segurando firme minha cabeça, começou a enfiar o pau bem fundo na minha garganta. Ele estava metendo na minha boca como se ela fosse uma bucetinha. E eu alí, quase sem fôlego. Mas aguentei firme por uns bons minutos. Em seguida ele me puxou para cima dele e novamente beijou minha boca. Nessa hora senti um pouquinho de nojo. Ele percebeu.

- O que foi? - ele me perguntou com um sorriso.
- Ué... eu acabei de chupar seu pau e você vem me beijar... é estranho isso!
- Não é não, pekena... eu não tenho nojo de mim... e nem de você... vem cá! - ele me puxou novamente e me deu um super beijo na boca, e dessa vez eu correspondi louca de tesão.

Enquanto nos beijávamos ele levantou meus braços e tirou minha blusinha e, em seguida, meu sutiã, tudo muito suavemente e com muito carinho.
- Ahhhhhhhhhhhhh... Marcossssss...! - gemi e mordi a boca dele todinha quando senti suas mãos amassando os meus peitos. Ele percebeu que eu tinha gostado daquelas carícias nos meus seios e veio com a boca.

Ufffff!! Me derreti todinha quando ele beijou os biquinhos dos meus seios, um de cada vez, e depois começou a passar a ponta da língua neles, dando leves chupadinhas e depois chupadas fortes, parecendo um bebezão faminto. Que loucuraaaaaa!!! Minha buceta babava tanto que melava todo o fundo da minha calcinha. Eu acho que eu já tinha gozado umas duas vezes e não tinha percebido.

Mas meu castigo estava apenas começando. O Marcos foi descendo a boca pela minha barriga, em direção ao meu umbigo. Quando ele enfiou a língua bem dentro do meu umbigo eu soltei um grito abafado. Se o som da TV não estivesse alto, os vizinhos teriam ouvido com certeza. Ele se limitou e levantar seu olhar e sorrir para mim. Devolvi o sorriso e ele, gentilmente, abriu o botão e o zíper do meu shorts e o puxou para baixo, revelando a pequena calcinha que eu estava usando.

Movimentei as pernas para que ele tirasse meu shorts e fiquei alí, deitada na cama daquele quarentão cheiroso e safado, só de calcinha, esperando ele me devorar inteira. E o Marcos não estava com o mínimo de pressa. Calmamente ele começou a beijar minha xoxota por cima da minha calcinha, passando o nariz, me cheirando, apertando e massageando o meu clitóris com seus lábios. Que agonia!!! Por que ele não enfiava aquele pau em mim de uma vez? Eu estava muito ansiosa.

E então um arrepio percorreu o meu corpo de cima abaixo. O Marcos enganchou os dedos nas laterais da minha calcinha e foi puxando ela para baixo. Ao mesmo tempo o nariz dele encostou bem no meu clitóris.
- Hummmmm... que bucetinha mais cheirosa, pekena! - ele falou e eu me derreti toda. Eu mesma terminei de tirar minha calcinha e, rapidamente, puxei o Marcos pelos cabelos e enterrei a cara dele na minha pepeca.

- Ohhhhhhhhhhhh... deusssssss... Marcosssss... chupa... chupa... lambe ela todinha... ohhhhhhhhhhh... que delíciaaaaa... hummmmm... estou... estou... g-g-g-g-gozandoooooooooooooooo...!! - falei com a voz fraca e mergulhei em um orgasmo que me deixou completamente tonta, e o Marcos ali, chupando meu grelo com muita vontade mesmo. Nem bem um orgasmo terminou e outro me atingiu em cheio. Gemi e comecei até a chorar de tanto prazer. Nunca imaginei que uma chupada na xaninha fosse algo tão maravilhoso.

Com alguns movimentos o Marcos me colocou de bruços e começou a dar beijos na minha bunda. Ele beijava, lambia e logo separou minhas nádegas fortemente, me deixando toda exposta pra ele.
- Uhhhhhhhhhhhh... que delíciaaaaaaa...!! - exclamei quando senti a língua dele no meu cuzinho. Que safadeza mais gostosa! Ele estava beijando o meu ânus. Aquilo era algo que eu não imaginaria na minha primeira transa.

Ele passava a língua no meu cú em círculos, depois bem na minha argolinha virgem, e então ficava empurrando, tentando penetrar a língua no meu buraquinho super apertado. Uaaaaaaaaauuuuuu!! Eu estava gemendo igual as mulheres que eu tinha visto tanto nos filmes e vídeos pornôs. E então senti o peso do Marcos em cima de mim. Ele se deitou em cima das minhas costas e senti seu peito peludo. Adorei essa parte.

Senti a respiração dele na minha nuca e me arrepiei todinha quando ele começou a dar mordidinhas nas minhas orelhas, esfregando seu pau super duro no meio das minhas nádegas.
- Você ainda é virgem, pekena? - ele sussurrou no meu ouvido.
- Sim... sou sim... de tudo... hoje foi a primeira vez que chupei e fui chupada...! - falei e começamos a rir.

- Isso quer dizer que sou o primeiro homem a te tocar... é isso?
- Sim, meu amor!
- E você gostou? - ele me perguntou e virei o rosto para beijar a boca dele mais uma vez.
- Sim... nunca imaginei que seria tão gostoso assim, Marcos! - respondi e ele me virou de barriga para cima novamente.

- Você está pronta, Gizele? - ele me olhou dentro dos olhos, já encaixado no meio das minhas pernas.
- Estou sim... sim... meu deusssss... sua pekena está pronta... faz bem devagar e com carinho, tá? - falei baixinho, toda dengosa. Então ele me beijou na boca para me distrair um pouco e ajeitou a cabeça do pau na minha entradinha.

- Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...!! - soltei um grito, que foi abafado pela boca dele na minha. Deus do céu! O pau dele entrou deslizando pra dentro de mim, me invadindo, me abrindo todinha, e indo parar lá no fundo, bem lá dentro. Mordi os lábios dele e senti uma lágrima descer pelo meu rosto. Eu estava super lubrificada, mas com certeza minha buceta não estava preparada para um pênis tão grosso quanto o do Marcos.

- Fica quietinha que logo você vai se acostumar, tá? - ele falou, e seus olhos pareciam estar com um pouquinho de dó de mim.
- Não está doendo... só está... hummmm... estranho... esse negócio dentro de mim! - falei com um sorriso, e ele sorriu também. Coloquei meus braços ao redor do pescoço dele e fechei minhas pernas em sua cintura. Foi o sinal que ele estava esperando.

O Marcos começou a me penetrar devagar, bem compassado, e foi aumentando. Eu já sentia o pau dele entrar e sair de dentro de mim com muita facilidade, devido à minha lubrificação.
- Ahhhhhhhh... ohhhhhhhh... Ushhhhhhh... meu deusssss... que gostoso, Marcosssss... que delícia, amor... você está gostando de comer a sua pekena, está? - eu gemia e falava no ouvido dele. E ele só gemendo e enfiando a vara em mim sem dó.

Finalmente senti como se a minha buceta fosse explodir. Minhas pernas começaram a tremer e um formigamento super delicioso percorreu todo o meu corpo. De repente: Bum!! O melhor orgasmo da minha vida aconteceu. Eu estava gozando na rola de um homem pela primeira vez. Vi estrelas. Parecia que minha alma tinha saído do meu corpo por alguns segundos. Dei uma mordida no ombro do Marcos e travei meus dentes. Foi a única forma de evitar que o prédio inteiro ouvisse os meus gritos de prazer.

Depois que gozei o Marcos tirou o pau da minha buceta e se deitou do meu lado.
- Adorei ver você gozar, pekena! - ele falou e voltou a beijar a minha boca, todo carinhoso. Nossaaaa!! Eu estava no paraíso, pois nunca imaginei que a minha primeira vez fosse ser tão maravilhosa. Falei pra ele que eu também tinha adorado e ficamos alí, deitados, por uns 15 minutos ou mais, só namorando. Logo ele veio me beijando novamente e eu percebi que ele queria mais.

- Você percebeu que ainda não gozei, né? - o Marcos falou e me mostrou seu pau completamente duro de novo.
- E o que isso quer dizer? - me fiz de sonsa.
- Que ainda quero meter na minha menina mais um pouco! - ele disse e já começou a alisar todo o meu corpo. Que delícia! Enquanto me alisava, ele foi beijando minha nuca e me colocando de bruços mais uma vez.

Me estremeci todinha quando sua língua voltou a brincar no meu cuzinho, fazendo pressão na entradinha, querendo entrar em mim através do meu buraquinho virgem e apertadinho. E, enquanto lambia e chupava meu cú, o Marcos enfiava os dedos na minha buceta. Uffffff! Que sensação mais gostosa! Logo ele me colocou de quatro na beirada da cama e ficou me olhando e acariciando minhas costas suavemente.

- Estou muito feliz por ter tirado a virgindade da sua bucetinha, pekena! - ele falou e eu fiquei vermelha de tanta vergonha. Nem falei nada, apenas virei o rosto e sorri timidamente para ele.
- Você é a putinha que eu sempre sonhei em encontrar, Gizele... vou foder esse seu cuzinho gostoso... pode?
- Não... nunca fiz sexo anal... tenho tanto medo de doer! - reclamei.

Na hora que falei para ele que eu não queria fazer anal, veio à minha mente as imagens dos filmes pornôs de sexo anal, nos quais as meninas davam o cú para homens bem dotados e gemiam como loucas. E fiquei com vontade de experimentar também, mas fiquei com receio dele pensar que eu era uma putinha ou uma quenguinha rampeira como tantas por aí.

- Pode ficar tranquila, pekena... vou fazer bem devagar e com carinho... uma princesinha como você merece um tratamento especial! - ele falou e voltou a dar beijinhos no meu bumbum. Meu deusssss!! Eu estava tão excitada que acabei cedendo, mas pedi pra ele parar caso eu pedisse. E ele concordou. Novamente ele trouxe seu pau até a minha boca e pediu para eu chupar mais um pouquinho.

- Isssoooooo... meu amor... chupa bem gostoso... aqui... isso... passa a língua na cabecinha... hummmmmm... delícia, menina... que boquinha gostosa... isso... agora lambe as bolas... ahhhhh... assimmmm... enfia toda na boca... asssimmmmmm... ohhhhhh... pekena... minha putinha gostosa...!! - ele ia falando essas coisas e eu só obedecendo. Mamei tanto que até babei no pau dele todinho.

Quando o pênis dele já estava a ponto de explodir, ele me colocou de quatro novamente, na beirada da cama, e me fez abaixar minha coluna, até meus peitos encostarem no colchão. Dessa forma eu fiquei completamente empinada e com o cú bem exposto para ele penetrar da forma que quisesse. Senti ele cuspir bem na minha entradinha e depois encostar a cabeça da pica, fazendo uma leve pressão.

No começo não estava entrando de jeito nenhum. Ele empurrava um pouco e a cabeça entrava, mas logo o meu cuzinho empurrava ele para fora. Ficamos nessa batalha uns longos minutos, até que finalmente ele deu um empurrão mais forte e metade do pau entrou, de uma só vez. Meus olhos quase saltaram para fora, de tanta dor que eu senti. Tentei jogar meu corpo para a frente e escapar, mas o Marcos me segurou bem forte pela cintura.

- Shhhhhhhhhhhhh... fica quietinha, pekena... não vai doer mais não... não vou enfiar mais... vai ficar só nisso mesmo, tá? - ele falou e encostou seu peito peludo nas minhas costas, dando beijinhos na minha nuca. Meu deussssss!! Eu nunca tinha sentido tanta dor na minha vida. Meu cuzinho tentava desesperado expulsar o Marcos de dentro de mim. E a cada contraída involuntária do meu ânus, eu sentia uma enorme ferroada nas minhas pernas.

- Marcosssssss... por favor... meu amor... ahhhhhhhhh... não estou aguentando...!! - gemi, com a voz trêmula.
- Está bem... vou tirar um pouquinho... fica quietinha, tá? - ele falou e começou a recuar o corpo um pouco. Senti o pau dele sendo puxado de dentro do meu cuzinho castigado. Ele tirou quase tudo, deixando apenas a cabeça dentro.

Em seguida senti ele cuspir no meu cú. Fechei os olhos e imaginei que ele ia ficar metendo só na portinha. Mas não foi isso que aconteceu. Aproveitando a nova lubrificação, o Marcos deu uma enfiada forte e repentina, engatando seu pau todinho, até escostar.
- Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh... meu deusssssss... aiiiiiiii... amorrrrrr... dói... dói muitoooooo...! - gemi e puxei o lençol da cama e tentei enfiá-lo todinho na minha boca.

Fiquei mordendo o lençol e torcendo para o Marcos gozar logo, pois o pau dele estava me rasgando todinha por dentro. E ele alí, parecendo um tarado, fazendo um vai-e-vem com aquela picona dentro de mim. O que eu estava sentindo era uma mistura de dor e prazer, prazer e dor. Até que o prazer começou a ser maior que a dor. Virei os meus olhos e gemi. Que sensação deliciosa perceber que eu estava totalmente dominada por aquele quarentão safado. Ele estava comendo meu cú, do jeitinho que eu sempre tinha imaginado.

Meu ânus ficou muito dilatado, e por isso a varona do Marcos entrava e saía facilmente de dentro de mim. Ufffff!! Parecia que ele ia me vazar de um lado para o outro.
- Você é uma putinha gostosa demais, pekena! - ele gemia no meu ouvido. - Vou te ensinar a ser a putinha mais safada aqui do bairro! - ele falava essas coisas e eu só escutava e gemia como louca, com o meu cuzinho espetado no pênis dele.

De repente ele parou de meter e foi tirando o pau do meu cú lentamente. Ahhhhhhhhh!! Senti um alívio ao poder contrair o meu ânus novamente sem nada atrapalhando. Nessa hora o Marcos segurou firme minhas nádegas e as abriu bem. Com certeza ele estava olhando o meu cuzinho todo aberto e vermelho, igual os caras gostam de fazer nos vídeos pornôs. Eu sentia meu rabo quente e dolorido.

- Ohhhhhhhhhh... meu deussssss...!! - levei um susto quando ele enfiou o pau de novo, de uma só vez, me deixando totalmente preenchida de novo. Meus olhos quase saltaram para fora. O pênis dele saía suave e depois voltava a entrar violentamente, uma e outra vez. Aquilo dóia, mas o prazer que eu estava sentindo era muito maior. O Marcos começou a meter cada vez mais rápido, me apertando em seus braços e falando besteiras no meu ouvido.

Eu estava no paraíso, e a única coisa que fiz foi enfiar um pedaço de lençol na boca e morder com todas as minhas forças, para não gritar igual uma louca. E aquele cavalheiro charmoso me arrombando todinha, esfolando o meu cuzinho já bastante castigado.

- Que delícia de cú mais gostoso, pekena... você é a putinha mais gostosa de todas, sabia? - o Marcos falou e eu só balancei a cabeça, com lágrimas saindo dos meus olhos, lágrimas de prazer, por estar sendo dominada daquele jeito. Ele estava metendo em mim como se eu fosse uma dessas meninas de filme pornô. E eu estava adorando me sentir como uma verdadeira putinha depravada.

- Ahhhhhhhhhhhh... vou gozar, Gizele... vou gozar, minha pekena... minha deliciazinha...!! - ele falou, depois de uns 20 minutos fodendo meu cú. Eu estava tão excitada que já não me importava mais nada. Eu já era um puta mesmo. O que mais poderia acontecer?
- Na minha boca... por favor... goza na minha boca, amor!! - falei e desci da cama, ficando ajoelhada entre suas pernas.

- Claro que sim, minha preciosa... minha princesinha linda...! - o Marcos falou e ficou punhetando sua varona na altura do meu rosto. Aproximei minha boca e fiquei chupando o saco dele, lambendo, para apressar sua ajaculação. E então a porra veio, em jatos enormes.
- Ahhhhhhh... abra a boquinha... abre... putinha safadaaaaaa... toma leitinho quente na sua boca...!! - ele gemeu e começou a gozar.

Abri a minha boca e ele despejou toda a sua porra. Deus do céu! Foi uma gozada maravilhosa. Enquanto o Marcos virava os olhos e seu pau não parava de encher minha boca de esperma, eu quase me afogava, sem fôlego.
- Engole, pekena... engole tudo pra eu ver! - ele pediu e eu obedeci. Engoli tudo mesmo. Hummmmmm! Que esperma mais gostoso do meu homem. Em seguida chupei o pau dele com a minha boquinha, e deixei bem limpinho mesmo.

Quando parei de mamar o Marcos me segurou pela mão e me levantou.
- A partir de hoje você vai ser a minha putinha, tá, pekena?... vou comer essa sua bucetinha e seu cuzinho sempre que eu quiser... você concorda? - ele falou e me abraçou por trás. - Quero que você seja a minha puta pessoal... só minha!

- Claro... depois de tudo que você fez comigo, Marcos... é o mínimo que posso ser, não é? - falei e dei um sorriso. Em seguida fomos de mãos dadas para o chuveiro, onde ficamos nos agarrando durante vários minutos, até o pau dele ficar duro novamente e eu ser enrabada de novo, dessa vez em pé, com minhas mãos apoiadas na parede do banheiro. Ele me fodeu por vários minutos, e consegui até gozar com aquela picona engatada todinha no meu cú.

Saímos do banheiro e fomos finalmente almoçar, eu só de calcinha e o Marcos só de cueca e camiseta. Foi tão lindo nós dois juntinhos. Fiquei com ele até os meus cabelos secarem e então desci para o meu apartamento. Assim que entrei em casa o meu pai me perguntou como tinha sido o meu encontro com as minhas amigas. Ele sempre foi muito desconfiado. Respondi que tinha sido bom e corri para o meu quarto. Por sorte não foi minha mãe. Ela saberia na hora que a filhinha dela estava dando.

Já no meu quarto eu tirei meu shorts e minha calcinha e olhei minha bucetinha no espelho. Meu deussssss! Ela estava toda inchada e sensível. Passei meus dedos no meu cú e percebi que ele estava enorme, bastante dilatado, e doía muito, mas eu estava me sentindo super bem. Vesti apenas uma sainha e me deitei na minha cama, me sentindo a menina mais feliz do mundo. Eu tinha acabado de perder a virgindade da buceta e do cú, tudo ao mesmo tempo, com o mesmo homem.

Depois desse dia eu fiquei viciada em sexo anal. Eu e o Marcos nos encontrávamos duas vezes na semana: um dia durante a semana e aos domingos. Eu já andava com as pernas abertas, de tanto levar vara. Minha mãe logo percebeu e eu contei a ela que não era mais virgem e tal. Ela me deu uns sermões mas logo aceitou, pois eu já tinha 18 anos mesmo. A verdade é que fui a putinha do Marcos durante uns 4 anos ou mais, até que ele teve que se mudar para outro estado.

De vez em quando nos falamos, mas, por causa da distância, sei que nunca mais nos veremos. Depois dele já tive uns cinco ou seis namorados e amantes, mas nenhum deles me fez sentir tão mulher, tão puta quando aquele quarentão charmoso fez. Ohhhhhh! Que saudade do pauzão do Marcos no meu cuzinho guloso.

Quem gostou do meu relato deixe comentários. Quero gozar bem gostoso lendo as safadezas que vocês escreverem para mim. Beijos a todos!

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste conto


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários

Nome: Coroa
E-Mail: Maduro.homemcarinhoso@gmail.com
Data: 29/05/2018
Gisele
Adorei seu relato
Sou um coroa
Moro em Brasília
Deixe seu zap no meu email
Adoraria te conhecer
Bjs

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Negrão sp
E-Mail: Jeferson.inacio2012@gmail.com
Data: 30/05/2018
Bom dia adorei seu conto gostaria de fazer contato com mulheres que gostam de boa conversa adoro falar coisas gostosa 019.971.41.45.55

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Jbnatal
E-Mail: jmbsantosster@gmail.com
Data: 01/06/2018
Adorei o seu conto pekena, fiquei muito excitado e gozei gostoso, gostaria de gozar com você bb! bjs na sua bucetinha gostosa;

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Dotado Safado
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 03/06/2018
Ótimo conto... Adoro mulher safada que gosta de ser bem fodida, mesmo que as vezes não tenha coragem pra falar mais morre de desejo,depois de algumas exp. passei a gostar demais de ficar cobiçando uma mulher safada, ou vela se exibindo, até mesmo ajuda-la a perder a timidez e mostrar todo desejo e vontade reprimida. quem sabe ajudando a conhecer esses desejos..e vontade.. whats (dezesete) nove,nove, sete, meia, -doze, sete, quatro

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Klaus
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 05/06/2018
Delicioso relato.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Picanegragrossa
E-Mail: eder7l92@gmail.com
Data: 17/06/2018
0.3.1.9.9.9.5.3.2.4.0.6 zap
Procuro mulheres safadas e cassis heteros
Fakes. Serão bloquiados..

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

Vídeos Recomendados do site videosdesexonovinhas.com.br

Comendo a namorada
Sem minha namorada perceber eu coloquei uma câmera escondida e filmei ela gemendo bem gostoso na minha rola até gozar
Novinha deliciosa dançando
Gatinha linda começa dançando de shortinho e depois tira a blusa e a calcinha, ficando completamente peladinha
Loirinha delícia desfilando na praia
Vejam que bundinha mais gostosa, balançando de um lado para o outro. Na hora já imaginei a bucetinha dela no meu pau
Fodendo a safadinha no banheiro da festa
Novinha putinha queria mesmo uma pica bem grossa na xoxotinha. Depois de beijar o cara eles foram para o banheiro meter
Novinha filmada usando o toilet
Garota vai ao banheiro e não sabe que está sendo filmada
O melhor boquete da minha vida
Novinha safada chupa meu pau bem devagar e pede pra eu gozar em sua boquinha linda

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

Sozinho com minha cunhada e com minha sobrinha [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Kaique disse:
Cara comeu a cunhada?!
Me enviei
Me chamem no email sou de goiania!!!

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Meu primeiro ménage à trois [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Casal amigo disse:
Estamos procurando um casal para nós iniciar no menage somos maduros faixa dos 40 mais somos casal bonito e saudável ela loira e eu um belo homem aguardo algum comentário e a sim começar uma conversa

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Estou dando para um velho babão e meu marido não sabe - Parte 2 [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Fogoso safado disse:
Hum delicia vc gata sou umcoroa safadofaminto domunadorvc e outras gatas que curtam sexo e prarzer posso viajar zap dd trinta e dois nove meia dois desssete mechamam amo chupar ma buceta um cuzinho

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Como virei mulherzinha debaixo do meu cachorro [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Roger disse:
Sou separado, 45 anos de idade, posso viajar e quero algo sério com mulher entre 25 e 40 anos. Faz um tempo que busco. Ajuda financeira. Contato pelo e-mail: gatodapipa2011@hotmail.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Foi por acidente... pelo menos na primeira vez [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Roger disse:
Sou separado, 45 anos de idade, posso viajar e quero algo sério com mulher entre 25 e 40 anos. Faz um tempo que busco. Ajuda financeira. Contato pelo e-mail: gatodapipa2011@hotmail.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Bebi demais e dei para um cachorro pela primeira vez [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Roger disse:
Sou separado, 45 anos de idade, posso viajar e quero algo sério com mulher entre 25 e 40 anos. Faz um tempo que busco. Ajuda financeira. Contato pelo e-mail: gatodapipa2011@hotmail.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Acordei com a língua do meu cãozinho Fuffy na minha buceta [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Roger disse:
Sou separado, 45 anos de idade, posso viajar e quero algo sério com mulher entre 25 e 40 anos. Faz um tempo que busco. Ajuda financeira. Contato pelo e-mail: gatodapipa2011@hotmail.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Minha primeira vez com um cachorro [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Roger disse:
Sou separado, 45 anos de idade, posso viajar e quero algo sério com mulher entre 25 e 40 anos. Faz um tempo que busco. Ajuda financeira. Contato pelo e-mail: gatodapipa2011@hotmail.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

De tanta curiosidade pelo sexo anal, entreguei meu cuzinho [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Fabio disse:
É um dos melhores contos que já li.
Gostaria de ter certeza que foi real.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Me apaixonei por um homem mais velho na faculdade [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
homemgostoso disse:
Relato delicioso.Realmente trata-se de uma bela mulher, fico imaginando o tesão que carrega em seu corpo.Procuro mulher fogosa ou casal liberal cujo marido queira ver sua amada transando comigo. são paulo capital e interior de sp, campinas e viajantes.
Tenho local mas posso ir até vc
Não quero prostituição, baixarias e sexo virtual.
Contato inicial pelo e mail
homemgostoso@bol.com.br

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Seduzindo o meu cunhado [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
homemgostoso disse:
Hummmm....estou de pinto duro e imagino quantas mulheres estejam com a calcinha molhadinha
Realmente trata-se de uma bela mulher, fico imaginando o tesão que carrega em seu corpo.Procuro mulher fogosa ou casal liberal cujo marido queira ver sua amada transando comigo. são paulo capital e interior de sp, campinas e viajantes.
Tenho local mas posso ir até vc
Não quero prostituição, baixarias e sexo virtual.
Contato inicial pelo e mail
homemgostoso@bol.com.br

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Aliviando os funcionários - Parte 3 [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
homemgostoso disse:
Realmente trata-se de uma bela mulher, fico imaginando o tesão que carrega em seu corpo.Procuro mulher fogosa ou casal liberal cujo marido queira ver sua amada transando comigo. são paulo capital e interior de sp, campinas e viajantes.
Tenho local mas posso ir até vc
Não quero prostituição, baixarias e sexo virtual.
Contato inicial pelo e mail
homemgostoso@bol.com.br

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Aliviando os funcionários - Parte 3 [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
homemgostoso disse:
Realmente trata-se de uma bela mulher, fico imaginando o tesão que carrega em seu corpo.Procuro mulher fogosa ou casal liberal cujo marido queira ver sua amada transando comigo. são paulo capital e interior de sp, campinas e viajantes.
Tenho local mas posso ir até vc
Não quero prostituição, baixarias e sexo virtual.
Contato inicial pelo e mail
homemgostoso@bol.com.br

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Estou dando para um velho babão e meu marido não sabe - Parte 2 [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Homemmaduro disse:
Continua flavia vc e um tezao sua puta safada faz uma garganta profunda e faz o seu joao gozar td dentro, vc e uma vagabunda tem que amarrar vc na cama e vc apanhar muito entra em contato comigo e fazer vc gozar que nem uma cadela.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Estou dando para um velho babão e meu marido não sabe - Parte 2 [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Homemmaduro disse:
Continua flavia vc e um tezao sua puta safada faz uma garganta profunda e faz o seu joao gozar td dentro, vc e uma vagabunda tem que amarrar vc na cama e vc apanhar muito entra em contato comigo e fazer vc gozar que nem uma cadela.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Estou dando para um velho babão e meu marido não sabe - Parte 2 [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Homemmaduro disse:
Continua flavia vc e um tezao sua puta safada faz uma garganta profunda e faz o seu joao gozar td dentro, vc e uma vagabunda tem que amarrar vc na cama e vc apanhar muito entra em contato comigo e fazer vc gozar que nem uma cadela.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Estou dando para um velho babão e meu marido não sabe - Parte 1 [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Homemmaduro disse:
Que delicia de conto flavia,, queria te pegar bem gostoso sua vadia gostosa safada me fez gozar bem gostoso, novinha que queira entra em contato comigo para nos convesar, parasemprevc68@gmail.com, quero pegar uma bem safada.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Sofri na rola do Carlinhos [Conto erótico gay] [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Vovozinho disse:
Sou hetero 1:68 54 anos de idade, sou virgem do cuzinho adoro ver fotos de pinto pequeno, tenho atração por garotos novinhos meu pinto mede 12cm, se alguém do pinto pequeno tiver interessado deixe seu comentário.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia