Estórias de Sexo - Contos Eróticos e Experiências Sexuais

Vídeos Recomendados do site videosdesexonovinhas.com.br

Novinha mostrou o cuzinho
Gatinha com sede de pica tira o short e a calcinha e faz um vídeo mostrando a bucetinha e o cuzinho todo depilado
Foram flagrados no banheiro da escola
Casal de novinhos estava tão concentrado na foda que não viram a câmera. Só depois de gozar é que a meninha percebeu
Novinha filmada usando o toilet
Garota vai ao banheiro e não sabe que está sendo filmada

O proprietário - Parte 2


Enviado por Casadinha Tarada em 23/05/2015
Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste conto

Categoria: Traições | Visitas: 22328
Avaliação: [Votar]
4 Comentários [Comentar]

Eu tinha conseguido o meu objetivo. Quando voltei o Sr. Murilo não estava em casa. Fiquei com vontade de ir olhar a gaveta de novo, mas fiquei com receio de que ele já estivesse voltando.

Naquela noite, eu contei para o Ivo que, como o dia estava muito quente, eu havia ido trabalhar na casa do Sr. Murilo com aquele vestido que ele gostava. Eu vi que ele gostou e o pênis dele ficou duro na hora. Não contei nada do que tinha visto, achei melhor assim.

Não era o meu costume ficar pegando e acariciando o pênis do Ivo na cama, mas naquele dia eu fiz, enquanto eu falava para ele que o Sr. Murilo ficou conversando comigo e me olhando enquanto eu trabalhava, eu alisava, masturbando o pênis duro do Ivo, que estava muito excitado.

Eu contei que tinha notado também que o pênis do Sr. Murilo devia estar duro porque ele toda hora o ajeitava disfarçadamente. O Ivo se contorcia de tesão. Quando eu contei que na hora em que fui pegar o balde que estava muito pesado, e que o Sr. Murilo veio me ajudar e a minha bunda encostou no pênis dele e ele ficou parado atrás de mim encostando o corpo demoradamente em mim enquanto eu colocava a roupa na máquina, o Ivo gozou gemendo.

Eu nunca tinha visto meu marido tão excitado daquela maneira. Quem estava excitada agora era eu!
Eu tinha visto o pau, o caralho, a pica, a rôla (eu estava adorando pensar nesses palavrões), mais grossa e cabeçuda da minha vida naquela tarde. Eu tinha me vestido e me comportado como uma safada (na verdade não tinha sido tanto, mas para mim era como se fosse) e ainda por cima havia terminado a noite com o meu marido gozando, quando soube que a mulher dele tinha sido esfregada por outro homem.




Depois que o Ivo dormiu ao meu lado, satisfeito pelo seu gozo, eu não me aguentava na cama, tinha de alisar minha buceta, eu nunca me masturbava, mas naquela noite minha vontade era enorme.

A imagem do Sr. Murilo deitado na cama, de cacete duro e cabeçudo na mão se masturbando não me saia da cabeça. Eu baixei minha calcinha, puxei a camisola para cima, comecei a pegar nos meus seios, alisei a xoxota, enfiei o dedo na minha buceta molhada, depois foram dois dedos cada vez mais rápidos, enquanto eu enfiava os dedos eu roçava o dedão no meu clitóris.

Num instante eu gozei, tendo espasmos e molhando mais minha pernas. Foi muito gostoso. Eu desfaleci satisfeita.
No outro dia no café, pela manhã, o Ivo veio me perguntar se eu havia gostado do que tinha acontecido, de o Sr. Murilo encostar o pênis no meu corpo. Eu não sabia o que dizer, então disse a verdade.

Eu disse que sim, mas o que eu mais gostava era de saber que o meu marido ficava excitado e sentia prazer de saber que a mulher que era só dele era desejada por outro homem. Ele sorriu e me abraçou forte. Aquilo para mim foi um consentimento para eu poder liberar os meus pensamentos mais safados.

Naquela quinta eu mal podia esperar para ir para a casa do Sr. Murilo. Eu já havia escolhido a saia rodada e de tecido fino com a blusa de botões que deixava um pouco de decote, mas que era para ser usada sem sutiã por ser muito fina. E no começo da tarde eu rumei para lá ansiosa, pois realmente não tinha nem idéia do que aconteceria, e para dizer a verdade eu também não sabia o que eu queria que acontecesse.



Entrei na casa silenciosamente, fui andando pela casa vendo se havia alguém, cheguei até na porta do quarto do Sr. Murilo e o vi tirando a soneca após o almoço. Ele estava deitado de camiseta e shorts. Voltei para a cozinha para fazer minhas tarefas, foi quando vi em cima da mesa um papel com o recado do Sr. Murilo pedindo que eu o acordasse às 14:30hs.

Eu não sabia por que, mais eu estava alterada como se houvesse uma expectativa no ar.
Perto do horário de acordar o Sr. Murilo eu fui até o corredor perto do quarto, olhei pela fresta da porta entreaberta, ele continuava deitado, minha buceta estava pulsando como se quisesse algo.

Eu entrei no quarto e caminhei até a cama. De perto eu pude notar que o pênis dele estava quase saindo pelo lado do short, que estava com uma parte do pano dobrada para cima, ele devia estar sem cueca. Ao lado da cama em cima do criado mudo havia algumas revistas de sacanagens abertas em cenas de sexo muito devassas.

Eu fiquei alterada vendo aquilo perto de outro homem, e no chão ao lado da cama haviam chumaços amassados de papel higiênico. Ele devia ter se masturbado de novo. Aquilo me deu um tesão enorme, e eu lembrei dele de pênis duro e cabeçudo na mão no outro dia.

Eu nunca pensei que pudesse viver algo assim. Sempre havia me comportado como uma mulher casada correta, sempre tinha sido reservada e não dava oportunidade de aproximação de outro homem que não o meu marido, e lá estava eu apreciando esta coisa diferente que me acontecia agora.

Fiquei parada olhando ele antes de acordá-lo. O pênis dele começou a endurecer, levantando a perna do short que estava dobrada e lentamente foi ficando à mostra. Agora eu estava vendo de perto e tive certeza que o pênis era maior que o do meu marido, mais grosso e mais cabeçudo.

Minha prexeca estava toda ensopada, eu não sabia o que devia fazer. Se o pau dele estava ficando duro ou era porque ele não estava dormindo e sabia que eu estava ali olhando ou era porque estava sonhando com algo. Fiquei sem saber o que fazer, mas continuava olhando aquele pênis enorme perto de mim. Pensei em sair do quarto, mas eu tinha de acordá-lo.

Pegando de leve no ombro dele eu o chamei, mas ele não acordou, o chamei outras vezes e ele continuava dormindo. Pensei em pegar naquele pênis duro, mas fiquei receosa. Minha buceta estava quente. Continuei a chamá-lo até que ele acordou.

Eu disse que já estava no horário que ele tinha pedido para ser acordado, me virei e saí do quarto. Eu estava quente e enfurecida comigo mesmo por ter perdido a chance de pegar naquele caralho grosso. Provavelmente ele nem saberia e eu podia tê-lo sentido.

Meu coração e minha xoxota estavam pulsando de excitação, e com certeza ele sabia que eu tinha visto o que ele quis me mostrar. A rola, as revistas de sacanagens e os papéis gozados no chão.

Eu resolvi me vingar também, abri mais dois botões da minha blusa, aumentando mais o meu decote, molhei a minha saia de maneira que ela colou em minhas pernas mostrando mais minhas coxas e curvas, tirei a calcinha e guardei para que ele não visse marca nenhuma em minha roupa e percebesse que eu não estava usando nada por baixo.

Pouco tempo depois ele estava na cozinha falando comigo, e logo parou por perceber o que eu tinha preparado para ele. Ele ficou enrolando, puxando assunto, mas não falou nada sobre o que tinha acontecido no quarto. Eu continuava trabalhando, me abaixando e levantando, caminhando de um lado para o outro, sempre com um sorriso como se nada diferente tivesse ocorrido.

Resolvi maltratar mais ainda, e fiz como eu havia inventado para o meu marido, fingi que o balde estava pesado para que ele pudesse me ajudar, dei um jeito de roçar o meu corpo no corpo dele. Eu senti que ele ficou perto o tempo todo esperando novas oportunidades para roçar de novo. E claro que eu pedi mais ajuda em outro balde.

Se ele tinha me provocado, eu também não deixei por menos, e o provoquei também. De perto eu via a marca do pênis rígido dentro do short. A campainha tocou, fui abrir.
Era a aluna de contabilidade, ele a atendeu e a levou para o seu escritório e lá ficaram.

Apesar de não querer e de ser uma mulher casada direita eu fiquei chateada de ela ter chegado bem naquela hora, pois eu estava gostando de provocá-lo, de o ver procurando um jeito de se aproximar. E com certeza ele devia estar mais contrariado ainda de ter que atender a aluna.

Vinte minutos depois da chegada dela eu fui até ao escritório para levar uns copos com suco, como o ambiente estava silencioso eu fui caminhando devagar, sem muito barulho, eu queria ver o que estava acontecendo.

Quando eu cheguei perto do escritório, ouvi sussurros. Coloquei os copos no móvel do corredor e aproximei mais silenciosamente ainda. Pela porta eu pude ver que ele a estava abraçando por trás e apertando os seios dela, que se encontrava com a blusa sem alça abaixada na cintura. Ela estava com as mãos para trás, e deveria estar mexendo no pênis dele.

Na hora a minha buceta contraiu. O safado estava tirando sarro da aluna e a vagabunda estava deixando.
Ela era uma morena de seios grandes, apesar de ser magra. Não era bonita de rosto, mas tinha um corpo que chamava a atenção. A vadia ficava revirando os olhos enquanto ele apertava os seios e os mamilos dela e ela ficava pegando no pênis dele por cima do short.

Eu fiquei parada quietinha, e botei logo a mão na minha buceta por cima do vestido e fiquei acariciando enquanto assistia. Ele queria mais, queria baixar a calça dela, mas ela não deixava, ficava falando que estava naqueles dias.

Ele então colocou o pênis duro para fora e ela ficou masturbando. Ele empurrou a cabeça dela para baixo e ela então abocanhou aquele caralho grosso. Eu morri de inveja. Logo eu tão certinha, tão séria no casamento, estava ali assistindo e desejando estar no lugar dela.

Ele gozou rapidinho na boca dela, e ele devia estar com tesão acumulado, ela não deixou cair nenhuma gota no chão, mamou tudo. Depois disso ela começou a se arrumar e ele também. Eu peguei os copos e entrei na sala meio que de repente. O nervosismo dela foi automático, mal sabia ela que eu havia visto tudo.

Ele ficou com cara de safado, como se estivesse torcendo para eu pegar no ato as coisas que aconteceram. Deixei o suco e voltei para a cozinha com passos barulhentos. Logo depois voltei no corredor até perto do escritório silenciosamente e ainda pude ouvir ela dizendo que estava preocupada com as notas na matéria dele e ele dizendo que ela não precisava se preocupar com nada, que ele resolveria tudo, ela só precisava ser boazinha com ele.

Que velho ordinário, comia as alunas para não as reprovar. Aquilo me deu mais tesão ainda.
À noite eu voltei para casa com a boceta em brasa. Não parava de lembrar a cena da aluna mamando na pica do Sr. Murilo, e a cena dele deitado antes de eu acordá-lo com o pau endurecendo.
Logo que cheguei em casa o Ivo já estava lá e começou uma chuva de perguntas.

Ele queria saber tudo como tinha sido naquele dia na casa do Sr. Murilo. Eu notei que ele estava excitado, e que ficou olhando a minha roupa.
Não deixei por menos, falei que o meu decote estava bem generoso e que o Sr. Murilo ficou olhando muito e que tinha se encostado em mim de novo enquanto me ajudava com os baldes.

O pênis do Ivo estava duro dentro da calça, eu levantei minha saia e mostrei que estava sem calcinha. Ele apertou o pênis e me perguntou o que tinha acontecido.
Eu estava doida de tesão, e falei para ele passar o dedo na minha buceta. Ele veio rápido para perto de mim e enquanto passava o dedo, ficava dizendo que a minha buceta era linda e que ele sabia que ela queria sentir o pênis de outro homem entrando nela.

Eu fiquei mais excitada ainda, primeiro porque ele nunca falava nada enquanto estávamos fazendo sexo, e segundo porque ele estava expondo uma coisa que eu realmente queria.
Eu disse que ela queria mesmo o "caralho" do Sr. Murilo, cabeçudo, grosso entrando e arreganhando ela toda.

Meu marido na hora colocou a piroquinha para fora e começou a punhetar. Ele estava impressionado por nunca ter me visto falando daquele jeito, e ficou me perguntando o que havia acontecido. Como eu sabia que o caralho dele era cabeçudo e grosso.

Eu olhei na cara dele e perguntei se ele queria que a mulherzinha dele se arreganhasse para outro meter. Ele em êxtase disse que queria tudo que eu quisesse, que aceitaria tudo que eu fizesse. O meu tesão aumentou mais ainda.

Eu arranquei minha saia e disse que se ele queria ver a mulherzinha dele bem ordinária, bem vagabunda, que nem puta de estrada era só ele mandar que eu faria, enquanto eu passava a mão no grelo. Ele punhetando ficava perguntando o que tinha acontecido. Eu disse que havia visto o caralho grosso do Sr. Murilo ficando duro.

Ele perguntou se eu havia pegado. Eu disse que ainda não, mas que ia pegar e mamar. Ele gozou, tremendo. Eu me abaixei rápido para pegar o esperma dele com a boca. Foi a primeira vez que eu chupei o pau do meu marido.
Quando ele acabou de gozar, eu disse que queria gozar também e que estava cheia de tesão pela rola do Sr. Murilo. O pau do Ivo nem baixou, e ele perguntou o que eu queria.

Na hora me deu a louca, eu disse para ele ir até a casa do Sr. Murilo e que o trouxesse até nossa casa para conversar. Os olhos dele brilharam, ele começou a gaguejar dizendo que não sabia o que diria para trazê-lo aqui. Eu gritei para ele se virar e ir logo arrumando um jeito de trazê-lo aqui. O Ivo levantou a calça e se arrumando foi indo em direção a porta. Eu disse para ele não demorar.

[Não deixe de ler a continuação em: O proprietário - Parte 3 - Final]

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste conto

Envie seu conto erótico ou estória verídica para publicarmos: Gostaria de publicar sua estória ou conto erótico em nosso site? Basta enviar para cintia_gomes@estoriasdesexo.com.br

Darei preferência aos contos inéditos, ou seja, que não foram publicados em outros sites do gênero. Também me reservo o direito de revisar seu texto (para deixar o português "tinindo" de bom).

Ao enviar o conto, não se esqueça de colocar um TÍTULO, CATEGORIA e o NOME DE USUÁRIO (aquele que aparece como a pessoa que publicou). O nome de usuário pode ser algo como "Menina Novinha", "Urso Carinhoso", "Pegador de Coroas", etc. No corpo do conto você poderá colocar seu e-mail para contato, se quiser, é claro.

Gostou Desta Estória? Compartilhe Com Seus Amigos

Dê sua nota para este conto erotico

Gostou deste conto erótico? Deixe sua nota:


Comentários

Nome: Mario
E-Mail: mariosergio58@hotmail.com
Data: 08/12/2015
Adorei,gosto de muita sacanagem e o seu conto está ótimo. Entre em contato e poderemos ser bons amigos.
Bjs nessa sua bucetinha linda.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: chavoso
E-Mail: alexenzo22@gmail.com
Data: 21/01/2016
[somente e-mail permitido agora] meninas casadas e mau amadas vem com chavoso gostoso

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: yReGBQg3kc
E-Mail: 3f2ogekoh@yahoo.com
Data: 07/02/2016
An answer from an expert! Thanks for conittburing.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Nome: rodrigo
E-Mail: 12_[somente e-mail permitido agora]n
Data: 12/12/2016
Oi pessoal eu vou usar nomes fictício Rodrigo eu moro em uma cidade não muito grande sou casado eu 35ela31 não temos muitos amigos . Vamos au oq interessa eu as vezes eu saio só com uns amigos ela trabalha sempre final de semana tá um dia uns amigos mi convidou pra eu e em um churrasco eu fui lá tinha mais casais tinha eu e 6 solteira um desse amigo mi apresentou outro amigo dele o nome dele é Carlos comessamos a bebê nunca pensei q isso poderia acontecer comigo sempre eu pensavam q eram muito distante de mim isso eram por volta das dez horas da noite comessou a chover muito muitas jente já tinha ido embora ficou eu e umas dez pessoas e esse amigo essa pessoa q o meu amigo mi apresentou ele eram casado a 8anos nossa direpente a esposa dele chegou ficamos conversando por volta da 00noite comessou a chover ai meu amigo falou pra eu ligar pra minha esposa pra avisar q eu iria dormir lá esse rapaz q tavam com a esposa começou mi falar q jafizeram várias loucura e a esposa só mi olhando eu perguntei q loucuras ele mi falou a vc não sabe eu falei não mi fis de q não tavam entendendo aí ele mi perguntou mi falou q já tranzou a três aí quando ele mi falou isso o meu pau ficou duro na hora e a mulher dele só ouvindo aí eles perceberam q o meu pau tavam duro nesse momento todos já foram durmir aí ele falou se eu quiser dormir no quarto q eles estavam a porta estavam abertas nossa . Eles foram na frente eu Bibi mais uma cerveja dez minutos depois eu fui amigos foi a melhor tranza da minha vida. Se vcs gostaram deixa mensagem q eu termino esse relato é q a minha esposa chegou beijos.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário


Deixe um Comentário

Quem quiser entrar em contato pra conversamos um pouco sobre sexo ou quem sabe fazer uma boa amizade, deixe os seus dados nos comentários abaixo que entro em contato.

Importante: Devido à reclamação de várias pessoas de que seus números de telefone estavam sendo postados aqui sem o seu conhecimento, permitimos agora somente o endereço de e-mail.

Contos Eróticos Relacionados

Vídeos Recomendados do site videosdesexonovinhas.com.br

Novinha mostrou o cuzinho
Gatinha com sede de pica tira o short e a calcinha e faz um vídeo mostrando a bucetinha e o cuzinho todo depilado
Foram flagrados no banheiro da escola
Casal de novinhos estava tão concentrado na foda que não viram a câmera. Só depois de gozar é que a meninha percebeu
Novinha filmada usando o toilet
Garota vai ao banheiro e não sabe que está sendo filmada
O melhor boquete da minha vida
Novinha safada chupa meu pau bem devagar e pede pra eu gozar em sua boquinha linda
Namorada perfeita
Morena novinha e deliciosa tira a calcinha e mostra sua bundinha redondinha e empinada. Em seguida ela mostra a pepeca lisinha
Fodendo a safadinha no banheiro da festa
Novinha putinha queria mesmo uma pica bem grossa na xoxotinha. Depois de beijar o cara eles foram para o banheiro meter

Veja mais vídeos pornô de novinhas

Consiga o WhatsApp de centenas de mulheres solteiras e casadas de todo o Brasil. Temos grupos de WhatsApp de putaria e muito mais. Cadastre-se gratuitamente

Alguns homens e mulheres recém-cadastrados no Classificados de Sexo
Quer conversar com eles? Basta enviar uma mensagem!

moreninhalinda
De: Porto Alegre - RS

Sou divertida sensual sexi e to aprocura de homens
Mensagem Chat
casalrp
De: Ribeirao Preto - SP

Olá SOMOS UM CASAL bem resolvidos e discretos, estamos a procura de uma mulher ou casal, que assim c
Mensagem Chat
deusasafada
De: Pedreiras - MA

Sou casada safadinha e adoro sexo, aventuras e novas experiências. me chama pra gente conversar.....
Mensagem Chat
menina_curiosa
De: Salvador - BA

Oi, pessoal, sou novinha e adoro sexo virtual. Fico toda meladinha quando estou conversando besteira
Mensagem Chat
negao_3535
De: Arcos - MG

super discreto a procura de aventura
Ver Perfil Chat
dorisly
De: Cabo Frio - RJ

Me acho uma mulher muito interessante e de dar inveja aos outros homens, pois sou liberal ao ponto d
Mensagem Chat

Veja mais usuários do sexo feminino e masculino

Últimos Comentários dos Leitores

Como seduzi e devorei a dentista hétero [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Gigantesafado disse:
Oi carolina deixa eu chupar vc, sou um coroa bem expreriente deixaria vc chegar ao climax e ter varios gozo profundo, meu gmail parasemprevc68@gmail.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Como seduzi e devorei a dentista hétero [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Carolina disse:
Nossa, que delícia de conto! Fiquei completamente excitada e louca pra ser chupada bem gostoso. Sou Bi e do RJ.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Não mexa nas calcinhas da mamãe - Parte 5 - Final [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Gigantesafado disse:
Foi muito prazeroso seu conto Juliana, fiquei com muita vontade de chupar sua bucetinha ate escorrer para lamber td, safadinha.

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

A primeira vez que experimentei sexo anal [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
lenoirrs disse:
Ola pessoal eu também curto anal gostaria de conhecer mulheres da região de Frederico westefalen rs

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Não mexa nas calcinhas da mamãe - Parte 5 - Final [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
herlesamtonioteixeiraesilva disse:
Simpismente demais. Eu ja li muitos contos...
maia esse superou todossss...

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Meti na minha cunhada com a minha mulher dormindo do nosso lado [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Claudia 1.1.9.8.3.1.3.0.0.2.2 disse:
Louca de desejo quero viver novas loucuras... adoro sexo

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Meti na minha cunhada com a minha mulher dormindo do nosso lado [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Claudinha da z/l disse:
Adorei o conto quero conhecer homens , mulheres e casais pra muitas brincadeiras gostosas... entre em contato no zap [Ocultado. Clique e deixe uma mensagem]

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Espiei minha mãe sendo comida pelo meu tio, e eu quis também [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Anônimo(a) disse:
Somos um casal, ele 28, ela 38, buscamos outra mulher, nao importamos com idade, para morar juntos e ter uma relacao seria a três. Chama no Whats: 015.99656.4404

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Meu padrasto me engravidou [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Marcos disse:
Somos um casal, ele 28, ela 38, buscamos outra mulher, nao importamos com idade, para morar juntos e ter uma relacao seria a três. Chama no Whats: 015.99656.4404

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Com o meu sogro [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Sonja McDonell disse:
Eu sou Sonja, 23 anos, comissária de bordo. Todas as meninas e mulheres têm suas próprias idéias e fantasias para o sexo, especialmente pela primeira vez. Como conclusão de alguns relatos, 82% querem com um menino, 13,7% com uma menina e o restante com um transexual.
sonjamcdonell@yahoo.com

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Espiei minha mãe sendo comida pelo meu tio, e eu quis também [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Marcos disse:
Somos um casal, ele 28, ela 38, buscamos outra mulher, nao importamos com idade, para morar juntos e ter uma relacao seria a três. Chama no Whats: [Ocultado. Clique e deixe uma mensagem]

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Meti na minha cunhada com a minha mulher dormindo do nosso lado [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Marcos disse:
Somos um casal, ele 28, ela 38, buscamos outra mulher, nao importamos com idade, para morar juntos e ter uma relacao seria a três. Chama no Whats: [Ocultado. Clique e deixe uma mensagem]

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Meu padrasto me engravidou [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Marcos disse:
Somos um casal, ele 28, ela 38, buscamos outra mulher, nao importamos com idade, para morar juntos e ter uma relacao seria a três. Chama no Whats: [Ocultado. Clique e deixe uma mensagem]

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Fiquei gostando de ser cadelinha [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Cristiano disse:
Sou de São Paulo capital eu crio e adestro cachorros para pratica de ZOOFILIA já iniciamos varias mulheres e temos muita experiencia e referencias também as interessadas podem enviar e-mail pois aqui não aceita whatsapp entao mandem e-mail que respondo todos e passo o zap ou deixem também o zap que entro em contato para mas detalhes tenho o cachorro viciado e tarado por uma mulher tudo com local e sigilo absoluto

Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Como virei mulherzinha debaixo do meu cachorro [Chat de Putaria] [Ver Vídeo Pornô]
Anônimo disse:
Oi anônima me passa o seu e-mail.

Quero te conhecer.

Quem sabe não podemos namorar.




Nome: Anonima
E-Mail: Anônima
Data: 18/07/2018
Oi Roger já encontrou algo sério tb procuro faz tempo tenho 39 anos interessa



Clique aqui e fale com o(a) autor(a) deste comentário

Contos Eróticos Sugeridos

Contos Eróticos Mais Vistos

Categorias de Contos Eróticos

Vídeos Pornô de Novinhas
Anal / Sexo Anal
Diversos
Em Público
Fantasias
Fetiches
Gatas/Gatos
Gays/Lésbicas
Héteros
Incesto
Jovens X Mais Velhos
Masturbação
No Emprego
Orgias
Sadomasoquismo
Teens - Jovens
Traições
Três ou Mais
Zoofilia