Fui a tia que ele sonhou - Parte III


Enviado por Doce Mulher em 09/08/2015
Encontre garotas de programa e acompanhantes na sua cidade

Categoria: Incesto | Visitas: 50655
Avaliação: [Votar]
16 Comentários [Comentar]

Passaram-se dois dias, até que ele chegou em minha casa, pouco depois do meio dia, dizendo que estava a mando da Joyce, buscando uns documentos.

Vi, na hora, que tratava-se de pretexto para me procurar. Eu disse-lhe que ele teria de esperar um pouco, pois os documentos não estavam à mão, e eu teria que procurar.

- Tudo bem, tia. Não tem pressa, só que eu queria levar hoje pra não ter que voltar amanhã. Posso esperar?

- Não tem problema, André... só vou demorar um pouquinho pois não tenho certeza de onde guardei.




Meu marido, que estava me esperando para me levar de carona até o centro da cidade, onde tenho escritório, intercedeu na conversa dizendo que ele não poderia me esperar, pois estava com horário marcado para atender um cliente.

- Não tem importância, amor... se o André levar esse material para a Joyce eu nem precisarei ir ao escritório hoje.

Acompanhei meu marido e minha filha até o carro e após um carinhoso beijo de despedida vi-o se afastar até dobrar a esquina da rua. Quando o carro sumiu, uma enorme ansiedade tomou conta de mim. Sensações que eu não conseguia identificar.

Ao entrar novamente em casa, meu sobrinho estava parado no meio da sala. Virei-me, tranquei a porta e num gesto de surpreendente espontaneidade caminhamos apressadamente um na direção do outro.

Nos beijamos, pronunciamos alguns murmúrios ininteligíveis e nossas mãos passaram a procurar os objetos de prazer que um carregava para o outro. Enquanto minhas mãos, já por dentro da bermuda, acariciavam desordenadamente o mastro que já se avolumara, suas mãos se dividiam entre minhas nádegas, coxas e seios.

- Tia... Tia...
- André, meu filho... aqui não...
- Aqui sim, tia Magda... aqui... agora...

Ele me soltou, e foi se afastando, tirou a camiseta e a bermuda, até se recostar em uma poltrona estofada, onde iniciou o movimento típico da masturbação. Por alguns instantes ele próprio acariciava o pau, volumoso como sempre, enquanto me olhava cheio de erotismo e desejo.

Num gesto de mulher vulgar, passei a me tocar também. Com uma mão percorri minhas coxas, até alcançar minha xoxota, com a outra, também por baixo do vestido, acariciei-me os seios, até que livrando uma alça deixei completamente à mostra. Procurando ser sensual eu apertava o biquinho entre meus dedos e soltando risadinhas histéricas e passando a língua entre meus lábios.

Ficamos assim, nos olhando, por alguns minutos. Coincidentemente procurei completar o clima de orgia que se armava e cantarolei:
- ... na casa da titia... de noite e de dia, na casa da titia...
- Tira tua roupa, tia... tira devagarinho...

Enquanto ele se aproximava, passei a tirar lentamente o vestido, depois o sutiã, depois a calcinha, até que ficamos frente a frente, completamente nus, em plena sala da minha casa. Envolvida pelo clima de libidinagem repeti novamente:

- ... na casa da titia... de noite e de dia, na casa da titia, depois que o titio saiu...

Ajoelhei-me a sua frente e fiquei com aquele mastro rijo e avermelhado e quente a centímetros de meu rosto. Abocanhei delicadamente. Ele, também delicadamente segurava minha cabeça forçando um leve movimento de vai-e-vem. Com a outra mão ele acariciava meus cabelos, meu rosto, e vez por outra segurava seu pênis, fazendo com que eu o soltasse da minha boca e batia com ele nos meus lábios, na face. Riamos baixinho, um riso malicioso, cheio de veneno e sedução.

Passaram-se uns minutos, não sei quanto ao certo. Lembrei do que já havia ocorrido e falei:

- André, faz na tia aquele carinho do outro dia, lá no escritório...
- Aquele carinho que tu diz é chupar tua buceta, tia? Lamber teu cuzinho...

Sorri, meio sem graça e me deitei no chão da sala, sobre o tapete. Ele repetiu tim-tim por tim-tim tudo o que havia me feito delirar de prazer, sobre a escrivaninha do meu escritório. A sua língua em minhas pernas, coxas, em meu clitóris... em meu ânus. Um prazer arrebatador. Novamente uma viajem alucinante de prazer e volúpia.

O telefone tocou. Sem sair do lugar, estendi o braço e consegui pegar... atendi, era meu marido, perguntando se eu não iria ao centro e se estava tudo bem.

- Quem era, tia?
- O Sérgio... querendo saber se estava tudo bem. Se ele soubesse, André... como está... tudo bem...
- Vamos pra tua cama, tia... lá vai ficar melhor.

- Na minha cama não, André. Pelo menos isso vamos respeitar.
- Tá bem... nada como ser uma boa esposa...

E então ele colocou-se por cima de mim, buscando iniciar a penetração.
- ... mas agora manda a esposa descansar e põe a putinha no lugar dela...

Era impressionante como eu estava envolvida pelo clima de sexo e prazer, Pois quando senti que a penetração se iniciava, envolvi minhas pernas no corpo dele, e puxando-o contra mim forcei uma entrada mais rápida da pica dele em mim.

Iniciamos um jogo delirante de movimentos, de caricias, de palavras e frases obscenas, palavrões, insultos, que foram aumentando, aumentando, até que chegamos ao clímax dessa libertinagem.

- hhhaaannn, tia Magda... mexe, tia... mexe... puta sem vergonha... aiii, tia... tiazinha... é do caralho trepar contigo... puta gostosa...

- Tu gostas, não é, seu sem vergonha?... então faz, André... faz gostoso... fode a tua titia puta... a tua coroa gostosa... fode, meu gurizinho mimoso... tu é o sobrinho mais amado do mundo... fode bem essa tua vagabunda...

- Vagabunda... tu é muito puta, tia... puta e sem vergonha... teu marido na rua trabalhando e tu aqui... na maior putaria... tu não tem vergonha... não tem vergonha?? puta... vadia...

Por um segundo, pensei que ele estava dizendo a mais pura verdade. Eu havia perdido completamente a vergonha. Meu marido na rua, no trabalho, e eu ali - usando as palavras dele - na maior putaria, abrindo meu lar para a luxuria e a libidinagem.

Olhei em volta e vi a sala de minha casa, lugar onde por tantos anos convivi com meu esposo, minha filha, meus familiares, sendo agora palco de uma cena de sexo sem qualquer pudor.

Aquela situação de humilhação me excitava mais ainda. Completamente corrompida, meu corpo e meu pensamento queriam submeter-se a mais volúpia, mais devassidão, mais sacanagem. Um pensamento passou em minha cabeça e, consciente da loucura total, não hesitei: provoquei uma pausa no movimento copular que fazíamos e falei:

- André, recorda na nossa primeira vez, dentro do carro, quando eu disse que não tinha mais os seios bonitos como os das meninas, nem a pele sedosa como a delas???

- Sim, tia... lembro... porque?

- Porque eu lembrei de uma coisa que ainda é virgem em mim... nunca ninguém brincou de sexo ali... se tu quiseres vai ser o primeiro...

Ele se fez de desentendido. Sorriu, perguntou o que era. Apesar de todo meu grau de excitação não me senti à vontade para falar. Sai fora da penetração em que nos encontrávamos, levantei e caminhei até o banheiro. Voltei trazendo um tubo de creme hidratante, deitei-me no mesmo lugar, próximo a ele, porém de bruços e virei levemente o rosto para perguntar:

- Entendeste, meu amorzinho?

- Não, tia Magda... não entendi... - ele falou, mas me dei conta que ele estava apenas querendo erotizar ainda mais, pois com a mão, passou a acariciar minhas nádegas, até encontrar o anel de meu ânus, onde passou a roçar levemente o dedo...

- ... é isso, tia... é teu cuzinho que tu guardou virgem pra mim? É o teu rabinho que nunca ninguém comeu e agora eu vou foder pela primeira vez...??? ... responde tia... ... é o seu cu, tiazinha??? ... responde, cadela... é no rabo que tu quer levar pica???

E nesse nível de conversa, mesclando palavrões com elogios as minhas coxas, ao meu bumbum, ele passou a lubrificar o pênis com o creme que eu havia trazido. Em seguida ele derramou um pouco em meu rego e com o pênis mesmo, em lentas pinceladas, lubrificou meu botão anal. Na iminência do acontecimento, falei:

- Devagar, André... a tia nunca fez... tenho medo que doa...

Então, vagarosamente, ele foi introduzindo o pau em meu ânus, último reduto inexplorado de meu corpo de senhora. Mesmo com a lubrificação abundante a penetração me provocava uma sensação de ardência e um pequeno dolorido no orifício invadido.

Ao contrário do coito vaginal, que ele sempre fazia com determinação, agora ele introduzia lentamente, sem o vai-e-vem característico. Suas palavras mesclavam cuidado e incentivo. Cuidado, para que eu não me sentisse demasiadamente pervertida e incentivo erótico, para que eu me permitisse viver o momento com envolvimento e prazer.

- ... ai, tia... que gostoso... bem quentinho... bem apertadinho... posso meter mais, tia?
- mete... devagarinho, amor...

- que tu tá sentindo, tia? é gostoso? é bom?
- é bom, amorzinho... mas vai devagar... devagar... assim...

Então ele demonstrou todo seu grau de excitação:

- ... puta que pariu, tia Magda... que coisa do caralho... que tesão... que tesão que dá comer teu rabo... puuutaaa... tu é foda, mulher... tu é muito foda, tia...

- ai, amorziiinho... foi tu que me deixou assim, André... tu que me leva a aceitar essas coisas. É tu que me enlouquece com isso, André...

Esse pequeno dialogo demonstrou que estávamos entregues àquela luxuria e que eu estava aceitando, gostando, querendo aquele prazer até então desconhecido.

Os movimentos se intensificaram e senti que seu pênis estava totalmente introduzido em meu ânus. A ardência e o dolorido que referi antes se tornaram um pouco maiores, mas longe de ser um desconforto passaram e ser uma sensação de prazer. Eu sentia sua volumosa massa peniana abrindo caminhos entre minhas nádegas, rasgando minhas entranhas, perfurando meu ânus.

De repente paramos de falar e apenas sussurros e murmúrios se misturavam no ar com o som dos nossos corpos em choque. A batida de seus coxas nas minhas, seu púbis com minhas nádegas, formaram um concerto erótico enlouquecedor. Não consigo descrever a cena, à medida que aumentava o movimento aumentavam os gemidos e os ruídos do choque de nossos corpos.

Em um determinado momento, ele colocou uma das mãos em minha nuca, forçando com que eu encostasse o rosto no chão. Em função disso, meu bumbum ficou ainda mais empinado e meu ânus ofereceu uma abertura maior permitindo, assim, que com uma estocada firme ele atingisse a penetração total.

A flexão intensa provocou sons como se eu estivesse soltando gases, ensejando nele um comentário entre erótico e depravado:
- Peida, putona, peida...

Envolvida pelo clima eu olhei para trás com um sorriso de cumplicidade:
- ... ai, André, que vergonha...

- Vergonha é roubar e não poder carregar, tia... e tu tá carregando meu pau inteirinho no cu... que delícia!!!!

Meu orifício anal completamente dilatado permitia que ele tirasse a pica de dentro e colocasse novamente sem qualquer resistência.

- Aqui "tá tudo dominado", tia... teu cu se alargou... tá um cuzão pronto pra receber meu pau.

E, então, introduzindo até minhas entranhas se sentirem tocadas, entre uma e outra estocada, ele teve um orgasmo como eu jamais havia visto, em intensidade e quantidade. Por longo tempo senti o latejar de seu pênis dentro de meu ânus. Isso, aliado aos movimentos e às palavras de baixo calão que ele pronunciava tornavam claro que ele estava em alto grau de excitação e gozando intensamente.

- ... hhhuuummmm... tia... to gozando... hhunnn... mexe... mexe, tia Magda... mexe, puta sem vergonha... rebola teu cu, tiazinha... remexe esse cu, cadela, puta... puta... puta... muito puta... aaiii... tia... vô encher teu cu de porra... toma leite no cu, tia... ooooiiiiiioooooiii... iiiiooooooiiiiiiii...

E então ele desmoronou por cima de mim. Sua respiração ofegante em minhas costas era a prova de que ele havia ido às altura. O esperma escorrendo em minhas coxas era abundante, e quando ele tirou seu pau de mim, uma enorme torrente escapou de dentro e rolando por minhas pernas, inevitavelmente acabou caindo no tapete. Por muitos dias seria a lembrança daquela tarde.

Caminhei até o banheira, me secando com o próprio vestido. A visão dele, deitado no chão, o pênis já flácido, mostrava a figura de um guerreiro vencido. Um guerreiro do sexo, vencido pelo prazer.

Olhei o relógio, já era quase quatro foras da tarde. Havia duas horas que estávamos ali. Eu não havia atingido o orgasmo, mas temi em ficar mais tempo em situação tão arriscada. Expliquei meu receio e pedi que fosse. Ele se vestiu e nos despedimos.

No banho, fantasiei com sua lembrança e minhas mãos cumpriram a tarefa que seria dele. A frase que ele pediu que eu pronunciasse para sonorizar suas sessões de masturbação pensando em mim, naquela tarde veio em meu benefício.

Ensaboei delicadamente minha vagina e introduzi meu dedo médio...

- ... me fode, André... me fode, cachorrinho da tia...

Continua...

Você faria sexo com mulheres feias discretamente? Temos várias cadastradas no nosso site

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários

Nome: fernando
E-Mail: fernandop30poa@gmail.com
Data: 27/12/2015
Boa Tarde, Tia Magda


Aqui seu sobrinho de de POA que esta morando em SP, adoraria realizar minhas fantasias com Tia Magda quando estiver em POA..

Ps. Adorei seus contos, adoraria tela pessoalmente quando estiver em POA..

Bjos seu sobrinho


Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: João Nicolau
E-Mail: joniroga@ig.com.br
Data: 31/12/2015
Q delícia, essa "titia" se tornou uma puta deliciosa!!! tesuda e depravada!!! como é gostoso foder uma tia assim...

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: junior
E-Mail: juniorpgcarlos@gmail.com
Data: 03/02/2016
adorei este conto.estou com.o pau duro.como.uma rocha ,,,a vcs ,mulheres .casadas,,solteiras eas novinhas fique avontade em.chama no.whats ,.,para conversas cheia de tesao ,.bjs [somente e-mail permitido agora]........bjs em.todas vcs

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: Gozador
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 08/03/2016
Estou a procura de mulheres casadas ou solteiras para sexo bem gostoso que residam em São Paulo (capital).
Posso receber na minha casa em horário combinado.
Whatsapp: [somente e-mail permitido agora]

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: marcos
E-Mail: marcos.anhanguera@gmail.com
Data: 08/03/2016
Quero feder um cu bem gostoso ....mulheres casadas ou solteiras....adoro mulheres gordinhas peço sigilo....sou discreto...sou de SP [somente e-mail permitido agora] adoro fantasias...elevadores...escadas ....

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: Anônimo(a)
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 12/03/2016
Procuro mulher solteira que more em São Paulo (capital) magra, entre 18 e 35 anos para sexo e quem sabe um relacionamento sério. Só responderei a mulheres de SP por favor não insistam.
Meu WhatsApp: [somente e-mail permitido agora]

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: marcola
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 01/06/2016
Muito loko....tô aí pra quem quizer troca idéia [somente e-mail permitido agora]

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: Ana
E-Mail: anacarinhosa30@Gmail. com
Data: 15/01/2017
Eu quero um papo com sigilo com mãe e tias.com sigilo sou mae liberal adoro incesto.isso já parte da minha vida há anos desde pequena só com mães incestuosa e tias o meu tampinha-tem 12cm e bem grossinho já deixa uma bct tampada-anacarinhosa30@Gmail

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: Paulo
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 15/08/2017
Eu e minha esposa, eu 27 ela 37, buscamos alguem para ser nossa filha, para morar juntos mesmo, idade entre 18 a 26, ambiente familiar.
Chama no whats. 015.99691.8035

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Nome: isabela
E-Mail: brandaoisabela5@gmail.com
Data: 12/12/2017
Adorei o conto, e gostaria muito de trocar e-mail com a autora, se possivel.


Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

O melhor boquete da minha vida
Novinha safada chupa meu pau bem devagar e pede pra eu gozar em sua boquinha linda
Namorada dormindo
Enquanto minha namorada dormia eu filmei a bunda dela para mostrar aos meus amigos. Vocês concordam que ela é gostosinha?
Novinha mostrou o cuzinho
Gatinha com sede de pica tira o short e a calcinha e faz um vídeo mostrando a bucetinha e o cuzinho todo depilado

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

Uma menina muito experiente em sexo anal [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Eliana disse:
Uhh nossa amo da a buceta ,mas confesso que na hora se souber me convencer e saber fazer come meu cuzinho também ,delícia tesão na buceta ,pena que falta piroca estão todas escondidas por aí ,some todas ,eu Carente de uma bem.grande e grossa

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Meu lindo cunhado gozou na minha calcinha [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Eliana disse:
Tesão na buceta ,se tiver uma piroca bem safada que consiga apagar meu fogo me chama no zap ,e se for esperto vai ser sigilo ,quem come quieto come sempre heim

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Traí meu namorado com um desconhecido do hotel [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Eliana disse:
Nossa que tesao na buceta ,o proibido e tão gostoso ,como queria nesee momento um pau bem gostoso na minha buceta ,que tesão estou vontade de mamar e dar muito essa buceta que fogo não apaga nunca

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Helena e o primeiro anal [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Eliana disse:
Sou comprometida ,mas nada e ninguém apaga o fogo da minha buceta ,fazer o que se o proibido é mais gostoso por isso gosto tanto de variar pirocas gostosas ,delícia demais que tesão não buceta aqui

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Transei com a mulher do meu amigo porteiro [Fotos de Novinhas] [Vídeos de Novinhas]
Moreninha disse:
O perigo é sempre mais gostoso, né? Fiquei excitada lembrando Das vezes que transava não escada do meu prédio. Que delicia! No começo foi, mas não existe coisa melhor do que um cu bem comid

Você quer foder mulheres feias na sua cidade? Mas tem que ser discreto, pois a maioria é casada. Temos várias cadastradas em nosso site. Basta clicar e enviar mensagens a elas.

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia