Estórias de Sexo - Contos Eróticos e Experiências Sexuais


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana

Quer dar sua buceta para homens safados e pauzudos aí na sua cidade? Faça sexo sem compromisso com milhares de homens cadastrados. Quer trair seu esposo ou namorado? Basta acessar nosso site.

No bosque à noite com a minha prima - Parte 1


Enviado por Homem Tesudo em 07/10/2017
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste conto

Categoria: Incesto | Visitas: 25935
Avaliação: [Votar]
17 Comentários [Comentar]

Olá, pessoal do site Estórias de Sexo. Sou um leitor assiduo das histórias contadas pelos usuários, principalmente os relatos eróticos sobre incesto. Sempre tive vontade de contar a minha história também, mas nunca encontrei coragem. Hoje, finalmente, acho que chegou a hora e espero que vocês gostem.

Sempre que chegavam as férias escolares eu viajava para visitar alguns parentes no interior do estado. Os povoados e lugares mais afastados não contavam com o conforto da capital, mas eu curtia esse isolamento. Eu gostava muito da vegetação, do ar puro, da paz, tranquilidade e comida caseira.

Nem preciso dizer que durante as férias eu engordava muito, mais do que um ano inteiro na cidade grande. Por alguma razão, que ainda desconheço, o campo sempre me deixava muito excitado. Eu andava o tempo todo de pau duro e cheio de tesão.

O simples fato de me imaginar fodendo uma gatinha linda ao ar livre ou debaixo das imensas árvores e arbustos das cercas que rodeavam a chácara da minha avó já era o suficiente para que eu, todos os dias, me dirigisse a esses lugares para bater uma punheta e gozar como um louco.


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana

E assim os dias das minhas férias iam transcorrendo, sem muita variação. Na cidade onde eu morava a minha vida era normal, mesmo sendo uma cidade grande. Meus estudos, as festas, as meninas, tudo dentro da normalidade, sem muitas variações também.



Mas em uma das minhas férias aconteceu algo que as tornaram diferentes das outras. Eu já tinha 19 anos e novamente fui para o campo, como todos os anos. Mas desta vez ia ser diferente. Eu tinha terminado o colégio e provavelmente estas seriam as minhas últimas férias prolongadas.

Ao chegar à chácara da minha avó eu tive uma surpresa. Na mesma casa estava morando o meu tio Jorge, irmão da minha mãe, e sua família. Eu não conhecia o tio Jorge pessoalmente ainda e, para alegria dos meus olhos, ele tinha se casado com uma mulher muito linda e muito mais jovem que ele.

A Valéria, esposa do meu tio, tinha uns 33 anos e meu tio uns 48. "Que maravilha!", pensei. Finalmente eu ia ter uma mulher bonita pra ficar de olho de vez em quando, já que, além da minha avó, as únicas fêmeas que haviam na chácara eram as vacas e galinhas.

A família do meu tio era composta por ele, minha "tia" Valéria, meu primo de 12 anos e minha prima de 16. Nem dei muita importância para aos meus primos, pois a minha prima Brenda era de uma chatice sem igual. Ela vivia emburrada e ficava falando alto com a minha avó o tempo todo. Mas eu já estava alí mesmo. Então o jeito era aproveitar ao máximo minha estadia.


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana

Depois de uns três dias que eu tinha chegado, meu tio me pediu que eu acompanhasse a minha prima até uma chácara vizinha para pegar uns documentos que ele necessitava. Nem preciso dizer que o vizinho mais próximo ficava a umas 2 horas de caminhada.

Reclamei que era longe e que poderíamos ir a cavalo ou bicicleta, mas meu tio argumentou que ele e outro peão iam precisar sair para resolver outro problema. Como eu vi que não tinha saída mesmo, acabei aceitando e eu e a Brenda saímos para a nossa "caminhada" por volta das 5:00hs da tarde.



Eu estava muito chateado por ter que andar toda aquela distância, e mais ainda por estar com a minha prima, que só falava besteiras. Mas fui aguentando. Chegamos na chácara do vizinho, pegamos os documentos e começamos a caminhada de volta.

Já na ida eu ia caminhando atrás da Brenda, para que ela me guiasse pelos atalhos que a gente ia pegando, mas foi somente na volta que comecei a prestar atenção na bunda dela. À medida que subíamos pelos morros e passávamos por cercas, eu pude notar que a bundinha dela era redondinha, durinha e bem maior do que parecia.


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana

Enquanto ela caminhava na minha frente eu não conseguia mais tirar os olhos daquelas nádegas, dentro daquela calça legging coladinha ao corpo. Nas vezes que ela precisava se abaixar para passar debaixo de uma cerca ou outra coisa, sua calça descia e eu podia ver um pedacinho de sua calcinha, e isso fazia o meu sangue ferver.

De uma hora para outra comecei a prestar atenção nas coisas que ela me falava e percebi que a Brenda não era tão chata quanto parecia. Enquanto ela falava comigo eu a olhava, observando os detalhes de seu corpo. Ela media uns 1,60m de altura, loirinha com umas sardas no rosto, pele branca e uns peitinhos pequenos mas bem redondinhos e firmes.

A boca dela era bem bonita, embora ela nunca estivesse de batom ou qualquer outro tipo de maquiagem. Mas o que me chamava mesmo a atenção era aquela bundinha durinha e suas nádegas dando umas tremidinhas à medida que ela andava. Comecei a pensar umas loucuras e meu pau ficou duro igual uma barra de ferro.

Anoiteceu justamente quando íamos atravessar um bosque um pouco mais fechado, e pelo qual teríamos obrigatoriamente que passar. Ele ficava paralelo a uma cerca e, devido à escuridão da noite, parecia até um pouco assustador. Estávamos conversando animados quando a Brenda de repente segurou a minha mão.

- Matheus... estou com medo... nosssaaaaa... nunca passei aqui à noite! - ela falou e não largou mais a minha mão. Apenas concordei com ela e continuamos a caminhar de mãos dadas. Depois de uns 10 minutos o inesperado aconteceu.

- Eitaaaaaaa...!! - ela gritou ao escorregar em uma encosta. Como ela estava segurando firme na minha mão, eu perdi o equilíbrio e caí junto, ou melhor, em cima dela. Rolamos umas três vezes até pararmos e começamos a rir, e ela reclamando dos arranhões nos cotovelos. Não me machuquei muito, apenas minhas mãos doeram um pouco.

Por sugestão dela decidimos parar e descansar uns minutos, já que faltava ainda quase a metade do caminho para chegarmos em casa. Nos encostamos em um galho que pendia de uma árvore e ficamos parados, conversando. Enquanto ela falava de mil coisas eu apenas a observava, de cima abaixo. Até que não resisti.

Aproveitei a pouca luz da lua que penetrava através das árvores e, sem dar qualquer aviso e sem pensar nas consequências do que podia acontecer, segurei a Brenda pela cintura e dei um beijo bem na boca dela.

Ela não esboçou qualquer reação. Apenas fechou os olhos e se deixou levar. Lentamente ela foi abrindo os lábios para receber minha língua, que logo tocou a ponta da língua dela, molhadinha de sua saliva. Percebi que ela movimentava os lábios toda desajeitada, como se aquela fosse a primeira vez que ela estava sendo beijada na boca.

Nosso beijo durou algo em torno de uns 2 minutos. Finalmente a soltei e ela ficou me olhando, tentando entender o que tinha acontecido.
- É a primeira vez que você está beijando, não é? - perguntei a ela e acabei me arrependendo, já que aprendi que esta pergunta deixa a menina na defensiva.

- Sim... é a primeira vez mesmo! - ela respondeu, sem demonstrar estar chateada com a pergunta.
- E você gostou?
- Sim... adorei! - ela falou toda sorridente.
- Quer continuar? - perguntei e a abracei por trás.

- Eu quero... muito... Matheus... mas tenho medo... eu nunca fiz isso! - ela falou com voz tão baixa que quase não ouvi. Abracei-a mais carinhosamente.
- Não precisa ter medo, prima... vou te ensinar umas coisas e quando você quiser parar, basta falar "pára" que paramos na mesma hora!

Ela me olhou e apenas balançou a cabeça. Voltei a abraçá-la fortemente por trás, encostando minha ereção em sua bunda. Que tesão da porra! Nessa hora eu desejei que a minha prima fosse muda para que ela não falasse "pára" de forma alguma.

Meu pênis a essa altura estava tão duro que até dóia, querendo furar minha cueca e minha calça e saltar pra fora. Poucas vezes eu tinha ficado tão excitado quanto naquele início de noite. E a Brenda alí, deixando eu beijar sua nuca e orelha, gemendo baixinho nos meus braços.

Tirei a minha jaqueta e a forrei em um enorme tronco caído perto de onde estávamos. Em seguida eu e a Brenda nos sentamos nele, de cavalinho, um de frente para o outro. Levantei as pernas dela e a puxei para mim, de forma que ficamos perfeitamente encaixados e colados. Voltei a beijar sua boquinha com muita paixão.

O fato de estarmos alí sozinhos naquele bosque fazia meu tesão aumentar cada vez mais. Minha prima já respondia totalmente aos estímulos provocados pela minha língua e por meus lábios e aprendia rapidamente a corresponder a eles. No início as mãos dela estavam paradas, mas logo começaram a fazer carícias em meus cabelos.

Continuei beijando a boca da Brenda e com a ajuda do meu corpo eu fui empurrando ela para trás, suavemente, até deixá-la deitada em cima do tronco, com suas pernas enroladas na minha cintura. Então comecei a acariciar seu rosto, seus cabelos, os ombros, e lentamente fui descendo as mãos em direção aos seus seios.

- Matheusssssss... o que você vai fazer, heim? - ela perguntou com a voz trêmula. Eu não queria que ela se assustasse e saísse correndo para contar meu atrevimento para a minha tia ou, pior ainda, para o meu tio. Segui bem devagar com as minhas mãos, até colocá-las bem em cima dos dois peitinhos.

Nessa hora minha prima fechou os olhos e suspirou deliciosamente. Muito satisfeito eu apertei os seios dela e vi que eles eram realmente bem durinhos, bem torneados e maiores do que pareciam ser.
- Ssssssssssssss...!! - ela gemeu baixinho quando enfiei as duas mãos por dentro de sua blusa.

Empurrei a blusa e o sutiã dela para cima e toquei suavemente seus seios, com os bicões redondos e macios. Que pele mais gostosa! Apertei e massageei os peitinhos dela e ela alí, quietinha, sem falar nada. Mas percebi que sua respiração ficou ofegante, acelerada e cada vez mais alta.

Enquanto eu apertava os mamilos dela eu fui aproximando a minha boca. Primeiro cheirei um dos peitinhos e depois abri meu lábios e o abocanhei calmamente. Minha prima levou suas mãos à minha cabeça.
- Ahhhhhhhhhhhhhhh...! - ela gemeu e, me segurando pela cabeça, apertou minha boca contra seu peitinho.

Chupei bem gostoso, dando pequenas mordidas e lambidas. Fechei os meus olhos e cheguei à conclusão que aquilo era o paraíso. Que pele mais suave! Que par de peitinhos mais deliciosos, com cheirinho de suor. E o melhor de tudo é que a minha prima não tinha falado "pára".

Depois de beijar e chupar os seios da Brenda por mais uns segundos, comecei a baixar as minhas mãos por sua barriga, descendo, massageando com os dedos. Nessa hora ela abriu os olhos e ficou me olhando atentamente. Pulei sua região íntima e fui até suas pernas.

Nossos olhares se encontraram enquanto eu fazia uma deliciosa massagem em suas pernas, por cima de sua calça legging. Fui subindo, tocando, apertando delicadamente suas coxas e quadris, sem tocar sua bucetinha. Fiz isso para que ela se acostumasse com os toques das minhas mãos.

- Eitaaaaaaaa!!! - ela deu um salto no exato momento que um de meus dedos foi em cima de sua xoxota, ainda protegida por sua calça e calcinha. Vi que ela tinha se assustado.
- Tem algum problema tocar nela?
- Nãoooooo... é que nunca fiz isso, Matheus! - ela respondeu muito sem graça.

- Você quer que eu continue?
- S-s-sim... estou... a-a-a-adorando isso...! - ela respondeu com um sorriso. De imediato aumentei as minhas carícias na bucetinha dela, por cima de sua calça. Sua respiração aumentou muito e ela me acompanhava com movimentos dos quadris conforme eu massageava e apertava sua xoxota.

- Ahhhhhhhhhhhhhhh...! - ela fechou os olhos, fez um arco com a coluna e deixou escapar um gemido alto e agudo. Que delícia! Minha prima tinha acabado de gozar na minha mão. Fiquei parado esperando a respiração dela voltar ao normal. Logo ela abriu os olhos e sorriu, mas não falou nada, apenas mordeu o lábio inferior.

Lentamente puxei a calça dela um pouco para baixo e enfiei a mão dentro de sua calcinha. Percebi que sua xoxotinha estava toda meladinha. Nunca vou esquecer a deliciosa sensação de estar tocando a xaninha dela pela primeira vez, quentinha, úmida, suadinha, com uma fina penugem e toda inchadinha.

- Que loucura a gente tá fazendo, né, Matheus? - a Brenda me falou baixinho, mas, como não escutei a senha "pára", eu continuei. Primeiro eu esfreguei meus dedos suavemente na buceta dela, tocando e apertando o clitóris de leve. Depois eu enfiei um dedo em sua entradinha úmida e apertada.

Nessa hora ela segurou meu braço, como se quisesse que eu recuasse. Esperei um pouco, mas não tirei o dedo. Voltei a enfiar mais fundo e ela deixou. Adicionei mais um dedo e fiz uma deliciosa masturbação nela. Minha prima gemia baixinho e cadenciado. O cheiro de buceta que subia e invadia as minhas narinas estava me deixando louco.

Depois de brincar um pouco com o calorzinho da grutinha da minha prima eu comecei a tirar seus tênis lentamente, e ela quietinha, de olhos fechados. Depois de tirar seus tênis e suas meias eu tirei sua calça, deixando-a somente de blusa, sutiã e calcinha. Nessa hora percebi que ela ficou um pouco apavorada.

- O que foi, amor?... não quer continuar? - perguntei calmamente.
- Simmmmmm... eu quero... é o que mais quero, Matheus... mas se chegar alguém...! - ela falou com a voz trêmula.
- Não vai chegar ninguém não, Brenda... e se chegar a gente se esconde! - falei e ela riu, mais calma.

Prendi meus dedos em sua calcinha e fui puxando lentamente. Um pouco hesitante ainda ela levantou o corpo e a calcinha, toda melada no fundo, foi descendo por suas coxas e pernas. A luz da lua me permitiu ver uma xoxotinha muito pequena, com os grandes e pequenos lábios desenhados à perfeição.

Me agasalhei no meio das pernas dela e dei uns beijinhos em suas coxas. Nossas respirações e gemidos já estavam à mil por hora, e eu alí tranquilo, continuando com os meus ensinamentos.
- Abre suas pernas mais um pouquinho... vou te dar um tipo diferente de beijo agora, tá? - falei e ela ficou me olhando por alguns segundos.

Como não houve nenhum pedido dela para parar, Ajeitei seu corpo no tronco de forma a facilitar a minha investida. Em seguida abri as pernas dela lentamente, sentindo sua pele, que, apesar de não ter os cuidados das meninas da cidade grande, estava perfeita, suave, com pelinhos bem finos.

Aproximei meu nariz de sua xoxotinha e senti o cheiro suave, ainda que penetrante, de buceta suadinha, cheirinho de xixi.
- Uhhhhhhhhhhhhhhhhhh... Matheussssssss...! - ela falou e percebi seu corpo se tremer todo quando minha lingua tocou seu clitóris. Novamente ela levantou os quadris levemente e empurrou a xaninha de encontro à minha boca.

Seu grelinho estava duro e inchado. Beijei, chupei e dei mordidinhas nele, sempre acompanhando de chupadas completas em toda a xoxota. Minha prima gemia descontrolada e não demorou muito pra ela soltar um gritinho abafado e me falar que tinha gozado de novo. Nessa hora senti a cabeça do meu pau melar toda, de tanto tesão que eu estava sentindo.

- Você gostou? - perguntei vendo o seu jeitinho meigo de ficar me olhando.
- Sim... adorei... nossaaaaaaa... primeira vez que faço isso... nunca pensei que fosse tão gostoso... quase desmaiei! - ela respondeu e começamos a rir.

- Você quer continuar a nossa aula? - aproveitei que ela ainda estava sorrindo e perguntei.
Ela pensou por alguns segundos, deu uma olhada ao redor e voltou a me encarar.
- Simmmmmm... eu quero... mas se eu falar "pára" a gente pára na hora, tá?

Concordei e voltei a beijá-la. Minha prima agora já respondia aos meus beijos de forma bem mais ousada, chupando a minha língua e me apertando contra o seu corpo. Peguei sua mão e a coloquei sobre o meu pau, por cima da minha calça. No início ela pegou com receio, mas depois apertou levemente, como se não soubesse bem o que fazer.

- Veja como ele tá duro, Brenda... por sua causa, sabia? - falei no ouvido dela e senti como ela acariciava minha vara por cima da minha calça. O movimento de sua mão demontrava que ela nunca tinha tocado um pênis antes, e continuava alisando, passando as pontas do dedos, e eu gemendo gostoso no pescoço dela.

- Pega nele... pega! - cochichei no ouvido dela e ela, lentamente, abriu o botão da minha e desceu o zíper. Em seguida ela enfiou a mão na minha cueca e segurou bem na metade da minha pica. Meu pau pulsou e senti como sua mão o abraçava, apertava e fazia o reconhecimento.

Rapidamente tirei a minha calça e a minha cueca, ficando apenas de camiseta. Me sentei no tronco novamente e a Brenda se agasalhou entre as minhas pernas e não parou de tocar minha rola, delicadamente, alisando desde a cabeça até as bolas. E eu já estava quase no meu limite.

- Vou te mostrar como fazer! - falei e, pegando por cima da mão dela, mostrei como bater uma punheta. Que gostoso sentir sua mão subindo e descendo na minha vara. Minha prima gemia baixinho e me olhava atentamente, tentando enxergar minhas expressões na escuridão que já envolvia o bosque.

Após alguns minutos a Brenda já estava uma profissional em masturbar um homem. Ela subia e desci a mão em um rítmo gostoso e cadenciado, soltava e depois apertava meu pênis. De repente ela começou a aproximar o seu rosto da minha barriga, talvez para ver o meu pau mais de perto.

- Você gozou?
- Não... ainda não... por que?
- Tem um líquido saindo dele... acho que você gozou, né?
- Não... esse líquido aí é por sua culpa, prima... é pra mostrar que estou com muito tesão e lubrificar a cabeça do pau! - tentei explicar.

- Que doido, né? - ela falou e começou a rir.
- É mesmo!... você quer provar?
- Deus me livre... isso deve ser ruim demais, Matheus... as meninas do colégio falam que tem um gostoso horrível!

- Experimenta, Brenda! - insisti. - Se você não gostar você pode cuspir e parar! - falei e ela ficou em silêncio, pensando. Ela estava em dúvidas se deveria fazê-lo ou não. Peguei na nuca dela e empurrei delicadamente em direção ao meu pau. Ela beijou a cabeça da rola e passou a ponta da língua.

- Hummmm... é um sabor diferente... desconhecido... mas não é ruim não... meu deussssss... isso é loucura demais, Matheus! - ela falou e, mesmo na escuridão, vi seus olhos brilharem.
- Isssooooo... beija mais... isso... assim... ahhhhhh... agora abre mais a boca e dá um beijo de língua nele!

Que coisa mais gostosa! Minha prima estava tratando meu pau como se ele fosse seu namoradinho.
- Sua boca é muito gostosinha, Brenda... uhhhhhhh... abre a boca e chupa ele... como um sorvete... isso... engole e volta chupando... passando a língua... ahhhhhhhhhh... que delícia, prima!

- Assim?
- Sim... ahhhhhh... que gostosooooo... sssssss... issoooo... abre bem a boca... issso... engole tudo e aperta os lábiosssss... ahhhhhhhh... que delíciaaaaaa... meninaaaaaa! - eu falava e a Brenda chupava minha pica como se o mundo fosse acabar. De repente ela começou a babar e deixar meu pau todo lambuzado.

- Ahhhhhhhhhhhh... vou gozarrrrrrr... páraaaaa... páraaaaa... senão eu vou gozar... na sua boca! - falei e empurrei o rosto dela calmamente, para que ela tirasse meu pênis de sua boca. Ela recusou e me olhou com um sorriso.
- Sou eu que devo falar "pára", esqueceu?

Ela falou isso e voltou a abocanhar minha vara, chupando com mais dedicação e carinho. Não aguentei mais.
- Eitaaaaaaaaaa... porraaaaaaaaa... estou... gozandoooooooo... ahhhhhh... que delíciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...! - gemi como um louco e meu pau cuspiu meu sêmen quentinho na boca da minha prima.

- Ohhhhhhhhhhhh... goza... goza gostosoooo!! - ela falou, segurando o meu pênis entre os lábios.
- Ahhhhhhhhhh... issooooooo... engole tudo, Brenda... engole toda essa porraaaaaa... é todinha sua, priminha linda! - falei e vi como ela gemia e tentava engolir até a última gota de esperma.

Estiquei minha mão e toquei sua bucetinha. Estava muito babada, o que me fez pensar que ela tinha gozada exatamente no mesmo momento que eu gozei. Não sei se foi por causa da minha excitação por causa do campo ou foi o tempo que fiquei sem meter em uma garota. A verdade é que gozei igual um cavalo.

[Continua em: "No bosque à noite com a minha prima - Parte 2"]

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste conto


Masturbadores Masculinos | Estimulador Clitoriano | Vibradores | Anestésico Anal | Fantasias Femininas | Anel Companheiro | Anel Peniano | Anel Vibratório | Lubrificantes | Desenvolvedor Peniano e Bomba Peniana

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários

Nome: Paulo
E-Mail: talaje3@hotmail.com
Data: 16/10/2017
Nossa fiquei de pau duro me lembrei da minha cunhadinha que adora dança funk de shortinho até o dia que comi ela gostoso no sofá da sala e no final dei leitinho na boca dela se você é casada safada doida para leva rola grande e grossa na buceta me chama no whatsapp se gosta de um casado gostoso da rola grande meu whatsapp é *11*970*52*52*04*

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Mick
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 20/10/2017
Cade a parte 2?

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Ale
E-Mail: alexandrecobrav8@yahoo.com.br
Data: 21/10/2017
Muito bom esse conto .quem quiser conversar manda o Zap por e-mail...

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Pau grosso
E-Mail: ederfranncisco7l92@gmail.com
Data: 02/11/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 zap
0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4 imo
Facebook ederfranncisco7l9@gmail.com

Me add la mulheres safadas

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Pau grosso
E-Mail: eder7l932@gmail.com
Data: 07/11/2017
0.3.9.7.1.0.4.4.3.5.0 zap
0.3.9.8.9.7.2.1.8.1.4 imo
Email do Facebook ederfranncisco7l92@gmail.com
Me add la mulheres que gosta de rola grossa

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Pau bem grosso
E-Mail: eder8l92@gmail.com
Data: 10/11/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 Zap

0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4 imo

Email do face

ederfranncisco7l92@gmail.com

Me chama lá mulheres safadas

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Pau bem grosso
E-Mail: eder8l92@gmail.com
Data: 11/11/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 whats

0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4 imo

Email do face

ederfranncisco7l92@gmail.com

Me adiciona la mulheres safadas

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Pau bem grosso
E-Mail: eder8l92@gmail.com
Data: 11/11/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 whats

0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4 imo

Email do face

ederfranncisco7l92@gmail.com

Me adiciona la mulheres safadas

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Pathy
E-Mail: Pathy.f1107.gmail.com
Data: 22/11/2017
Nossa eu li e fiquei toda molhadinha e cheia de tesão,me deu uma vontade louca.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Rola grossa carente
E-Mail: eder7l92@gmail.com
Data: 29/11/2017
011. 95414.5429

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Rola grossa carente
E-Mail: eder7l92@gmail.com
Data: 29/11/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 zap
0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4 imo
Presciso de uma amiga safada e sincera

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Rola grossa carente
E-Mail: eder7l92@gmail.com
Data: 29/11/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 zap
0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4 imo
Presciso de uma amiga safada e sincera

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Thaís
E-Mail: Anônimo(a)
Data: 30/11/2017
Ola, ofereci minha bucetinha e poucos quizeram, venham me come, sou toda de vocês, quero vcs dentro de mim... Coroas, novinhos (18+).. Só marca e cai dentro..
011.9541.5429 zapzap.

Delicias, safados e pauzudos.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Rola grossa carente
E-Mail: eder7l92@gmail.com
Data: 30/11/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 zAp
0.3.1.9..8.9.7.2.1.8.1.4 imo
Presciso de uma amiga safada e sincera

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Rola bem grossa
E-Mail: eder7l92@gmail.com
Data: 03/12/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 zap( vivo )
0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4 imo e ( oi )
0.3.1.9.9.7.1.0.2.4.1.3 vivo
Chama ai mulheres
Pra gente bater papo

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: alex
E-Mail: alexsafado5@gmail.com
Data: 10/12/2017
Meninas vamos gozar juntos. Quero te encher de porra em todos os buracos chama no Zap manda um vídeo se masturbando 5.4.9.9.9.5.8.8.2.3.6

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: Pau bem grosso
E-Mail: eder8l92@gmail.com
Data: 11/12/2017
0.3.1.9.7.1.0.4.4.3.5.0 zap
0.3.1.9.9.7.1.0.2.4.1.3 vivo
0.3.1.9.8.9.7.2.1.8.1.4 oi
Chama la mulheres

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

Vídeos Recomendados do site videosdesexonovinhas.com.br

Loirinha delícia desfilando na praia
Vejam que bundinha mais gostosa, balançando de um lado para o outro. Na hora já imaginei a bucetinha dela no meu pau
Namorada dormindo
Enquanto minha namorada dormia eu filmei a bunda dela para mostrar aos meus amigos. Vocês concordam que ela é gostosinha?
Comendo o cú da amiga da namorada
Minha namorada caiu na besteira de me apresentar a sua amiga gostosa. Não deu outra. Levei a safada para o motel e comi o cú dela
Marquinha de biquíni no WhatsApp
Safadinha linda mostra a marquinha de bikini nos seios e traseiro e depois abre a bunda para vermos seu cuzinho
Foram flagrados no banheiro da escola
Casal de novinhos estava tão concentrado na foda que não viram a câmera. Só depois de gozar é que a meninha percebeu
Novinha deliciosa dançando
Gatinha linda começa dançando de shortinho e depois tira a blusa e a calcinha, ficando completamente peladinha

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

Como seduzi e devorei a dentista hétero [Ver Vídeo Pornô]
Chupa xana disse:
Minha esposa a Louca para chupa xana
WhatsApp 11,983,34,84,33
Tem que sem de Sao Paulo ok

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Minha sobrinha universitária [Ver Vídeo Pornô]
Pica gostosa 20 disse:
Vem gatas novinhas goza gostoso Skype betobolero 2014@hotmail.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

A calcinha da minha enteada (com fotos) [Ver Vídeo Pornô]
Pica gostosa 20 disse:
Olá gatas novinhas que curte uma boa putaria a fim de um papo gostoso ADC Skype betobolero 2014@hotmail.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Minha primeira experiência homossexual [Conto erótico de gays] [Ver Vídeo Pornô]
Túlio Montalvão disse:
GENTE SOU NOVINHO TENHO 18 ANOS SOU DE GOIÂNIA,ESTOU AFIM DE ALGO SÉRIO. COM HOMENS. CASADO SE ALGUÉM. TIVER. AFIM CHAMA NO WHATS 62.9426.1706

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Chantageada pelo sogro [Ver Vídeo Pornô]
Anônimo(a) disse:
Sou tarado por estas estoria , mulheres solteiras e casadas que esteja fim de um relacionamento extra entre em contato.83.99841.1522

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Vida de gay: Amizade Profunda [Ver Vídeo Pornô]
paulo disse:
leio tds comentarios e contos sou de Rio Preto sou casado uma dica ai comenta sua cidade me manda mensagens adoraria trocar experiencias

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

A calcinha da minha enteada (com fotos) [Ver Vídeo Pornô]
Paulo disse:
Eu e minha esposa, eu 27 ela 37, buscamos alguem para ser nossa filha, para morar juntos mesmo, idade entre 18 a 26, ambiente familiar.
Chama no whats. 015.99691.8035

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Descobrindo o sexo aos 16 anos na rola do meu tio - Parte 2 - Final [Ver Vídeo Pornô]
Paulo disse:
Eu e minha esposa, eu 27 ela 37, buscamos alguem para ser nossa filha, para morar juntos mesmo, idade entre 18 a 26, ambiente familiar.
Chama no whats. 015.99691.8035

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

A cunhada ficou safadinha [Ver Vídeo Pornô]
Paulo disse:
Eu e minha esposa, eu 27 ela 37, buscamos alguem para ser nossa filha, para morar juntos mesmo, idade entre 18 a 26, ambiente familiar.
Chama no whats. 015.99691.8035

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Meu padrasto come minha buceta todos os dias [Ver Vídeo Pornô]
Paulo disse:
Eu e minha esposa, eu 27 ela 37, buscamos alguem para ser nossa filha, para morar juntos mesmo, idade entre 18 a 26, ambiente familiar.
Chama no whats. 015.99691.8035

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Espiei minha mãe sendo comida pelo meu tio, e eu quis também [Ver Vídeo Pornô]
Paulo disse:
Eu e minha esposa, eu 27 ela 37, buscamos alguem para ser nossa filha, para morar juntos mesmo, idade entre 18 a 26, ambiente familiar.
Chama no whats. 015.99691.8035

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Muriel e seu cachorro Valente [Ver Vídeo Pornô]
Negrão sp disse:
Bom dia adorei esse conto gostaria de fazer contato com mulheres que gostam de uma bagunça 019.71.41.45.55

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Uma menina muito experiente em sexo anal [Ver Vídeo Pornô]
Anônimo(a) disse:
Eu gostei muito da sua esteoria gostaria de me envolver com mulheres casadas e solteiras gravidas .Entre em contato 83. 99841.1522

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Mulheres casadas - Meu tesão [Ver Vídeo Pornô]
Anônimo(a) disse:
Tenho muito tesão por mulheres casadas e grávidas. Quem se abiliar. 83.99841.1522

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Mulheres casadas - Meu tesão [Ver Vídeo Pornô]
Anônimo(a) disse:
Tenho muito tesão por mulheres casadas e grávidas. Quem se abiliar. 83.99841.1522

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Mulheres casadas - Meu tesão [Ver Vídeo Pornô]
Anônimo(a) disse:
Tenho muito tesão por mulheres casadas e grávidas. Entre em contatos 83.99851.1522

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Minha primeira vez com meu marido e outro homem [Ver Vídeo Pornô]
MARCUS 22 CM disse:
Isto não é um conto é sim uma historia de vida..onde o comedor fez a festa.e o corno saboreou ou frutos..
Mas o que leva um marido preparar sua gostosa pra outro socar fundo.e deixa lá arrombadinha Com a buceta escorrendo.convidei ele pra festa afinal a esposa e dele.mas se recusou.o fodedor hoje e voce macho da minha putinha.vou só curtir ela gemer e gozar.neste pauzao e bater uma..tá bom.concordo e pra não perder tempo.nos despidos. Ela com dois faróis acessos para mim.seios descomunais de grandes e gostosos.adivinhem aonde comecei.meti a boca naquelas mamas gostosas.meu paú lateJava de tanto tesão por aquela gostosa.só gemia e pedia.mama mais.o corno não gosta de peitos.e amo ser chupada.sugada em meus melões.
Mas não segurei.meu dedos.e comecei a abrir sua buceta e percebi ela toda molhadinha.e não resisti e pedi pra xupar a buceta dela.que de pronto se deitou e eu caí pra cima dela já com suas pernas abertas.uma pequena camada de pelos sobre a xoxota.mas muito cheirosa..minha boca e língua sumia dentro dela.
O corno de Pau duro batendo aquela e pedindo .comi ela .quero ver você abrindo ela todinha.gosto de porra saindo da buceta dela..mas para isso teria que penetrar.e olha.estava uma delicia aquela bucet..meu paú.brilhava de tanto tesão. mas eu queria sentir mais.sentir aquela boquinha me engolindo e não demorou e ela atendeu .socou meu paú na boca.respeitando minhas bolas..pensei.será que ela usou mamadeira quando criança. .pois parecia estar chupando uma mamadeira
O corno.diz.não aguento mais.come ela.obediente.me deitei.e ela se lançou por cima.fácil a entrada.pois estava em sopa.tamanha era a umidade da bucetá. Ficou ali subindo e descendo.com gemidos e dizeres.não aguento mais.já gozei várias vezes nesse pauzao.agora que você despejando tudo dentro..e não se preocupe.se eu pegar barriga o corno cria..ela riu..fiquei receoso.mas tirei pra fora.e depois se uma virada de quatro.eu a peguei de quatro.e dei socadas fortes na boquinha da gruta e apaguei por cima dela.soltando um jato grosso e quente na profundidade daquela buceta.e logo vi a porra voltando.pois a sáfada comprimia a buceta rejeitando a porra.
Me ausentei.por instante para uma duche e frágrei o corno lambendo a buceta gozada da esposa
E disse.adoro isso..tranquilo disse eu.uma pausa pra recarregar a bateria.e iniciamos mais uma brincadeirá. .
Eu sou um homem sem vícios. responsável. e procuro casais que gostam de sexo semelhante.tenho 46 anos.sou baixo.magro e um paú gg 22 cm.grosso.e curto casal pra sexo casual.até viso encontrar um casal fixo.com idades acima dos 40 anos.podendo ser gordinha.ter uns seios grandes.e gostar de chupar e ser chupada.e. fazer vacinal e anál. .zap [Ocultado. Clique e deixe uma mensagem]..sorocaba sp..tudo com descrição e no sigilo.porém senhoras que tem carências de um sexo gostoso.mas tem receio .chama..o papo e bom.e sexo melhor ainda..

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia